Na Mira da Política


O movimento pendular da política brasileira impõe surpresas. Nessa seara nunca se pode falar em estática, situações definitivas. É a dinâmica democrática tupiniquim. Sendo assim, a metamorfose ambulante prevalece sobre aquela velha opinião formada sobre tudo. Foi exatamente essa dinâmica que conduziu os ex-candidatos a prefeito Miguel Tanure Correia (Banda Roxa) e Cleraldo Andrade para uma promissora aliança com a prefeita Maria das Graças. Ambos já estão filiados ao Partido Progressista -PP-, agremiação política liderada no município pela gestora e presidida por sua filha Flávia Mendonça.

Tanto um quanto o outro sempre fizeram oposição radical ao ex-prefeito José Mendonça, marido de Maria, mas, entenderam que é hora de separar o joio do trigo para que Ipiaú não experimente retrocessos. Estão muito à vontade na nova situação, ainda mais porque já faz tempo que Mendonça está fora do cenário e parece que permanecerá desse jeito. Banda revelou que não tem pretensão de candidatar-se a algum cargo eletivo, enquanto Cleraldo ainda não se pronunciou quanto a isso. Outras lideranças das antigas fileiras oposicionistas embarcaram na mesma canoa. Navegar é preciso!

ALIPINHO NO MDBO empresário Alípio Oliveira Filho, popularmente conhecido como “Alipinho”, detém o controle do MDB de Ipiaú. Na condição de presidente do Diretório Municipal ele tem tudo para promover o fortalecimento da sigla que já esteve na mão do ex-prefeito Deraldino Araújo agora acolhido pelo DEM de ACM Neto.

IBIRATAIA IA corrida sucessória em Ibirataia promete ser uma das mais disputadas. Já se fala em 12 pré-candidatos a prefeito. Evidentemente que alguns não passarão na peneira, enquanto outros desistirão ou buscarão encosto em nomes mais fortes. A grande novidade, entretanto, é a possibilidade do atual Diretor Geral do Hospital Geral de Ipiaú (HGI), Alex Miranda, concorrer ao cargo. Ele tem grande conhecimento em gestão pública, foi Secretário de Saúde do município e dirigiu uma rede de 29 hospitais baianos, dentre outras capacitações. A sua gestão no HGI tem sido muito positiva.

Com bom trânsito junto às autoridades governista e alguns parlamentares baianos, além de uma ligação salutar com o ex-prefeito Marcos Aurélio, Alex entende que o momento é de união e boas idéias para mudar a vida das pessoas em Ibirataia e que isso passa por um amplo diálogo com as forças políticas municipais e, claro, uma sinalização positiva do Palácio de Ondina em apoio ao seu nome. O virtual pré-candidato é filiado ao REDE Sustentabilidade.

IBIRATAIA IIO vereador Juca Muniz -PP- e o empresário rural Luciano Guimarães -PSL- também estão no páreo. Juca está credenciado por uma boa atuação na Câmara e a prestação de relevantes serviços para comunidade. Tem atuado tanto na zona rural quanto na cidade. O vice-governador João Leão e o ex-prefeito Marcos Aurélio, ambos do PP, já disseram que Juca Muniz tem um futuro político promissor.

IBIRATAIA IIILuciano Guimarães (foto) acumula 32 anos de vida política. Já foi candidato a vice-prefeito do município, esteve como coordenador do Ginásio de Esportes e Secretário de Agricultura, na gestão do ex-prefeito Marcos Aurélio, nos anos de 2013-2016. Atualmente vem articulando um grupo político que objetiva o fortalecimento de nomes capazes de dar ao cenário político local uma nova configuração.

Apesar de tanto entusiasmo por parte dos novos pré-candidatos o ex-prefeito Marcus Aurélio, principal líder da oposição em Ibirataia, decidiu entrar na corrida eleitoral e, segundo dizem nos bastidores, existe até possibilidade de uma composição com a prefeita Ana Cléa. Aí o quadro muda completamente. Também não fica descartada uma polarização entre as duas principais lideranças.

