Itapetinga: Mãe, filha e genro são presos acusados de matar fazendeiro em disputa por herança


Fotomontagem: Blog do Pimenta

A Polícia Civil de Itapetinga prendeu três suspeitos de envolvimento no assassinato do fazendeiro Júlio César Correia de Almeida, o Theo, de 50 anos. Janes Meres Nascimento, de 59 anos, e a filha dela, Alana Nascimento de Oliveira, 38, foram presas na quinta-feira (5). O companheiro de Alana, Elvis Santos Campos, o “Buga”, de 36 anos, também foi detido. De acordo com as investigações, o fazendeiro foi morto a tiros no dia 27 de maio de 2019, por tentar impedir o recebimento de uma herança a que Janes Neres teria direito.

As investigações conduzidas por equipes da 21ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Itapetinga, revelaram que Théo, casado com a irmã de Janes Meres, estaria envolvido na disputa por uma herança a que as duas mulheres teriam direito. O coordenador regional, delegado Roberto Júnior, informou que Janes, a filha e o genro tiveram prisões temporárias decretadas, a pedido da Polícia Civil. Eles ficarão custodiados à disposição da Justiça. “Estamos investigando a participação de uma quarta pessoa no crime”, explicou o delegado.

De acordo com o delegado Roberto Júnior, Théo chegou a agredir Janes, na presença de Alana e Buga. Theo foi morto a caminho de sua fazenda, na zona rural de Itapetinga e seu corpo encontrado três dias depois às margens do Rio Pardo, próximo à cidade de Potiraguá. *As informações são do Blog do Pimenta