Feirantes relatam prejuízos com incêndio em área do Centro de Abastecimento de Ipiaú


Fogo foi controlado por populares (Fotos: Giro Ipiau)

O incêndio que atingiu uma área do Centro de Abastecimento José Motta Fernandes, por volta das 15h dessa segunda-feira, 15, em Ipiaú, não causou mais destruição graças a ação rápida de populares e feirantes que afastaram as demais barracas do foco do incêndio e em seguida conseguiram debelar as chamas. Segundo informou ao GIRO, Ananias Souza – Presidente da Associação de Feirantes – na área existe cerca de 60 comerciantes, ao menos sete deles tiveram os seus produtos totalmente destruídos pelas chamas. Alguns tiveram prejuízos aproximados em 50 mil reais, segundo informou uma feirante.

Fogo destruiu cerca de 7 barracas (Foto: Giro Ipiaú)

Bastante abalada, dona Maria Domingas Silva Miranda, moradora do ACM, feirante há 30 anos, disse que ainda não tem estimativa total do prejuízo. A barraca dela comercializava calçados, cosméticos e algumas utilidades do lar. “Tudo que ela tinha estava ai”, disse a filha de Domingas. “É um investimento da vida toda. Pra você ter ideia, todos nós fomos sustentados daí”, acrescentou a jovem de 27 anos. Ela suspeita que o incêndio tenha sido criminoso, já que, segundo ela, em sua barraca não havia nada de pudesse causar o fogo.

Prejuízo ainda não foi estimado (Foto: Giro Ipiaú)

Nossa reportagem ouviu também Magnólia, moradora da Vila Esperança. Ela contou que atua há cerca de 20 anos no ramo e revelou que no mês passado fez um empréstimo de aproximadamente 7 mil reais no Banco do Nordeste para poder investir na compra de novos produtos. “Sexta-feira agora vence a primeira parcela e eu nem sei o que fazer. A minha preocupação é pagar o banco, minha preocupação é essa. Como vou juntar dinheiro para pagar o empréstimo?”, pergunta Magnólia com o olhar fixado nos materiais queimados. A mulher informou que vive apenas com uma neta e que não tem outro sustento.

Polícia Técnica fez perícia no local (Foto: Giro Ipiaú)

Peritos do Departamento de Polícia Técnica estiveram no local por volta das 17h. Algumas pessoas já foram ouvidas na Delegacia de Polícia Civil do município. A hipótese de incêndio criminoso é investigada. Populares revelaram que o incêndio teria se iniciado no chão e ao tentar apagar o fogo se alastrou rapidamente através das lonas e destruiu as barracas próximas.

Foto: Giro Ipiaú

O Centro de Abastecimento José Mota Fernandes passa por uma obra de requalificação que tem como investimentos mais de R$ 4 milhões, que consiste em ofertar melhorias e ampliações nos boxes de carne e feira livre, além da construção do mercado qualificado de confecções. A obra é tocada pelo Governo do Estado.

Fumaça escureceu a área do galpão (Foto: Giro Ipiaú)

A prefeita Maria das Graças usou as redes sociais para comentar o caso. “Na data de hoje, teríamos uma reunião para conversar com os comerciantes do Centro de Abastecimento José Motta Fernandes, para tratar sobre a mudança deles, com o objetivo de acelerar a reforma do galpão. Infelizmente, fui surpreendida com a triste notícia do incêndio que, graças à Deus, não obteve vítimas fatais. Prontamente, solicitei deslocamento de equipes para o local. Interditamos o trânsito, designamos uma ambulância e servidores no geral. Vigilantes estão de plantão junto com jurídico acompanhando as investigações”. A prefeita ainda se solidarizou com a situação dos feirantes e se disponibilizou  disponibilizou “para contribuir no que for necessário”.

Foto: Giro Ipiaú

O incêndio da tarde dessa segunda-feira, 15, mais uma vez levanta a discussão da necessidade de uma Brigada de Incêndio na cidade. A mais próxima fica em Jequié, distante 50 km. No caso de hoje, quando os profissionais e apoios solicitados chegaram, populares já tinham controlado as chamas.