UBATÃ IO líder político situacionista de Ubatã, Expedito Rigaud, fechou questão em relação à pessoa que terá o apoio de seu grupo para disputar a sucessão da prefeita Siméia Queiroz. O escolhido foi o empresário Vinicius do Vale de Souza, o popular Tinho -PSB-, que concorreu ao cargo em 2008 e foi candidato a vice-prefeito na eleição de 2012. Tinho é natural de Ipiaú e goza de muito carisma junto à população ubatense. O atual vice-prefeito do município, Paulo Silva -PP- será o seu companheiro de chapa. Paulo Silva já foi presidente da Câmara de Ubatã, em duas ocasiões, e vereador por seis mandatos. Os dois pré-candidatos reúnem condições promissoras para o enfrentamento à oposição.

UBATÃ IIRosana Magalhães -DEM- poderá voltar a ser candidata a prefeita de Ubatã. Em duas ocasiões esteve na disputa e quase chegou lá. Por isso está à vontade para tentar mais uma vez. Rosana é esposa do ex-prefeito “Daí da Caixa”, e vem procurando um nome para a composição da chapa majoritária. Enquanto isso dialoga com outras lideranças, mantém contato com as bases eleitorais e reascende a esperança. Uma pesquisa apontará o nome do vice.

DO BISCÓ AO PALETÓO vereador Orlando Santos deixou o Partido dos Trabalhadores -PT- para ingressar no Partido Progressista -PP-, uma guinada da esquerda para o centrão. A necessidade de buscar possibilidades de reeleição deve ter conduzido o nobre vereador a este trânsito migratório. O ingresso de Orlando coloca o Partido Progressista como o detentor da maior bancada na atual legislatura da Câmara Municipal. Sob a sombra da sigla também se encontram outros recém chegados: Robson Moreira, ex DEM, e Andréia Novais, ex PMDB. A eles somam-se os veteranos Carlinhos e Jô da ABB. Todos concorrem à reeleição.

UNIDOS PELO VÍRUSO governador da Bahia, Rui Costa (PT), e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), decidiram esquecer a rivalidade e têm se unido para combater o coronavírus. A doença tem crescido no estado, principalmente na região cacaueira, estando o município de Ipiaú em posição de destaque no ranking da enfermidade. Por aqui ainda tem político que parece não ter entendido a gravidade da situação. Salões fechados, sem ventilação natural não é recomendável para qualquer tipo de reunião.

JUVENALDeu na coluna de Levy Vasconcelos: “Juvenal Maynard, ex-superintendente da Ceplac, executivo reconhecido, diz não querer dar uma de profeta do apocalipse, mas diz que o futuro que se vislumbra no pós-pandemia será triste se comparado com a vida de antes. “Muita gente que sobreviverá vai preferir ter morrido. Teremos muitas mortes de vidas e de CNPJs a lamentar”. Se assim o é, a gênese do novo normal, expressão que permeia as mídias desde que a pandemia se instalou, está lá com os que passam boa parte da vida num avião. E vai desaguar no pós-pandemia, o que já estamos vivendo bem piorado.

POSSIBILIDADES
Juvenal faz também a ressalva de que no momento há dois cenários possíveis: 1- O governo e as prefeituras ganham a guerra e assistem ao declínio da Covid lá para julho ou agosto, como projetam, tudo que todos querem e esperam. 2 – A Covid invadiu as favelas e o governo perdeu o controle. Cenário de pânico geral, o que ninguém quer-.

PSB CRESCENDOO PSB de Ipiaú já atingiu a marca de 120 filiados, o que implica em o dobro das filiações em relação à ultima eleição municipal e o número suficiente para compor as chapas proporcional e majoritária. Tudo indica que a legenda terá o bancário Washington da Caixa, no topo da chapa majoritária. O pré-candidato tem boa articulação com a presidente estadual do partido, deputada Lídice da Mata. Alguns nomes estão sendo analisados para a condição de pré-candidato a vice-prefeito. (Giro/José Américo Castro)