Ministério da Saúde aponta aumento de 281% nos casos de dengue na Bahia


Os casos de dengue na Bahia cresceram 281% nos três primeiros meses 2019, se comparado ao mesmo período do ano anterior, conforme levantamento do Ministério da Saúde. Quatro mortes ocorreram em decorrência da doença neste ano. Conforme aponta o Ministério da Saúde, a Bahia registrou 7.305 casos da doença entre janeiro e 16 de março de 2019. No mesmo período de 2018, foram 1.916 casos. A incidência no estado é de 49,3 casos/100 mil habitantes. Em Salvador, diversos bairros estão em estado de alerta pois o índice de infestação do aedes aegypti – mosquito transmissor da dengue e demais doenças como chikungunya, zika – ultrapassa o índice tolerável da Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 1%.
No bairro do Itaigara, área nobre da capital baiana, o índice de infestação do mosquito aedes aegypti foi de 3,4% e, conforme a Secretaria Municipal de Saúde, o bairro está em estado de alerta. A situação é ainda pior em outros bairros nobres e de classe média de Salvador como Barra, Graça, Vitória, Garcia, Canela e Campo Grande, que já são consideradas áreas de risco, com índice de infestação de 4%. Bairros populares também entram nessa lista: Vista Alegre e Coutos (7,6); Fazenda Coutos (4,0); Lagoa da Paixão e Valéria (4,1), além de Sussuarana e Novo horizonte (4,7).