Governo atualiza números e confirma sete mortos e 150 desaparecidos na tragédia em Brumadinho

sexta-feira, janeiro 25, 2019
O Governo de Minas Gerais divulgou, no início da noite desta sexta-feira (25), um novo balanço de vítimas do rompimento da barragem de Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo o executivo estadual, representantes da Vale informaram que 427 pessoas estavam no local na hora do rompimento, sendo que 279 foram resgatadas e cerca de 150 permanecem desaparecidas. As barreiras que continham o rejeito da Mina Córrego do Feijão romperam no horário do almoço e a lama atingiu o refeitório e o complexo administrativo da Vale. 

Ainda segundo o governo, nove pessoas foram resgatas da lama com vida e outras 100 que estavam ilhadas também foram salvas pelo Corpo de Bombeiros. Entre os mortos, os militares confirmam sete vítimas já encontradas, mas nenhuma foi identificada. "No momento a grande medida é ver sobreviventes, e informar às famílias dos atingidos", afirmou o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo). A assessoria do Estado também afirmou que o contingente de bombeiros que atua na ocorrência será dobrado durante a madrugada. Atualmente, quase 100 militares se empenham na busca por sobreviventes e na contenção dos danos.