Covid-19: Representante do Samba do Bom pede apoio para trabalhadores ligados à música


Brito – representante do Grupo Samba do Bom.

Diante da pandemia do coronavírus, o setor da música é um dos mais impactados pela crise. Estima-se que a situação para esse setor que emprega em torno de 5,2 milhões de trabalhadores deva perdurar por pelo menos mais três a quatro meses. Desde o início das medidas preventivas contra a covid-19, ao menos 4,5 mil shows foram cancelados em todo o país.

Em um vídeo postado nas redes sociais, Brito – representante do Grupo Samba do Bom, chama a atenção dos órgãos competentes para a situação dos profissionais da área musical. “Gostaria de conclamar ao poder público, municipal, estadual e federal, que pudesse olhar com carinho pra esses profissionais que estão parados e que ficarão por muito mais tempo parados e que precisam sobreviver. Então pedimos que encontrem ai nas secretarias de cultura municipais, Bahiatursa ou Lei Rouanet, alguma forma que possa ajudar a esses profissionais a viverem com mais dignidade”, comentou.