Suspeitos de assaltar e matar turista argentino confessam crime e dizem que venderam celulares para comprar bermudas

quinta-feira, fevereiro 21, 2019
Suspeitos foram reconhecidos por testemunhas e confessaram crime (Foto: Carlos Alberto/BNews)
Os dois homens suspeitos de envolvimento no latrocínio do turista argentino Luis Daniel Barizone, de 65 anos, em Salvador, confessaram o crime à polícia e disseram que venderam os celulares roubados e compraram bermudas. De acordo com informações divulgadas durante coletiva de imprensa, realizada na manhã desta quinta-feira (21), na sede do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), Lucas Amâncio de Souza, de 22 anos, e Danilo dos Santos Lima, de 18, disseram em depoimento que os celulares foram vendidos por R$ 300 e R$ 200. 
Turista argentino morreu após ser esfaqueado no bairro de Piatã — Foto: Divulgação/TV Bahia
Segundo o major Marcelo Franco, Lucas Amâncio foi preso na noite de quarta-feira (20), na região do Abaeté, no bairro de Itapuã, por policiais militares da 15ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Itapuã). O suspeito tem duas passagens por porte ilegal de armas e uma por tráfico de drogas, no município de São Francisco do Conde, região metropolitana de Salvador. A delegada Marita Souza, da Delegacia do Turista (Deltur), informou que Danilo dos Santos foi encontrado, por policiais da 12 delegacia, na manhã desta quinta-feira (21), no bairro de Nova Brasília. O jovem completou 18 anos em 2019 e já tinha sido apreendido quando era menor. Segundo a polícia, a dupla era bastante conhecida na região de Itapuã. O major Marcelo Franco ainda disse que Lucas tentou fugir, mas se entregou após a aproximação das viaturas da PM. *As informações são do G1