Delegado de Ipiaú divulga elucidação de homicídio no Residencial César Borges


Foto: Giro Ipiaú

A Polícia Civil de Ipiaú identificou o principal suspeito de ser o autor dos disparos que matou, na tarde dessa sexta-feira (27), Lucas Ferreira Alves, no Residencial César Borges (ver aqui). De acordo com as investigações, o suspeito é um indivíduo de 22 anos, que ganhou liberdade no último saidão. Segundo informou o delegado, ele é o mesmo que teria cometido um assassinato no último dia 20 de março, no bairro São José Operário. O delegado Rodrigo Fernando, em informativo divulgado à imprensa, comentou o caso:

” Primeiramente cabe registrar que Ipiaú vem sendo assolada por uma guerra entre duas facções criminosas, que disputam o comando do tráfico na região. Foi identificado pelo Setor de Investigação que um dos líderes, de uma dessas facções, deu a ordem para executar os integrantes da facção oposta, não interessando saber quem quer que seja. Após a liberação do presos, em virtude da pandemia que assola o país, a situação se agravou, pois são muitos criminosos que foram postos na rua. A vítima tinha passagem por furto, roubo e por porte de droga para uso. O mesmo havia deixado recentemente Complexo Penal de Jequié, por ter sido beneficiado pelo instituto jurídico do livramento condicional. Foi vítima, muito provavelmente, por ter sido associado a uma facção rival”, disse o delegado que esclareceu mais detalhes da investigação.

” A vítima foi surpreendida pelos seu algoz no momento que vinha caminhando com seu filho de oito meses nos braços e com sua companheira, oportunidade em que, sem cerimônia, o infrator efetuou cinco disparos que atingiram a vítima no peito e na região do crânio, indo a óbito no local em razão dos ferimentos. Após comunicado do ocorrido, a equipe do Setor Investigações da Polícia Civil de Ipiaú diligenciou ao local e iniciou as investigações, tendo sido descoberto que o autor estava acompanhado de outra pessoa do sexo masculino, que se evadiu do local caminhando, pela rua de trás do ocorrido. Foi realizado a ouvida de testemunha ocular do fato e foi possível reconhecer o autor dos disparos como sendo M. R. Dos S. Assim sendo, a autoridade policial protocolizou Pedido de Prisão Temporária em face do acusado, cujo nome e imagem estão sendo resguardados em razão da Lei de Abuso de Autoridade. O acusado cometeu um homicídio no último dia 20, em Ipiaú, já elucidado pela Polícia Civil de Ipiaú. Isto posto, apesar das dificuldades, a Polícia Civil de Ipiaú consegue elucidar mais um homicídio ocorrido na Cidade, horas depois do fato ocorrido, fazendo cumprir no que cabe à Polícia Judiciária que é elucidar, apontando a autoria e a materialidade, com êxito das condutas delituosas”, concluiu o delegado titular de Ipiaú, Rodrigo Fernando.