Ipiaú: Moradores da Rua Elias de Assis reclamam de prejuízos e transtornos causados por bambuzal

terça-feira, fevereiro 19, 2019
Moradores pedem ação da Prefeitura no local com serviço de podagem.
Moradores da Rua Elias de Assis pedem providências urgentes contra os transtornos que um bambuzal na margem esquerda do Rio Água Branca vem lhes causando. Por falta de podas periódicas as plantas avançam em direção à margem oposta e quando quebram, em decorrência de ventanias,  caem sobre as casas danificando telhados além de ocasionar outros danos materiais. Recentemente, um dos imóveis ali localizados foi atingindo e teve um dos cômodos destruído. Como se não bastasse isso, observa-se a incidências de insetos e até cobras que despencam dos galhos e  folhagem.
Galhos avançam sobre tetos de residências.
O problema também  compromete a fiação da energia elétrica, causando curtos circuitos que  deixam  residências das ruas Elias de Assis e Hildebrando Nunes Rezende, com o fornecimento temporariamente comprometido. Outra conseqüência negativa ocasionada pelo bambuzal é o  barramento do rio naquele trecho. A água empoçada pelos galhos e e folhas acumuladas, torna-se criadouro de larvas do mosquito transmissor da dengue. Um morador lembra que uma das árvores chegou a desabar sobre a área de uma casa e por pouco não atingia pessoas que ali se encontravam.
Segundo os moradores, a prefeitura chegou a iniciar a podagem do bambuzal, mas depois foi interrompida.
A Prefeitura chegou a iniciar um serviço de supressão das plantas, mas interrompeu em decorrência de uma cheia no rio. Depois disso, mesmo com a água voltando ao seu leito normal, não deu prosseguimento  à  ação.  Novos pedidos de intervenção do Poder Público serão encaminhados aos setores competentes, e também ao proprietário do terreno onde está plantado o bambuzal. (Giro Ipiaú)