Ipiaú completa 85 anos de emancipação política; saiba mais da história do município

sábado, dezembro 01, 2018
Neste domingo, dia 2 de dezembro, o município de Ipiaú completou 85 anos de emancipação política. Para comemorar a data a Prefeitura Municipal elaborou uma programação que envolve diversas atividades culturais, esportivas  e religiosas, além de inaugurações de obras públicas. Desde a última sexta-feira, 30, aconteceram exposições de artes, artesanatos, concursos, torneios e apresentações musicais. A Praça Rui Barbosa, centro das atividades, recebeu uma bela decoração natalina. A Missa em Ação de Graças pelo aniversário da cidade foi celebrada às 19 horas, do dia 2, na Igreja Matriz de São Roque. Em seguida o Coral Municipal apresentou seu novo repertório.

A história de Ipiaú
O marco inicial da colonização do Município de Ipiaú datada da segunda década do século passado, aproximadamente 1913. Antes a região era habitada pelos índios Tapuias, quando surgiram os primeiros desbravadores. O lugarejo foi chamado de Rapa-tição e, segundo alguns, a origem desse termo deveu-se uma briga entre duas mulheres que se serviam de lenha em brasa como arma, enquanto outros explicam que tal nome era corruptela da palavra "Repartição", pois que no arraial funcionava um posto de arrecadação de tributos fiscais, instalado em 1916 pela Intendência de Camamu.
A 1º de agosto de 1916, Rapatição passou à categoria de distrito, com o nome de Alfredo Martins, pertencente ao município de Camamu. Em 1930 foi elevado a sub-prefeitura, com o nome de Rio Novo e em 1931 foi desmembrado do município de Camamu e anexado a Jequié.
Finalmente, por força da Lei Estadual nº 8.725 de 02 de dezembro de 1933, assinado pelo então Governador Juracy Magalhães, foi criado o município de Rio Novo, cuja denominação se explica devido às modificações no leito do Rio Água Branca, afluente do Rio das Contas, que banha aquela região. Mais tarde, exatamente em 31 de dezembro de 1943, uma reformulação administrativa impôs a mudança do nome de Rio Novo, ao proibir a existência, no Brasil, de duas localidades com a mesma denominação. Assim, surgiu o novo nome Ipiaú que quer dizer "rio novo" na língua Tupi.
O município está constituído hoje, além de sua sede, pelo distrito  de Córrego de Pedras e o povoado da Fazenda do Povo. Desde sua emancipação em 1933, a política em Ipiaú(antigo Rio Novo) foi monopolizada por grupos políticos de caráter conservador. Entretanto, a partir de abril de 1963, o município de Ipiaú teve um prefeito com perfil atípico: ex-militante do Partido Comunista do Brasil (PCB) Euclides Neto era intelectual, escritor e advogado, com sensibilidade aguçada às agruras dos trabalhadores rurais. Clique aqui e veja mais sobre a história do município e seus fundadores.

Geografia
O município de Ipiaú pertence à Microrregião Homogênea 154 - Cacaueira - segundo divisão adotada pelo IBGE, compreendendo uma área de 267 km², equivalente a 0,05% da área total do Estado, situando-se dentro das coordenadas geográficas: 14º07'55" de latitude sul e 39º44'55" de latitude oeste. A população local está estimada em  quase 48 mil habitantes.

De acordo com a Divisão Territorial Administrativa de 1964/68, o município limita-se ao Norte com Ibirataia e Jequié, ao Sul com Itagibá  , ao Leste com Ibirataia e Barra do Rocha e ao Oeste com Aiquara e Jitaúna. A sede do município de Ipiaú dista 353,1 km (via BR-101) e 409 km (via BR-116) de Salvador , 112 km de Itabuna e 138 km de Ilhéus. (Giro/José Américo Castro)