Paratleta de Ipiaú morre atropelado durante competição em Guanambi


Foto: Facebook/Arquivo Pessoal

Morreu na tarde desse sábado, 17, o paratleta Jacson Silva, de 38 anos. Ele saiu de Ipiaú e estava competindo na XIII edição da tradicional Corrida do Suruá, em comemoração aos 100 anos do município de Guanambi, cidade no sudoeste da Bahia. Conforme as informações preliminares repassadas ao GIRO, Jacson foi atropelado no meio do percurso por um veículo que invadiu o circuito. O motorista fugiu do local, mas foi alcançado pela polícia e preso. A polícia informou que não houve perseguição antes do atropelamento, conforme divulgado anteriormente. O ipiauense ainda chegou a ser encaminhado para uma unidade hospitalar, mas não resistiu. “Ele estava muito feliz e tinha acabado de conquistar a cadeira especial que ele tanto sonhava para competir. É uma perda lastimável”, comentou um dos integrantes da equipe de Ipiaú que participa da competição. Jacson vinha se destacando desde o início desse ano em competições da categoria em várias partes da Bahia.  A condição de paraplégico lhe foi imposta por uma esquistossomose medular. A doença o deixou inativo por 10 anos. Evangélico da Igreja Pentecostal Deus Forte, Jacson buscava na fé em Jesus Cristo um motivo de se manter fortalecido. Recentemente amigos realizaram uma rifa com intuito de angariar recursos para que ele conseguisse comprar um triciclo, equipamento mais apropriado para a modalidade esportiva. A morte de Jacson causa grande comoção na comunidade ipiauense. (Giro Ipiaú)

Leia também: Motorista que atropelou e matou paratleta de Ipiaú estava embriagado, diz polícia