Presidente do Doce Mel é a favor de manter Baianão suspenso


Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

Bahia Notícias – Com a liberação dos treinamentos para Bahia e Vitória, uma fagulha de esperança se acendeu para a volta do Campeonato Baiano após a paralisação por causa da pandemia do coronavírus. Pensando no estadual, a Federação Bahiana de Futebol (FBF) vem articulando a liberação para outros clubes. No entanto, alguns são contra a continuidade da competição. Foi o que disse o presidente do Doce Mel, Eduardo Catalão, ao Bahia Notícias.

“Não temos time e quase ninguém tem. Também não temos transporte por causa do coronavírus. Se seguirmos o protocolo da CBF, só Bahia, Vitória e Bahia de Feira podem cumprir. Já mudaram o Campeonato Carioca, imagine o nosso estadual”, disse.

Segundo Catalão, caso o retorno se confirme, o time terá que ser formado por jogadores da região de Ipiaú, uma das cidades mais afetadas pela Covid-19 no estado. Ele também destacou que o estádio Pedro Caetano segue sem condição de receber partidas.

“Vamos ter que ir atrás de jogadores da região. E nós estamos sem estádio também. É mais um problema. Ipiaú é uma das cidades com mais contaminação. Argumentos pra não ter não estão faltando. Estou achando isso muito complicado e vai colocar em risco um monte de pessoas sem necessidade”, completou. O Campeonato Baiano foi paralisado após a sétima rodada e o Doce Mel está na nona posição, com quatro pontos conquistados. Ainda faltam duas rodadas para o fim da fase de classificação.