Na Mira da Política – por José Américo Castro


FUTUCANDO ALIPINHO PARA CONCORRER À PREFEITURA DE IPIAÚIpiaú – O Presidente Estadual do MDB e pré-candidatado a prefeito de Ibirataia, Alexsandro Futuca, está futucando para que seu correligionário ‘Alipinho da Doce Mel’, concorra à Prefeitura de Ipiaú. Eles já dialogaram a respeito do assunto, mas ainda não temos conhecimento do resultado da conversa. Futuca argumenta que “a política precisa de pessoas de talento para utilizar os recursos públicos de forma decente” e que, “sem sombra de dúvidas”, Alipinho é um grande nome e é um homem sério. “E é isso que a população precisa”, concluiu.

SOB A BATUTA DE LÚCIO

Salvador – Nota publicada na Coluna PolíticaLivre, do jornalista Raul Monteiro, no dia 12 de junho: “Uma semana após a nomeação, o presidente estadual do MDB, Alexandre Futuca, abriu mão da presidência da Limpurb, para a qual havia sido indicado pelo ex-deputado federal Lúcio Vieira Lima. Acabou preferindo disputar a Prefeitura de Ibirataia, muito mais apetitosa do que a empresa municipal, segundo a cultura emedebista. Com isso, Wesley Cunha, médico, que planejava concorrer, vai apoiá-lo. Tudo foi feito, como sempre, sob a batuta de Lúcio, que não é do tipo que pregue prego sem estopa”.

O FIEL DA BALANÇABarra do Rocha – O ex-prefeito Jônatas Ventura dos Santos -MDB- , rompeu com o prefeito Luis Sérgio Alves de Souza (Professor Léo) -PSB- e busca condições legais para concorrer ao seu terceiro mandato na Prefeitura Municipal. Suas contas referentes aos exercícios administrativos dos anos de 2011 e 2012 foram rejeitadas pela Câmara de Vereadores, fato que lhe deixa inelegível, entretanto, ele assegura que advogados que lhes prestam assessoria jurídica, descobriram falhas no julgamento do Poder Legislativo e através disso buscam anular a decisão. Caso seja revertida a situação, Jônatas volta ao cenário bem mais fortalecido. Caso contrario, existe a hipótese de utilizar o seu prestigio político em favor de outra candidatura. Isso, entretanto, será uma decisão do seu bloco partidário. Prevalecendo esta hipótese Jônatas se coloca como o fiel da balança na política local.

Sociólogo, teólogo, diácono da Igreja Assembléia de Deus, natural da zona rural de Gongogi, cidadão honorário de Barra do Rocha, Jônatas sempre se identificou com este município. Construiu fortes vínculos com a comunidade barrochense e consolidou solida liderança na localidade. Nenhuma outra liderança em disputa pela Prefeitura conseguiu votação mais expressiva que ele. Em uma das suas eleições obteve mais de mil votos de frente sobre o adversário. Isso em um colégio de menos de 4 mil eleitores. Também foi o único, até agora, a obter uma reeleição. O MDB, partido que preside, conta atualmente com quatro vereadores (Edvaldo Cigano, Waide, Sávio e Marcio), além do vice-prefeito Alex Muniz, dentre outras lideranças.

O TROCOJequié – Há cerca de cinco anos, ou mais um pouco, Sergio Gameleira, então militante do PT e vice-prefeito de Jequié articulava impeachment da titular do cargo, prefeita Tânia Brito-PP-, sob a acusação de negligencia com a Educação, com irregularidades na contratação de professores até a falta de pagamento da empresa responsável pelo transporte escolar. A cassação aconteceu. Sérgio ocupou o lugar de Tânia e prorrogou o mandato concorrendo e se elegendo na eleição seguinte. Numa dessas reviravoltas da vida ele agora, no PSB, se vê na mesma situação da sua antecessora. É acusado pelo Ministério Público Estadual de improbidade administrativa por causar prejuízos aos cofres públicos em aproximadamente R$ 4,9 milhões. Desde 2017 não realiza repasses ao Instituto dos Servidores Municipais de Jequié e vem fazendo altos gastos com publicidade. Foi afastado temporariamente, até que prove o contrário. Em seu lugar assumiu o vice Hassan Andrade Iossef. Mas por força de um liminar concedida pelo TJ-BA, nesta sexta-feira (19), Sérgio volta ao cargo.

