Itabuna: Morte de professor de dança tem relação com o tráfico de drogas, diz delegado

sábado, novembro 24, 2018
O chefe da Coordenadoria Regional da Polícia Civil em Itabuna, delegado André Aragão, afirmou nesta sexta-feira (23) que o assassinato do coreógrafo e dançarino Cláudio Pereira da Silva, o Chico Dance (lembrar), está relacionado com tráfico de drogas. O policial disse que Chico Dance já respondia por suspeita de tráfico de droga e crime de pedofilia. De acordo com o delegado André Aragão, investigações apontam que o coreógrafo vendia droga na Praça Rio Cachoeira, no centro de Itabuna, a poucos metros de onde foi executado a tiros. 

“A droga era transportada e guardada no som portátil dele. A linha de investigação é a rivalidade entre facções criminosas e também a questão do tráfico de drogas”, explicou André Aragão. O coreógrafo e dançarino Chico Dance foi morto a tiro na noite de quarta-feira (21), na rua Cassemiro Rego, no bairro Conceição. Segundo testemunhas, o rapaz estava dando aulas na Praça Rio Cachoeira quando recebeu uma ligação e saiu ao encontro dos criminosos. Ele foi atingido com vários tiros. *Com informações da TV Santa Cruz