Filme Dr. Ocride ganha dois prêmios no Panorama Internacional Coisa de Cinema em Salvador

quinta-feira, novembro 22, 2018
O filme Dr. Ocride, dirigido por Edson Bastos e Henrique Filho, produção da Voo Audiovisual, venceu os prêmios de Melhor Longa Baiano pelo Júri Jovem e Melhor Longa Baiano pelo Júri APC BAHIA - Troféu Marielle Franco, no XIV Panorama Internacional Coisa de Cinema, em Salvador. 
O filme aborda a vida política e a obra literária do escritor, advogado e político sulbaiano Euclides José Teixeira Neto. Conhecido como Dr. Ocride pelo povo, Euclides Neto notabilizou-se na luta pela Reforma Agrária. É reconhecido como um dos grandes escritores brasileiros da geração de 30, com 14 obras publicadas, nas quais colocou o trabalhador rural como protagonista das narrativas. Com mais de 40 anos advogando, sempre defendia os trabalhadores rurais. 

Como prefeito de Ipiaú (1963-1967), desenvolveu práticas socialistas, como a Fazenda do Povo, o primeiro feito bem sucedido da reforma agrária no estado da Bahia, projetando a cidade de Ipiaú a município modelo do Brasil. Fato este que também o levou a responder por inquérito militar durante a ditadura, em 1964. O documentário mostra como Euclides Neto direcionou sua vida e obra para dar voz aos trabalhadores rurais do sul da Bahia. Sua trajetória de resistência dialoga intensamente com os embates vividos no Brasil atual.

O filme também encerrou a Mostra de Cinema Conquista de 2018 e tem emocionado o público por onde é exibido. Edson Bastos afirma que "é gratificante ver pessoas se emocionando com a história de Euclides Neto e como a vida dele ainda dialoga com os nossos tempos." Para Henrique Filho, a família do escritor foi fundamental para a construção do filme pois "eles confiaram no nosso trabalho, nos cederam vídeos, fotos, manuscritos, documentos pessoais, além de estarmos em constante diálogo para construímos a história juntos."

Em suas redes sociais Edson Bastos escreveu: Teve dois prêmios para @dr.ocride no Panorama Internacional Coisa de Cinema , teve beijo, abraços, terçol e muita comemoração. Uma Honra receber um prêmio com nome de Marielle Franco pelo júri da APC. E também muito honrado em receber o prêmio de melhor longa baiano pelo júri jovem do panorama, composto por mulheres que deram o seu recado num momento de lucidez durante a premiação. Cada vez que a gente ganha um prêmio, um jovem do interior acredita que também é capaz de conquistar seus sonhos. Foram filmes muito importantes para debatermos o nosso tempo. E como estamos num tempo de confronto, não deveríamos colocá-los em competição quando precisamos de união. Mas agradeço muito aos júris pelo reconhecimento, pelas palavras e pelo incentivo para continuarmos praticando, fazendo o que amamos: filmes que falam sobre como é importante sonhar e resistir, sobretudo em tempos de ódio e desesperança. Obrigado à família de Euclides Neto, pela confiança e à equipe por se entregar a esse projeto que nos emociona muito. Obrigado também ao Panorama que nos proporcionou uma sessão linda, com excelente qualidade técnica. Viva Ipiaú! Viva Euclides Neto! Viva o Cinema Baiano! Viva o cinema produzido no interior!

Henrique Filho também comentou sobre a premiação nas redes sociais: Para nossa surpresa, hoje @dr.ocride ganhou dois prêmios de Melhor Longa Baiano no Panorama Internacional Coisa de Cinema . Tanto o Prêmio APC quanto o Prêmio Júri Jovem. Obrigado aos júris por este reconhecimento. Obrigado à equipe, que fez com que o resultado do filme fosse esse. Foi incrível representar o interior do estado nesta noite e, em especial, minha cidade natal Ipiaú! Viva Ipiaú!

O Júri da APC destacou: Foram seis obras de longa metragem exibidas nestes sete dias de Festival. Mais uma vez o consenso foi importante para a tomada de decisão. É importante também ressaltar que todos os filmes possuem as qualidades necessárias para ganhar um prêmio.  O premiado possui uma linda fotografia, uma sensibilidade artística primorosa e uma direção que além cumprir o seu papel é apaixonada.  Um filme atual e importante para o momento político que vivemos. É um filme de resistência, assim como a Bahia que  é e sempre foi um lugar de resistência histórica. Além do troféu Marielle Franco,  o melhor longa da competitiva baiana do XIV Panorama Internacional Coisa de Cinema do prêmio APC irá ganhar uma inscrição para as rodadas de negócios do NordesteLAB, , horas de mixagem e finalização de áudio com Eduardo Ayrosa, Estúdio Base e 3 horas de consultoria em controler pela Inspirar Filmes. Sem mais delongas, anuncio que o prêmio de melhor longa vai para:  - "Dr. Ocride", de Edson Bastos e Henrique Filho.