Para impedir articulação do PCC na Bahia, operação do MP transfere nove presos de Feira de Santana

quinta-feira, fevereiro 14, 2019
Nove presos que estavam custodiados no Conjunto Penal de Feira de Santana foram transferidos de avião na manhã desta quarta-feira (13), para presídios de segurança máxima. De acordo com o Ministério público do Estado (MP-BA), sete foram para o presídio de Serrinha e dois foram encaminhados para outros estados. A transferência faz parte da operação "Spot", que visa coibir a articulação do PCC na Bahia. Segundo o Acorda Cidade, os presos, que não tiveram os nomes revelados, estavam custodiados há mais de um ano e estão envolvidos com tráfico de drogas.
A operação foi deflagrada pelo Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações do Ministério Público estadual (Gaeco), da Unidade de Execução da Pena (Umep) e da 3ª Promotoria de Justiça de Feira de Santana, em conjunto com as Secretarias de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap)  e de Segurança Pública (SSP). As medidas de transferência foram deferidas pela Vara de Execução Penal de Feira de Santana. Participaram da operação policiais da CIPT Leste, CIPE Litoral Norte e da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes, além da direção e agentes  do conjunto penal de Feira de Santana.