Professores aceitam proposta da Prefeitura para pagar retroativos de 2018, mas impõem condições

quinta-feira, fevereiro 21, 2019
Na última terça-feira, 19, professores foram até a Câmara reivindicar os pagamentos retroativos de 2018.
A APLB Sindicato, através da Delegacia Sindical Vale Rio das Contas, acatou a proposta do Governo Municipal de Ipiaú quanto ao parcelamento do retroativo do Piso Salarial Nacional referente aos meses de janeiro, fevereiro, março e abril de 2018. A decisão aconteceu durante uma assembleia dos professores da rede municipal realizada na tarde da última terça-feira, 19, no Salão do Plenário da Câmara de Vereadores. Na proposta, apresentada pela prefeita Maria das Graças à diretora da Delegacia Sindical Vale Rio das Contas, Gildete Santos Silva, consta que o retroativo será pago em oito parcelas iguais a partir do próximo mês de maio.

No decorrer da assembléia também ficou decidido que a categoria se manterá em estado de greve, com mobilizações pontuais, até que o Projeto 005/2019 (que pede autorização para que seja efetuado o pagamento do retroativo), do Poder Executivo Municipal, seja aprovado pela Câmara, sancionado pela prefeita e a Lei decorrente do mesmo tenha publicação no Diário Oficial do Município. As atividades programadas pela categoria para o estado de greve  prosseguem na tarde desta quinta-feira, 21, com uma caminhada pelo centro da cidade. No início da tarde da próxima terça-feira, 26, os professores estarão concentrados, em silêncio, em frente ao prédio da Prefeitura e na manhã do dia 28, quinta-feira, após uma concentração em frente à agencia do INSS, no Bairro Euclides Neto, sairão em caminhada, com um carro de som, pelas ruas da cidade. Em relação ao pagamento do retroativo de janeiro de 2019, segundo informou a procuradora Isabelle Araújo, já está na conta dos professores. (Giro/José Américo Castro)