Rede de Proteção a Criança e ao adolescente de Ipiaú realiza ação educativa no Centro de Abastecimento


Na manhã do último sábado, (08), Conselho Tutelar, CREAS,PM e Agentes de proteção à criança e ao adolescentes realizaram uma ação com cunho educativo no centro de abastecimento José Mota Fernandes. No mês de combate ao trabalho infantil a ação teve como principal objetivo orientar os feirantes e transeuntes a não oferecer dinheiro a crianças e adolescentes. Denominada “Não dê dinheiro a crianças e adolescentes! Dê cidadania!”, a ação foi bastante elogiada por boa parte dos cidadãos que estavam na localidade. Ao final, cerca de 5 crianças entre 06 e 11 anos foram encaminhadas para suas residências através do conselho tutelar, e, seus responsáveis advertidos, já que as crianças se encontravam desacompanhadas.
A atividade foi coordenada pelo agente de proteção Ivan, que, enfatizou a importância dos pais estarem atentos aos cuidados e zelo pelo seus filhos” É preciso, que os pais tenham mais responsabilidade com seus filhos, não é admissível encontrarmos crianças de 06 anos desacompanhadas na feira livre sem um responsável. Nós vamos intensificar a fiscalização na feira, porta de supermercados e bares da cidade com o principal objetivo: garantir os direitos das crianças e adolescentes, e, até mesmo a sua segurança, gostaríamos de contar com o apoio de toda a sociedade. Gostaria de agradecer também, o apoio da Policia Militar, Conselho Tutelar e CREAS” comentou Ivan Cristian. Já a coordenadora do conselho Tutelar Jamile Torres frisou:” O artigo 4° do ECA é bem claro: É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, portanto não podemos admitir, que crianças e adolescentes estejam expostos a riscos em uma feira livre nosso objetivo é a garantia de direitos das crianças e adolescentes, entendemos que está difícil para todos, mais com o trabalho em rede vamos fazer o possível para dirimir este problema. O conselho Tutelar de Ipiaú está à disposição,” concluiu Jamile Torres.