Giro no Brasil – confira as principais notícias


Governador de SP testa positivo para covid-19

O governador de São Paulo, João Doria, está com covid-19. O vice-governador, Rodrigo Garcia, fez a comunicação oficial no início da tarde de hoje (12) em coletiva de imprensa para anunciar as medidas de combate ao coronavírus. Segundo Garcia, o governador está assintomático e não vai se licenciar do cargo. Ele vai manter contato com a equipe de forma remota, a partir de sua casa, cumprindo o isolamento social. “Continuará dando orientações a sua equipe de trabalho e a figura do vice-governador”, afirmou o vice.

Três idosos são baleados ao entrar em comunidade por engano no RJOs três idosos baleados nesta terça-feira (11) na comunidade do Jóquei, em São Gonçalo, tinham ido ver parentes no município e erraram o caminho quando voltavam para casa, no Rio e em Niterói. Familiares contaram à TV Globo que os idosos entraram sem querer no bairro do Jóquei quando seguiam em direção à Ponte Rio-Niterói. Tânia Gomes Moeda, de 70 anos, e Henrique Antônio Espíndola, de 78, receberam alta médica e já foram liberados do Hospital Estadual Alberto Torres, também em São Gonçalo. A idosa foi atingida no pescoço, e Henrique, na coxa direita. Já o idoso João Carlos Moeda, que foi baleado no tórax, permanece internado, mas com quadro estável. Leia mais no G1

Juíza cita raça ao condenar réu negro por organização criminosa

A juíza Inês Marchalek Zarpelon, da 1ª Vara Criminal de Curitiba, mencionou a raça de um réu em uma sentença em que condena sete pessoas por organização criminosa. Segundo o documento, o grupo fazia assaltos e roubava aparelhos celulares de vítimas nas Praças Carlos Gomes, Rui Barbosa e Tiradentes, no centro de Curitiba. Em nota, a juíza pediu “sinceras desculpas” e afirmou que a frase foi retirada de contexto. “Seguramente integrante do grupo criminoso, em razão da sua raça, agia de forma extremamente discreta os delitos e o seu comportamento, juntamente com os demais, causavam o desassossego e a desesperança da população, pelo que deve ser valorada negativamente (sic)”, disse a magistrada.

Avó da primeira-dama Michelle Bolsonaro morre no DF vítima de Covid-19Morreu nesta quarta-feira (12), em Brasília, a avó materna da primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, vítima de complicações causadas pelo novo coronavírus. O óbito de Maria Aparecida Firmo foi confirmado por Maria de Fátima Ferreira, filha dela, e pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal. “Deus resolveu levar minha mãezinha, não consigo acreditar. Ela lutou tanto, mostrou tanta força, mas não resistiu. Estamos todos muito abalados”, declarou a tia da primeira-dama. De acordo com o site Metrópoles, a avó de Michelle estava internada na enfermaria do Hospital Regional de Ceilândia (HRC). Na semana passada, a idosa havia deixado a unidade de terapia intensiva do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) com um quadro clínico considerado estável, quando foi transferida novamente para o HRC, primeira unidade onde ficou internada.

Servente de pedreiro é acusado de matar menino afogado em lama

O Ministério Público denunciou nesta quarta-feira (12) o servente de pedreiro Hian Alves de Oliveira pelo homicídio qualificado do menino Danilo de Sousa, de 7 anos, afogado na lama, em Goiânia. A promotoria também pediu a soltura do padrasto da criança, Reginaldo Lima dos Santos, que chegou a ser preso suspeito do crime, mas foi inocentado pela polícia. A denúncia, feita pela promotora de Justiça Renata de Oliveira Marinho e Sousa, aponta que o homicídio foi cometido por motivo torpe, de forma cruel devido à asfixia e mediante dissimulação. O crime aconteceu, conforme o documento, porque o pastor Fabiano Martins da Silva, com quem Hian morava, estava ajudando a família de Reginaldo, o que gerou ciúmes no servente de pedreiro, que morava próximo à vítima. Leia mais no G1

Alunos desrespeitam isolamento e debocham de protocolos em ManausA volta de aulas presenciais na rede pública estadual de Manaus, capital do Amazonas, foi marcada por deboche de alunos e fotos e memes compartilhados em redes sociais. O uso de máscaras, por exemplo, não foi seguido corretamente. Alguns estudantes utilizaram o item de proteção — essencial na prevenção contra a Covid-19 — para cobrir o rosto ou parte dele, como os olhos, e não sobre o nariz e a boca, como recomendado. Um estudante também fez um meme com o tamanho da máscara fornecida pelo governo do Estado, que chega a cobrir todo o rosto do menino. Num outro post, um flagra: uma estudante fazendo a sobrancelha de outra, desrespeitando o distanciamento estabelecido para o retorno dos estudantes. Leia mais…