Agentes de Saúde de Ipiaú seguem alertando a população contra os perigos do COVID-19 e das arboviroses


Na linha de frente do enfrentamento ao Coronavírus, em Ipiaú, os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e os Agentes de Combate a Endemias, parecem incansáveis. Dia e noite procuram conscientizar a população da gravidade da situação, visitam famílias, indicam os procedimentos a serem adotados, se colocam como instrumentos do bem. Estendem a mão a quem mais precisa, procuram, por meio de atividades educativas realizadas em domicílios ou junto à coletividade, viabilizar o acesso da população às ações e serviços de informação, de saúde, promoção social e de proteção da cidadania.Agora eles estão empenhados na vacinação contra a Gripe Influenza, e na missão de conscientizar a população a ficar em casa, pois o isolamento social junto com os hábitos de higiene (lavar as mãos com frequência) é a melhor forma de prevenção contra pandemia que ameaça a humanidade.

Nesta mobilização os Agentes Comunitários de Saúde contam com o auxilio de um “carro de som”, através do qual conclamam os idosos, a partir de 60 anos, e as crianças, assim como as pessoas com imunidade baixa, ao recolhimento nos lares, pois esta é a principal maneira de evitar riscos de contágio do COVID-19.

Mesmo passando dados reais do que está acontecendo no Brasil e no mundo, número de mortes e de pessoas infectadas, os Agentes Comunitários de Saúde se deparam com resistências. Por incrível que pareça tem gente que subestima a violência do vírus e parecem acreditar mais nos arautos da ignorância e da estupidez. Insistem no erro de se tornarem multiplicadores da doença.

Os ACS não desistem. Insistem em informar, mostrar o melhor caminho. Prosseguem com suas ações educativas, orientando também como se prevenir contra as arboviroses (dengue, zica, chikungunya e febre amarela), indicando o encaminhamento de pacientes para tratamento nas unidades hospitalares, PSFs, com o intuito de que cada um se conscientize e se comprometa com sua saúde e a saúde de todos. Os ACS seguem em frente com competência e boa vontade regadas pelo amor e conduzidas pelo coração. (Giro/José Américo Castro).