Vice-prefeito de Ilhéus ataca prefeito por dívida milionária com coleta de lixo: “a empresa vai tomar calote”

sexta-feira, março 08, 2019
A prefeitura de Ilhéus deverá pagar nesta sexta-feira (8) uma parte da dívida de quase 5 milhões de reais com a empresa Solar Ambiental, com a qual rescindiu contrato de prestação de serviço de coleta de lixo nesta quinta-feira (7). Além da coleta de resíduos domiciliares, comerciais, industriais e hospitalares, a empresa era responsável pela limpeza e desobstrução de redes de drenagem e galerias de águas pluviais, lavagem e desinfecção de feiras livres e vias e limpeza de praias. De acordo com os termos publicados no Diário Oficial do município, o saldo devedor é de R$ 4.584.576,32, referente ao vínculo iniciado em 28 de janeiro de 2014. 

O acerto prevê o pagamento de 1,1 milhão, dividido em três parcelas neste mês março, sendo a primeira nesta sexta. O restante, será diluído em 18 parcelas mensais. “Eles não pagavam o contrato, nunca pagou corretamente. Em alguns momentos pode ter sido por falta de recurso, mas na maioria das vezes foi intencional. Eu acredito que a empresa vai tomar calote”, disse ao BNews o vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal (Rede). Há mais de um ano, Nazal rompeu politicamente com o prefeito Mário Alexandre (PSD), com quem foi eleito em 2016. “Condição de cumprir [os pagamentos] tem, mas é questão de vontade política”, acentuou Nazal.
Conforme noticiaram sites locais, o encerramento do contrato se deu porque a empresa Solar Ambiental perdeu o fôlego financeiro diante da falta de pagamentos do município e deve anunciar falência. O vice-prefeito, que não descarta lançar candidatura à prefeitura de Ilhéus em 2020, descreve que a gestão de Mário Alexandre praticamente não enfrenta oposição. Segundo ele, apenas um dos 19 vereadores se posiciona contra as falhas da prefeitura. “A oposição é importante porque é um freio”.

A reportagem tentou contato com o prefeito Mário Alexandre e sua assessoria, mas as ligações não foram atendidas. Em nota mais cedo, o governo municipal garantiu que os serviços de coleta serão mantidos por servidores municipais, até a contratação da nova empresa, que deverá começar a operar na próxima segunda-feira (11). *As informações são do site Bocão News