Ex de advogado achado morto e funcionária dela são presas suspeitas do crime

sexta-feira, fevereiro 15, 2019
Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade
A ex-esposa do advogado Júlio Zacarias Ferraz, que foi achado morto após passar mais de 15 dias desaparecido, na Bahia, foi presa no final da manhã desta quinta-feira (14), junto com a empregada doméstica dela. De acordo com a Polícia Civil, a dupla é suspeita de encomendar o crime, na cidade de Feira de Santana. Conforme a polícia, Glaucia Mara Ottan de Souza Machado teria pedido para a funcionária dela, identificada como Maria Luiza Borges do Carmo, encontrar homens para matar o ex-marido, porque não aceitava o fim da relação e queria os bens dele. O serviço teria custado R$ 4 mil. Aos policiais, a empregada informou que estava sendo ameaçada pela patroa e que ele foi dopado pelos matadores. "Eles [os matadores] não são daqui, estavam a serviço. Ele já estava desaparecido no dia 15, no dia do aniversário do filho. Primeiro ele foi sedado com uma substância, aí depois “os caras” o levaram primeiro para um quartinho, pra ele ficar sedado, aqui em Feira, [e depois levaram ele para Santo Amaro]”, contou a funcionária Maria Luiza Borges.
Júlio Ferraz desapareceu no dia 15 de janeiro, no dia do aniversário dele e de um dos filhos.
A polícia informou que a mulher nega as acusações. As duas tinham prisões decretadas pela Justiça e serão encaminhadas para o sistema prisional. Ainda segundo a polícia, dois homens são procurados pela morte do advogado. As identidades deles não foram divulgadas, mas a polícia informou que eles são de Feira de Santana. O caso segue sob investigação da Polícia Civil da cidade. Segundo a polícia, a ex-esposa de Júlio Zacarias tem passagem por outros crimes e já teria tentando matar o advogado em outro momento. Ela e a vítima têm dois filhos. *Com informações do G1