Fiat nega participação em projeto de montadora na Bahia

quinta-feira, abril 04, 2019
A Fiat Chrysler Automóveis Brasil (FCA) contestou a informação de que a marca estaria envolvida na instalação de uma montadora de veículos militares na Bahia para a fabricação do modelo J8, que seria montado sobre módulos importados do Jeep Renegade. Segundo o responsável pelas relações com a mídia da Fiat, Roberto Baraldi, não há nenhuma relação da multinacional com a VSK Tatical, responsável pelo projeto que prevê investimentos de R$ 200 milhões no estado.

“A gente não está entendendo o que eles estão falando. Na fábrica em Pernambuco são produzidos 200 mil veículos por ano, com capacidade instalada de 250 mil. Ou seja, além do que já produzimos temos ainda nesta mesma unidade capacidade de expandir a nossa produção. A detentora da marca Jeep é a Fiat. Há um grande equívoco aí. O jurídico está analisando o que deve ser feito”, disse ao CORREIO. A VSK Tatical lançou o projeto de construção da fábrica, na última terça-feira (02), durante a LAAD Defence & Security 2019 (Feira Internacional de Defesa e Segurança), que acontece no até sexta-feira (05), no Rio de Janeiro.

Os municípios de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), e Feira de Santana estão sendo analisados para a implantação da unidade, que deve produzir, inicialmente,  60 veículos por mês. A Casa Civil do governo do estado confirmou que recebeu uma proposta sobre a implantação de uma fábrica de veículos militares no estado e que o pedido está sendo estudado. *Com informações do CORREIO