Técnico do PFC Cajazeiras elogia Doce Mel, mas diz que vem confiante em busca de bom resultado

sexta-feira, março 29, 2019
O estádio Pedro Caetano receberá pela primeira vez em sua história uma partida de futebol profissional. Uma cidade que respira futebol precisava disso, e o Doce Mel é o responsável por dar essa alegria ao torcedor. Neste domingo, 31, às 15h, o Doce Mel enfrenta o PFC Cajazeiras, em jogo válido pela 4ª rodada da Série B do Campeonato Baiano. As duas equipes vem de derrota, e para não ficar longe dos líderes, precisam voltar a vencer. O técnico do PFC Cajazeiras, Zé Carijé, bateu um papo com o repórter e comentarista Romário Henderson, onde demonstrou muito respeito pelo Doce Mel e o otimismo de conseguir lograr um bom resultado. Confira, na íntegra, essa concisa entrevista.

Giro: Como está a preparação do Cajazeiras para o jogo de domingo?
Romário, um abraço a você e a todos os seus leitores. A preparação está conforme o previsto, temos algumas dificuldades, mas estamos trabalhando a todo vapor, tudo está transcorrendo da melhor maneira possível para que a gente possa desempenhar bem o nosso jogo contra o Doce Mel.

Giro: Como está a confiança e a auto estima do grupo depois da derrota para o Olímpia?
A confiança é a primeira coisa que não pode faltar no futebol. A confiança nos jogadores existe. As derrotas são dolorosas, mas não são para serem lamentadas, e sim para aprender, até porque não tem máquina do tempo para voltar e corrigir o que fez de errado. Temos que usar essa derrota para corrigir os defeitos e seguir.

GIRO: O Cajazeiras fez grande campanha em 2018, chegando à final. Você acredita que o Cajazeiras de 2019 pode repetir semelhante desempenho?
Não sei. Pretendemos fazer campanha melhor, porque queremos subir, mas só Deus sabe. Temos nossas dificuldades, nossas limitações, não temos a mesma estrutura e, tampouco, o mesmo elenco, mas temos que ter a fé e trabalhar forte com o pensamento de que podemos alcançar.

GIRO: Você conhece a equipe da Doce Mel? Qual avaliação você faz desse adversário?
Tomamos conhecimento da estrutura e das condições de trabalho dados pelos diretores, conhecemos o treinador Salles, um fenômeno em nosso estado, considerado o rei do acesso pelos seus feitos e reconhecido em todo o estado, inclusive por mim. Também conhecemos o elenco, dos jogadores que chegaram juntamente com Salles, que vieram do Jacobina, então se trata de um elenco forte. Sabemos que o Doce Mel tem melhor estrutura, melhor elenco e melhor treinador, mas futebol não se vence fora de campo, então temos que acreditar em nós, em nosso grupo, em nosso trabalho, é como falei, se não tivermos confiança em nós, quem terá? Apesar das dificuldades, vamos confiantes buscar um bom resultado.

Por fim, Zé Carijé registrou seu carinho pelos Ibirataienses. “Quero mandar um abraço pra galera de Ibirataia, cidade onde tive a oportunidade de trabalhar no Intermunicipal em 2015 e fazer muita amizade”, disse. O PFC Cajazeiras ocupa o 2º lugar na tabela de classificação, com seis pontos, enquanto o Doce Mel é o 4º colocado com quatro pontos ganhos. (Giro/Romário Henderson)