Em vídeo, ex-esposa de vereador de Ibirataia acusa político de agressão

quinta-feira, dezembro 27, 2018
Mulher mostra marcas da agressão (Foto: Reprodução)
Najara Ferreira postou na noite dessa quarta-feira, 26, em um grupo de whatsapp, um vídeo no qual ela acusa de agessões o ex-marido, o vereador de Ibirataia, Ravi Machado. No vídeo ela relata que estava indo levar as filhas para passar as férias com o pai, quando Ravi teria puxado uma das crianças pelo cabelo e em seguida, após uma discussão, teria agredido Najara. Veja o vídeo abaixo:
"Eu vim aqui porque estou cansada de ser agredida, tanto fisicamente como verbalmente. Eu vim aqui falar para vocês e falar para as mulheres que quando elas apanham não é para ficar escondido não, é pra falar. Aconteceu isso comigo aqui agora. Fui deixar as minhas filhas com o pai em Ibirataia, pra passar as férias com o pai, e simplesmente o mesmo me agrediu porque as meninas não quiseram ficar com ele. Por sua vez, ele entrou dentro do meu carro e puxou a nossa filha do meio pelo cabelo, obrigando elas a ficarem com ele a pulso (forçadamente). Eu desci do carro e falei que a pulso ele não iria levar elas não, que elas iriam ficar por livre e espontânea vontade. Simplesmente olha o que ele fez (mostra marcas de agressões). Me agarrou pelo pescoço e começou a me agredir na frente das crianças. Estou mostrando isso para vocês verem a verdadeira face do pai das minhas filhas, não preciso nem citar o nome, pois todos sabem quem é", relata Najara.

Vereador Ravi se defende e diz que ele é quem foi agredido 
Em nota postada ainda na noite de quarta-feira, o vereador Ravi Machado se defendeu das acusações e diz que tem provas que ele é quem foi agredido. "Venho manifestar o meu relato a respeito do que aconteceu na noite de hoje, dia 26 de dezembro de 2018 onde coloco inicialmente que procuro as redes sociais e os meios de informação porque não tive outra alternativa no momento para me defender, mesmo sabendo que não gosto de me expor dessa maneira. A mãe de minhas filhas no vídeo e no áudio coloca-se tão somente como vítima alegando que fui eu quem a agredi sendo que na verdade o que aconteceu foi o contrário. A manifestação descontrolada deu-se tão somente por parte dela tentando manipular  uma de minhas filhas para não ficar comigo em minha casa. Todos conhecem a minha pessoa enquanto pai e o quanto me preocupo em manter a ordem e a paz com aquelas pessoas que eu amo e não seria diferente com a minhas filhas. No demais, manifesto todo meu carinho e todo meu amor por minhas filhas e digo que faço o que for preciso para continuar mantendo-as em um ambiente saudável, criando minhas filhas da melhor forma possível, trazendo educação, amor e muita diversão e felicidade para cada uma delas...", diz

Ainda na nota, Ravi diz que está com a consciência tranquila e que a justiça será feita. "A justiça será feita e tenho certeza de que não falhará! Neste momento peço a todos que esperem a justiça realmente mostrar o lado da verdade e na figura de Pai me manifesto colocando que vou de encontro a todo qualquer tipo de manifestação conivente com alienação parental. Agradeço o apoio da minha família, dos amigos e de todos os que estão ao meu lado me dando apoio, porque todos realmente me conhecem e sabem que sou incapaz de fazer algum mal à qualquer pessoa principalmente de agredir uma mulher! Todas as provas já estão sendo juntadas e mantenho meu posicionamento firme e tranquilo porque a minha consciência é quem me guia e o Senhor Jesus que me orienta. Tenho provas documentais e testemunhais de que fui agredido", defende-se o vereador Ravi por meio de nota.  Não foi informado se Najara já registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia local. (Giro Ipiaú)