Turista que morreu em hospital de Porto Seguro tinha H3N2, diz secretaria de Saúde


Jovem tinha 17 anos e estava em excursão com turma da escola.

A turista de 17 anos que morreu no Hospital Regional Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, tinha a Influenza A H3N2. A doença foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde da cidade, nesta segunda-feira (15), após resultados do exame feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). O exame confirmou ainda que as duas adolescentes que tiveram contato direto com a jovem, e foram hospitalizadas, também estão com a doença. Elas seguem internadas – uma no hospital regional e outra em um hospital particular. Não há detalhes sobre o estado de saúde das duas.

A adolescente Giovanna Marson era de São Paulo e foi enterrada na cidade de Jacareí nesta segunda. Inicialmente, a suspeita era de que ela tinha contraído o tipo H1N1 da doença. A família dela chegou a afirmar que a adolescente havia se vacinado contra a H1N1. Giovanna Marson estava em Porto Seguro com uma excursão com a turma da escola. No sábado (13), ela passou mal durante o passeio e foi hospitalizada. A adolescente não resistiu e morreu na madrugada de domingo (14). O corpo dela foi levado para SP ainda na noite de domingo. A secretaria de Saúde da cidade informou, por meio de nota, que vai dar continuidade às ações que já haviam sido desencadeadas desde o início das primeiras notificações para interromper a transmissão da doença.