Polícia investiga morte de menina de 2 anos em Itabuna


A criança morava com a mãe, e os pais são separados.

Uma criança de dois anos e sete meses morreu na última quarta-feira (27), após cinco dias internada no Hospital Manoel Novaes, em Itabuna. A informação foi confirmada pela Polícia Civil da cidade, que investiga as causas da morte. De acordo com a delegada Magda Lima, que está à frente das investigações, a menina foi internada no último sábado e após a morte dela, o pai procurou a polícia para pedir a investigação da morte. A mãe da criança, quando ouvida, disse que deu água à criança, que ela começou a passar mal e em seguida precisou levá-la para a unidade de saúde.

“A mãe disse que a criança estava “espumando” pela boca e levou a criança para o hospital. Ela foi internada no sábado [23] e morreu na quarta-feira [27]. O hospital disse ao pai que não tinha como determinar a causa da morte, então ele veio aqui [na delegacia] e registrou a ocorrência. A criança tem algumas lesões externas, mas é preciso o laudo do DPT, para dizer se aquelas lesões causariam a morte”, explicou a delegada.

A criança morava com a mãe, e os pais são separados. Não há qualquer relato da mãe de que a criança teria sido agredida, mas o pai informou na delegacia que, como viu lesões nas costas e boca da menina, solicitou investigação sobre as causas da morte. O exame já foi realizado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) e a polícia aguarda o resultado. Outras pessoas da família devem ser ouvidas. *Com informações do G1