50 PMs do mesmo batalhão em SP são presos suspeitos de corrupção

terça-feira, dezembro 18, 2018
Operação para prender policiais militares — Foto: Reprodução/Corregedoria
A corregedoria da Polícia Militar e o Ministério Público de São Paulo fazem uma operação nesta terça-feira (18) para prender 54 policiais militares e 5 integrantes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Segundo a Corregedoria da PM, esse é o maior número de policiais presos de uma vez. Batizada de Ubirajara, a operação mira um suposto esquema de corrupção no 22º batalhão da PM no Jardim Marajoara, Zona Sul de São Paulo, do qual fazem parte os PMs alvos de mandados de prisão.

A investigação é liderada pela corregedoria da PM e começou em fevereiro, após a interceptação de 82 mil ligações telefônicas que confirmaram a suspeita de que policiais estavam recebendo dinheiro de um traficante conhecido como "Sandro" para não prendê-lo. Além de corrupção, são investigados os crimes de tráfico e associação para o tráfico. Há 86 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Participaram da operação 450 policiais militares, sendo 280 corregedores e 170 policiais do 2º Batalhão do Choque, além de promotores de Justiça.