Funcionários dos Correios encerram paralisação, mas continuam em estado de greve


Os funcionários dos Correios na Bahia finalizaram a greve da categoria na noite de terça-feira (17), após acordo com o Tribunal Superior do Trabalho (TST). De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Sincotelba), em assembleia realizada no início da noite, em Salvador, os trabalhadores decidiram pelo retorno às atividades a partir das 22h.

Nesta quarta-feira (18), as entregas voltaram ao normal. De acordo com o Sincotelba, apesar da retomada, a categoria continua em estado de greve até o julgamento do caso, marcado para 2 de outubro. Segundo o Sincotelba, a proposta de conciliação fechada com o TST prevê suspensão da greve sem corte dos dias parados e manutenção no plano de saúde. Ainda de acordo com o Sindicato, será instalado, em caráter emergencial, em Brasília, um comitê contra a venda dos Correios, para desenvolver trabalhos junto ao Congresso Nacional e autoridades públicas.

A categoria estava com as atividades paralisadas desde a noite da última terça-feira (10). Segundo o Sindicato, a greve foi iniciada por causa da ameaça de privatização, exclusão dos dependentes do plano de saúde e demissão de cerca de 100 mil funcionários. Com a greve, as agências permaneceram abertas, entretanto, a entrega de correspondências foi suspensa.