Integrantes de facções rivais em Jequié e suspeitos de homicídios são presos em SP


Eles são acusados por vários homicídios na região de Jequié.

O Rei de Copas do Baralho do Crime da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Jesiel Miranda Campos, o ‘Bolo’, e o Rei de Paus, Carlos Henrique Santos Silva, o ‘Cumpadre’, foram capturados em São Paulo (SP). Eles fazem parte de grupos criminosos rivais. A ação foi realizada em conjunto pelas polícias civis da Bahia e de SP. ‘Cumpadre’ foi preso na última segunda-feira (6) e, nesta quinta-feira (9), pela manhã, foi a vez de ‘Bolo’. Eles estavam escondidos no estado há, pelo menos, dois anos. Segundo o titular da 9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Jequié), delegado Fabiano Aurich, os dois fazem parte de facções criminosas rivais e são responsáveis por diversas mortes em Jequié. “Só para manter o domínio no tráfico, eles já mataram muita gente inocente. É gratificante para nós tirá-los das ruas”, disse.

Carlos Henrique foi capturado durante uma abordagem da polícia civil na zona leste da capital paulista. Ele é apontado como um dos autores de uma chacina, que ocorreu em 17 de setembro de 2016, no bairro Km 4, periferia de Jequié e dominado pelo tráfico de drogas. As vítimas foram Rodrigo da Hora Santos, Washington Santos Nascimentos, Givanildo Oliveira e Marivaldo de Jesus Santos Silva. Segundo a polícia, Silva, conhecido no mundo do crime como Cumpadre, liderava o tráfico no bairro Km 3, e tem fama de ser violento. Ele seria um dos líderes locais da facção TUDO3, ligada ao Bonde do Maluco (BDM). A polícia suspeita que Cumpadre tenha cometido mais dois homicídios, todos relacionados ao tráfico de drogas.

O outro preso na capital paulista é Jesiel Miranda Campos, apontado como autor dos homicídios de Erisvaldo Perreira dos Santos (em 2014), Jeferson Santos Braga (2014), Cristiano Magalhães dos Santos (2015), Fernando Duarte Santos (2016), João Paulo Magalhães Santos e Maurício de Souza Queiroz (2016) e Daniel Silva Teixeira (2018). Jesiel tinha seis mandados de prisão em aberto e foi localizado num esconderijo na capital paulista. Conhecido como Bolo, o Reis de Coração no Baralho do Crime também é apontado como uma das lideranças do tráfico de drogas no bairro Km 3 e, segundo a polícia, vinha dando ordens à distância. Cumpadre e Bolo ainda serão transferidos para Jequié esta semana.