Em nova nota, Doce Mel reconhece empenho da prefeitura para reforma do estádio Pedro Caetano


O Doce Mel Esporte Clube divulgou no domingo (12) uma nova nota sobre o atraso da reforma do estádio Pedro Caetano e suas consequências para o clube que estreia na elite do Baianão 2020. Na semana passada a prefeitura divulgou que conseguiu com a Sudesb e FBF que duas das partidas de mando de campo do Doce Mel ocorram no estádio Pedro Caetano, nos dias 16 de fevereiro e 1º de março Na nota deste domingo, a diretoria do Doce Mel reconhece os esforços da prefeitura municipal de Ipiaú para a realização da reforma e diz que “não foi para apontar culpados, mas sim relatar os fatos que efetivamente aconteceram”. Confira a seguir a nota na íntegra:

“Quanto à repercussão negativa para a administração pública local em decorrência da nossa Nota: Onde o Doce Mel Esporte Clube vai jogar? reafirmamos nosso compromisso em informar de forma transparente e sempre pautada na verdade. Quando resolvemos fazer a referida Nota sobre as dificuldades que estamos passando, haja vista a impossibilidade de usarmos o estádio Pedro Caetano para a estreia no Baianão, não foi para apontar culpados, mas sim relatar os fatos que efetivamente aconteceram.

Tomamos essa decisão, como nos referimos antes, não para expor ninguém e nem órgãos públicos, mas com o firme propósito de prestar contas à torcida que nos cobrava um posicionamento sobre os diversos boatos que surgiram nesses dias acerca da possibilidade de sediarmos nossos jogos em outra cidade. E o nosso silêncio, de certa forma, contribuiu para o surgimento de várias teorias, algumas, inclusive com conotações negativas e absurdas, dentre elas a que a diretoria Doce Mel não tinha a mínima preocupação em privar seus torcedores de assistirem aos jogos em casa, o que obviamente não é verdade.

Como se percebe estávamos devendo uma explicação à população. Ou seja, o único e exclusivo motivo da referida Nota foi prestar esclarecimentos a toda sociedade ipiauense, que é a razão da existência do clube. Assim, é imperioso afirmar que, reconhecemos o empenho da prefeita Maria das Graças não só para a realização das reformas no estádio Pedro Caetano, como também no relacionamento institucional, pois somos testemunhas de suas ações para sanar as dificuldades que se apresentaram ao longo desses meses.

Mas, infelizmente, como todos sabemos que um processo de elaboração, aprovação e liberação de recursos do setor público no nosso País segue, em decorrência de lei, um rito burocrático, que é lento e dispendioso, sendo que o cidadão comum, via de regra, não compreende plenamente.

Desse modo, nem nós e nem a prefeita Maria das Graças tinha poderes de apressar os trâmites do processo da reforma do estádio, em que pese o sonho de alguns de que as obras seriam realizadas em tempo hábil; mas, todos nós sabíamos de antemão que o tempo seria muito curto. O importante de tudo isso, superadas as dificuldades, é que o estádio Pedro Caetano será reformado e a população ipiauenses ganhará um belo equipamento esportivo e que será utilizado pelo Doce Mel Esporte Clube e pelas próximas gerações”, finaliza a nota.