Família de idosa internada na UPA de Ipiaú faz apelo por regulação


Foto: Giro Ipiaú

Familiares de Anedina Moreira dos Santos, 80 anos, paciente da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ipiaú, estão preocupados com a demora na regulação da idosa que apesar de não ter testado positivo para a covid-19, segue internada na unidade destinada para pacientes com sintomas do novo coronavírus.

Em contato com nossa reportagem, Elaine Cristina Brandão (neta de Anedina), informou que a idosa sofre de problemas no pulmão, coração e rins. Ainda segundo ela, inicialmente sua avó foi internada no Hospital Geral de Ipiaú e em seguida transferida para a UPA que funciona como Centro de Triagem à Covid. “Minha avó está precisando muito de uma transferência para um hospital e não consegue regulação (…) se ela ficar lá na UPA pode morrer”, relata.

Elaine também conta que o Hospital Geral de Ipiaú não está aceitando a transferência da paciente, alegando que não tem vaga. Nossa reportagem manteve contato com a unidade hospitalar e conversou por telefone com a coordenadora de regulação, Luiza Brandão. A servidora pública informou que o hospital não se nega a receber paciente algum e acrescentou que essa autonomia é médica. “O que houve no caso da paciente foi que o profissional médico analisou o relatório e não teve vaga para ela porque é uma paciente que precisa de sala de estabilização, segundo avaliação médica”, informou. Luiza ainda acrescentou que o hospital possui salas de estabilização, mas estavam ocupadas.

Já a UPA enviou uma nota à nossa redação comentando o caso. “O Pronto Atendimento (UPA) COVID 19 de IPIAÚ é Unidade referência em Covid. A paciente A.M dos S deu entrada na UPA dia 26.08.2020 trazida pelo SAMU oriunda do Hospital Geral com suspeita de Covid 19 e desde o primeiro momento ficou internada em leito de isolamento. Testou negativo para Covid, mas é portadora de outras comorbidades razão pela qual foi colocada em tela de regulação solicitada desde o dia 29 de agosto de 2020 e atualizada diariamente. Após o resultado negativo permaneceu isolada dos demais pacientes e continua recebendo assistência da equipe multidisciplinar enquanto aguarda que a Central Estadual autorize sua transferência para outra unidade de saúde”. Até a postagem dessa matéria, a idosa seguia internada na UPA. *Redação/Giro Ipiaú