Safra brasileira de cacau apresenta sinais negativos na temporada


Foto: Reprodução

Como se não bastasse as frustrações passadas por produtores nas últimas 03 temporadas, a safra corrente 19/20 mostra sinais de fraqueza e poderá esboçar números inferiores ainda. Logo no início do ano, uma estiagem breve na Bahia apresentando temperaturas recordes acima de 42°, deixaram sequelas de grandes proporções para o desenvolvimento do temporão. Apesar das precipitações entre os meses de março e maio, os solos seguem registrando níveis de umidade abaixo da média. No Pará, onde as lavouras apresentaram números recordes na última temporada, atualmente são visíveis os sinais de redução dos frutos em árvores. Técnicos ressaltam perdas acima de 30% comparando com os volumes da safra anterior.

Perdas do temporão à parte, as preocupações aumentam com as prospecções de safra principal que estão sendo realizadas no campo. Pesquisas realizadas durante o mês de maio, apontaram para um cenário desastroso, desenhado uma forte ausência de flores e bilros para formação da safra que acontece entre outubro e abril. Os números de frutos sinalizam volumes 60% abaixo da média das últimas 04 temporadas. Diante desse cenário, nos resta aguardar os estudos que serão realizados nos próximos meses e torcer para uma reversão. *As informações são do Mercado do Cacau