Ex-vice-prefeita de Jequié é encontrada morta dentro de casa


Foto: Reprodução

A ex-vice-prefeita de Jequié, Cinara Abreu foi encontrada morta, nesta terça-feira, 20, dentro de sua residência, na Avenida São Bernardo, bairro São Luiz. Segundo a imprensa local, próximo ao corpo de Cinara foram encontradas caixas de medicamentos. A suspeita que ela tenha ingerido vários comprimidos. O corpo foi removido pelo DPT e encaminhado para o IML. Cinara era funcionária aposentada da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), dirigiu a 13ª Diretoria Regional de Saúde-Dires e foi eleita vice-prefeita de Jequié, no período 2001 a 2004, segundo mandato do ex-prefeito Roberto Britto.

No dia 8 de março de 2001, quando acontecia na cidade um encontro de prefeitos da Bahia, em que estava sendo homenageado o senador Antonio Carlos Magalhães (já falecido), Cinara Abreu foi uma das 27 pessoas acidentadas com queda do palanque das autoridades, na praça em frente ao aeroporto Vicente Grillo. A partir dessa data ela teria passado a conviver com problemas físicos e psicológicos e, fazia a ingestão de muitos medicamentos. Muito querida por familiares e muitos amigos, Cinara concluiu curso de Artes Cênicas na Uesb, participando ativamente das atividades ao lado dos colegas. *Com informações do Jequié Repórter

Outro Suicídio em Jequié

Por volta do meio dia desta terça-feira (20), o Centro de Comunicação da Polícia tomou conhecimento de que um homem estava enforcado em uma residência na Rua P, do Loteamento Água Branca, bairro Jequiezinho, onde ele morava sozinho. No local, os policiais encontram sem os sinais vitais, dependurado por uma corda envolvendo o pescoço, o servidor público estadual aposentado João Francisco de Souza, de 67 anos. “Joãozinho” como era tratado estava, após ter trabalhado para a Sudesb no Ginásio de Esportes Anibal Brito e, posteriormente foi transferido para o Centro Social Urbano-CSU, de Jequié. Era separado e pai de duas filhas, uma residindo em São Paulo e outra em Jequié. A filha Ivana Pinto de Souza teria tentado falar com o pai, por não conseguir contato, foi até a casa dele, onde o encontrou enforcado. O corpo foi removido para o IML de Jequié, onde foram procedidas as formalidades da medicina legal.