Polícia Civil descobre plantação de maconha na zona rural de Ibirataia


Foto: Divulgação/Polícia Civil

Nesta segunda-feira (21), a Polícia Civil de Ibirataia localizou uma plantação de maconha na zona rural daquele município. Cerca de 3.500 pés de maconha eram cultivados numa área de cerca de 1 hectare na região do Aricangá. Seis homens que trabalhavam no plantio foram presos.

Segundo informou o delegado Rodrigo Fernando, as investigações tiveram início há aproximadamente um mês. “Na manhã desta segunda-feira foi possível deflagrar a operação em uma propriedade rural. Após o cerco ao local, no qual havia uma casa, sede, no meio da mata, constatou-se que havia seis homens, os quais logo que visualizaram as equipes, tentaram empreender fuga. Todavia, as equipes da Polícia Civil, com êxito, conseguiram capturar todos os indivíduos. Dando continuidade à operação, já no local da plantação, distante cerca de 2km adentrando a mata, foi possível constatar uma área de aproximadamente 01 hectare, com aproximadamente três mil e quinhentos pés de plantio de maconha, que se misturavam com plantação de Cacau”, relatou o delegado.

Foto: Divulgação

Rodrigo Fernando ainda destacou: “No local, existia uma estrutura de irrigação, para a plantação, onde a água era levada por canos, através de uma bomba, até o depósito que distribuía água para toda a plantação, construída pelo grupo criminoso. O material (maconha in natura) foi recolhido, retirado uma parte para realização de perícia e o restante foi incinerado no próprio local”, comentou o delegado Rodrigo Fernando.

Propriedade rural onde estava a plantação.

De acordo com a Polícia Civil foram presos  Vanderclebe Peixoto Dias, 27 anos (natural de Jitaúna), Deivde Washington de Almeida Oliveira, 24 anos (natural de Bom Jesus da Lapa), Marcos dos Santos Pereira, 36 anos (natural de Ipiaú), responde por um crime de latrocínio, ocorrido em Ipiaú em 2008. Os três outros presos na operação não naturais do estado do Pernambuco: Francisco Miguel Delfino, 55 anos, este possui Mandado de Prisão pelo crime de Associação Criminosa e já cumpriu pena por um assalto a banco ocorrido no Piauí. Os outros dois são Anderson Miguel Delfino, 26 anos, responde por estupro, e Emanuel Silvio Vieira Novais, de 45 anos. Todos os envolvidos estão custodiados na delegacia local. *Redação/Giro Ipiaú