Filha chama João de Deus de “monstro” e relata abusos desde a infância

sexta-feira, dezembro 14, 2018
Na edição de VEJA desta semana, Dalva Teixeira conta como sua vida com o médium virou um inferno. 
A série de denúncias contra o médium João de Deus por abuso sexual ganhou uma dose a mais de horror. Em depoimento sigiloso no Ministério Público de Goiás (MP-GO), a filha do líder espiritual, Dalva Teixeira, 49 anos, relatou que desde os 10 anos foi abusada por ele em casa, no carro e durantes as viagens. O conteúdo é capa da revista Veja desta semana, com o desabafo de Dalva: “Meu pai é um monstro”. Mais de 200 denúncias de supostas vítimas do médium, conforme o MP-GO, estão sob apuração da Justiça. Os relatos apontam que os abusos ocorreram durante atendimentos no centro de curas espirituais em Abadiânia, no interior de Goiás. Nesta quarta-feira (12), o MP-GO pediu a prisão preventiva do médium.