‘Eu me arrependo’, diz avó que jogou neto de 2 meses pela janela em Salvador

quinta-feira, abril 04, 2019
(Foto: Evandro Veiga/ CORREIO)
A dona de casa Eli Machado de Souza, 53 anos, estava nervosa quando entrou na delegacia, na tarde desta quarta-feira (3), para explicar por que jogou o neto de dois meses do primeiro andar da casa onde mora, no bairro de Cosme de Farias, em Salvador. A tentativa de homicídio aconteceu por volta das 11h desta quarta. Segundo as testemunhas ouvidas pela polícia, Eli tem problemas psíquicos e já teve outros surtos nos últimos anos. A mulher contou que estava na igreja pela manhã e que, quando voltou para casa, encontrou a filha, Jéssica de Souza Torjal, e o namorado dela na sala do imóvel. “Eles estavam juntos e eu fiquei horrorizada com aquela pouca vergonha. Eu já disse a ela que não quero ele lá em casa. Ele tem envolvimento com o mundo errado, tem outros filhos com ela e não ajuda em nada, enquanto eu peço ajuda na igreja para poder comer. Eles vieram me bater, eu peguei a criança e fiz isso”, contou. A avó também disse estar arrependida do crime. 

A versão é diferente da que a mãe do bebê contou para os vizinhos. Segundo uma das moradoras que ajudou a socorrer a criança, Jéssica disse que Eli reclamou quando viu o namorado dela em casa, mas que não houve agressão. A avó pegou o bebê, que estava deitado no sofá, sem que a mãe da criança visse, e o lançou pela janela da cozinha. O menino caiu de uma altura aproximada de 6 metros. O bebê foi levado para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde segue internado, mas o estado de saúde dele não foi divulgado. Jéssica está acompanhando o filho e, por isso, só prestará depoimento nos próximos dias. *As informações são do CORREIO