Bahia tem mais de 700 profissionais de enfermagem diagnosticados com a covid-19


Foto: Reprodução

Dos 1.724 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) em trabalhadores da área da saúde na Bahia, 719 são de profissionais de enfermagem. De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) na noite desta terça-feira (19), 430 técnicos ou auxiliares de enfermagem e 289 enfermeiros receberam diagnóstico da doença no estado. Nesta quarta (20) é celebrado o Dia Nacional do Técnico e Auxiliar de Enfermagem. O boletim mostra ainda que 211 médicos também se infectaram. Ao total, são 11.013 casos e 326 mortes no território baiano.

Um levantamento do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) revela que, entre 5 de abril e 5 de maio, o número de enfermeiros afastados do trabalho pelo novo coronavírus no Brasil aumentou 48 vezes, saltando de 230 casos suspeitos e confirmados para 11 mil. O relatório aponta ainda que as mortes triplicaram no período, passando de 30 para 98 óbitos em um mês. A categoria somava 12 mil afastamentos até o último dia 10. Mulheres são as mais afetadas: elas totalizam 10 mil afastamentos e respondem por 60 das 98 mortes notificadas.

Ainda de acordo com dados da Sesab, casos do coronavírus também foram registrados em outros profissionais de saúde na Bahia: não especificado (609 casos); assistente social (39); fisioterapeuta (47); nutricionista (9); farmacêutico ou bioquímico (27); agente comunitário de saúde (15); dentista (9); fonoaudiólogo (8); psicólogo (16); agente de combate a endemias (4). Por conta da alta elevação nos números, a Secretaria da Saúde informou que os profissionais de todas as unidades públicas deverão ser testados regularmente em intervalos de 14 a 21 dias.