PIB de Rio Novo comemora 104 anos de existência


Fotos: Divulgação/PIB

Ipiaú – Na próxima quinta-feira, 31 de outubro, a Primeira Igreja Batista (PIB) de Rio Novo completa 104 anos de existência. A conferência iniciou neste domingo, 27, e tem como convidado o Pastor Genivaldo Andrade (da PIB Itapema do Guarujá-SP- e vice-presidente da Convenção Batista do Estado de São Paulo). Diversas atividades constam da programação comemorativa, incluindo cultos e apresentações de corais e cantores da música gospel. De acordo com registros da instituição, a PIB de Rio Novo foi fundada em 31 de outubro de 1915 pelo pastor Marcelino José de Lima. O acontecimento se deu em uma localidade, denominada ‘Corrida’, a quatro quilômetros do atual centro urbano da cidade.A PIB de Rio Novo, foi organizada pela Igreja Boa União, que concedeu carta de transferência a 22 dos seus membros, os quais seriam os fundadores de uma nova igreja que inicialmente recebeu o nome de Igreja Evangélica Batista de Água Branca. Dois anos depois a igreja foi transferida para a zona urbana e passou a chamar-se Primeira Igreja Batista de Rio Novo, já que estava situada na então cidade de Rio Novo. As atividades tiveram inicio na atual Rua Olavo Bilac. A igreja também teve endereço nas ruas Dois de Julho e Mira Rio. Em 1924 a instituição foi registrada na Convenção Batista Brasileira. A instalação do templo na Praça Alberto Pinto, onde permanece até hoje, se deu no ano de 1951, por sugestão do senhor Amâncio Felix dos Santos.

PASTORESHomens de boa vontade contribuíram para que a igreja se consolidasse no município. Da relação constam os nomes dos pastores Arlindo Vilar, Francisco Ferreira, Luiz Régis (que criou os estatutos da igreja), Max Grei White (missionário norte americano), Abílio Pereira Gomes, Esmeraldo Santos, Paulo José da Silva Junior que a pastoreou durante 40 anos consecutivos (1956-1996) e foi substituído pelo pastor Carlos César Januário que permanece no cargo até os dias atuais. A este coube a honra de comandar as celebrações do centenário. A juventude batista se prepara para dar continuidade ao trabalho, sendo entre o presente e o futuro, testemunha de importantes realizações pela honra e gloria do Nosso Senhor Jesus Cristo. (Giro/José Américo Castro).