DESAFIOIbirataia – O pré-candidato a prefeito de Ibirataia, pela Rede Sustentabilidade, Alex Miranda considera que um dos principais desafios do próximo prefeito do município é pensar um plano para a pós-pandemia, com o foco na saúde e geração de emprego e renda para população. Consultor em Saúde Coletiva, Alex dirigiu durante dois anos e oito meses, uma rede de 29 hospitais, incluindo o Prado Valadares, em Jequié, e outras unidades em Vitória da Conquista e Guanambi. O pré-candidato conta com apoio de importantes lideranças locais, de diversos partidos, além da confiança do Palácio de Ondina. “O momento é de união para cuidar das pessoas em Ibirataia. Por isso, apostamos no amplo diálogo com as forças políticas do nosso município”, defende Alex.

PSL de IPIAÚIpiaú – Sob o comando do ex-vereador e agora pré-candidato a prefeito Aloísio Teixeira Mendes, o Partido Social Liberal-PSL- se organiza para a disputa eleitoral em Ipiaú. Na chapa proporcional deverão concorrer 17 nomes à Câmara Municipal. Nenhum deles ainda exerceu mandato.

Confirmando pré-candidatura

Ipiaú – A vice-prefeita Margarete Chaves -PDT- também reafirmou intenção de participar da corrida eleitoral rumo à Prefeitura. Ela conta com o apoio do deputado Euclides Fernandes que é da base governista na Assembléia Legislativa.

NETO BUNDAIbirataia – Silvestre Santos Brito, 38 anos, despertou o desejo de representar a população no poder Legislativo Municipal de Ibirataia. “Neto Bunda”, como é mais conhecido, destaca-se pelo bom coração e a disposição de ajudar as pessoas. Com essas qualidades vem ganhando notoriedade na comunidade mais carente do município. “Conheço de perto as necessidades do nosso posso, estou em contato no dia a dia e me despertou esse desejo representa-lo na Câmara de Vereadores, coloco meu nome a disposição, quem me conhece sabe que sou muito honesto e trabalhador, costumo cumprir com aquilo que prometo, meu pai me ensinou que a palavra é a honra do homem, por isso me vejo apto e confirmo minha pré-candidatura.” comentou o postulante ao cargo.

O VÍRUS DA INSENSATEZIpiaú – E continuam recorrendo à pandemia para desqualificar o bom trabalho que a gestão municipal vem desenvolvendo em diversos setores, inclusive a eficiente ação de enfrentamento ao novo coronavírus. A Prefeitura, através da Secretaria de Saúde e Vigilância Sanitária, combateu focos, ofereceu testes, instalou barreiras sanitárias, promoveu isolamentos, restringiu quando preciso e flexibilizou quando o momento se fez favorável. Não incorreu em pecado de omissão e nem tão pouco utilizou essa ação extraordinária como argumento político. Seria deselegante se o fizesse. A luta continua com a precisão recomendada pelas autoridades sanitárias, no entanto, tem gente que foi socorrida e insiste em se colocar como vitima. Vã conclusão de quem está contaminada pelo vírus da insensatez. Na retaguarda, remanescentes da turma de Geddel Vieira Lima, dão repercussão a tais asneiras.

FRASEÉ como a história daquele capoeirista que era tão bom, tão bom, que dava rasteira nele mesmo”. Do empresário Cleraldo Andrade comentando sobre os acertos e erros do Presidente Jair Bolsonaro.