Vereadores apresentam Projeto para proibir cobrança de Taxa de Iluminação Pública em Ipiaú

quinta-feira, fevereiro 07, 2019
Foi protocolado na manhã desta quinta (07) na secretaria da Câmara de Vereadores de Ipiaú o Projeto de Lei nº 001/2019 do Poder Legislativo, de autoria conjunta, assinado pelos vereadores Edson Marques, Emerson Fit, Lucas do Social, Pery de Margarete, San de Paulista e Simone Coutinho visando a proibição da cobrança da TIP - Taxa de Iluminação Pública por parte da Prefeitura de Ipiaú em todo o território municipal. 

Uma grande polêmica em relação ao reajuste tributário municipal, com aumento no IPTU, Alvarás, Taxa de Iluminação Pública, entre outros tributos, vem acontecendo desde a apresentação do Projeto de Lei criado pelo Poder Executivo, apreciado e aprovado em uma sessão extraordinária recheada de polêmica e tumulto no dia 30 de setembro de 2017. Após aprovado, por 8 votos a 5, a prefeita de Ipiaú - Maria das Graças, sancionou no dia 02 de outubro de 2017 a lei municipal nº 2.283/2017, gerando a partir daí discussões nas redes sociais, no comércio local e bairros da cidade.

No último dia 04 de fevereiro, o contribuinte e morador de Ipiaú, Gustavo Fernandes, conseguiu através de uma ação movida na justiça o direito de pagar a taxa em uma fatura separada do seu consumo mensal de energia elétrica. Dr. Ricardo Costa, advogado de Gustavo, disse que recorreu na justiça por não concordar com o valor e como a cobrança é feita, considerando uma prática abusiva por parte da prefeitura de Ipiaú.

Neste novo capítulo, alegam os vereadores que assinaram o projeto, prevendo a proibição da cobrança, que a população de Ipiaú já vem sendo sacrificada por cobrança das taxas elevadas e que muitas das vezes não conta nem sequer com o retorno do serviço público se equiparando com os valores pagos, sendo que a missão deles como representantes do povo, é legislar em seu favor e trabalhar pela construção de uma sociedade inclusiva, pois conhecem muito bem a realidade da população, que vem enfrentando enormes dificuldades para honrar seus compromissos com tantas taxas caras, realidade esta que motivou a proporem o presente projeto. *As informações são da assessoria dos vereadores