Na Mira da Política


Foto: Zoom Player Drone

Começou a campanha eleitoral. Passeatas, caminhadas, carreatas, comícios. Tudo isso pela disputa do poder. Insustentável impulso de cada ser no calor da luta. Pesos e medidas, levezas e sublimações. Expectativa geral quanto a quem sobe, quem desce, quem chega lá, quem não sai do seu lugar. A comunidade mobilizada, muita promessa, muita conversa, cooptações, compreensões, transparência, subterfúgios, jogo limpo, jogo sujo. O povo decide, a democracia permite.

LANÇAMENTO 40O candidato a prefeito de Ipiaú, Washington Martins e sua vice, Elinalva Bastos, sob a legenda 40, do Partido Socialista Brasileiro (PSB), lançaram oficialmente, no último domingo, a chapa “JUNTOS e com a FORÇA DO POVO”. O lançamento se deu em uma visita ao Centro de Abastecimento, numa forma de começar pelas origens: “Queria começar minha campanha revisitando minha origem, olhando nos olhos daqueles dos quais a realidade conheço bem, numa conversa sincera e humana, sem dramatização política”, disse Washington Martins. O candidato pontuou que a campanha dele e de sua vice Elinalva respeitará os protocolos fitossanitários e de segurança, em função da COVID-19. “Todo nosso grupo tem uma preocupação enorme com o momento que estamos vivendo, desde o início de nossa mobilização, temos sido extremamente cuidadosos e criteriosos com os protocolos fitossanitários recomendados para o momento.

RENOVAÇÃOWashington informa que o PSB traz um projeto de renovação política para Ipiaú, através de um grupo novo, formado por pessoas que iniciaram agora nesse universo da política, mas que sempre desempenharam trabalhos de base social. “São pessoas simples e sem aporte financeiro, um grupo que em sua grande maioria, trabalha pautado em projetos sociais e em alternativas para solução dos problemas do Município, pessoas que carregam bandeiras como tipos de credo, respeito à dignidade humana”.

DEBATE NA OABA Subseção de Ipiaú da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Bahia promoverá brevemente, o primeiro debate entre os candidatos a prefeito deste município. O evento ainda não tem data marcada, mas poderá acontecer na próxima semana e deverá ser transmitido ao vivo por alguma emissora de rádio, ou site, da cidade e terá cobertura de toda a imprensa local. Ao contrário dos debates tradicionais, com réplicas e tréplicas, o momento será mais de exposição de ideias sobre os temas sugeridos pela OAB.

ALIANÇAS SÃO NATURAISEm política não se pode dizer: ”dessa água não beberei”, também não se pode ficar horrorizado quando adversários que pareciam inconciliáveis se unem por um objetivo em comum. A dinâmica e a flexibilidade democrática permitem isso tranquilamente. Na atual campanha eleitoral presenciamos em diversos municípios fusões de lideranças que pareciam inconciliáveis. Poucos imaginavam Cleraldo Andrade, Eduardo Pereira Alves (Dú) e Dr. Leôncio estarem apoiando a prefeita Maria das Graças, candidata à reeleição. Quem diria que em Ibirataia o ex-prefeito Marcus Aurélio sinalizaria apoio à prefeita Ana Cléia, também candidata à reeleição, que lhe derrotou no pleito passado. A junção dos ex-vereadores Elmar Lopes- MDB- e Caio Pina-PSB- com o pessoal do DEM, em Ibirataia, está inserida nessa dinâmica. É bom lembrar que o vereador e agora candidato a vice-prefeito, Juca Muniz-PP- , fez inúmeras críticas à prefeita Ana Cléia-PSD- e agora foi compor chapa com ela. Estática não existe no tabuleiro do jogo político.

PLANO DE GOVERNODentre outras propostas voltadas ao desenvolvimento cultural de Ipiaú, contida no Plano de Governo do candidato a prefeito Carlos da Links, pelo partido Cidadania, consta a criação de uma Feira Cultural, realizada a cada três meses, de 3 em 3 meses, num final de semana. “Através dessa feira com quermesse, promoveremos pequenos empreendedores ipiauenses para venderem seus produtos produzidos na nossa cidade. Convidaremos os comerciantes em geral para também participar dessa feira cultural estendendo o funcionamento das suas lojas até pelo menos 23h. Com esse projeto esperamos atingir futuros empreendedores e melhorar a renda dos comerciantes e estaremos promovendo cultura, desenvolvimento e lazer”, explicou o candidato. Carlos da Links tem como companheiro de chapa (vice) o cidadão Henrique Oliveira.

CULTURA JAPONESA
A disseminação da cultura japonesa também está no PLANO DE GOVERNO do candidato do CIDADANIA. O texto explica que Ipiaú possui vários grupos que já realizam eventos ligados à cultura japonesa e que a ideia é apoiar tais grupos na disseminação desta rica cultura.

UBAITABAA prefeita Sueli Carneiro da Silva Carvalho (Suka-PSB) que governou o município durante quase toda gestão com uma base de apoio na Câmara Municipal composta por nove vereadores na Câmara Municipal, passa a contar apenas com quatro edis em sua base de sustentação no final do seu mandato que se encerra em 31 de dezembro de 2020. Dessa vez quem abandonou o barco foi o vereador Agripino Ribeiro Neto (PDT) que declarou seu apoio ao candidato da oposição, o ex-prefeito Asclepíades de Almeida Queirós (Bêda Almeida-MDB-. Agora com adesão do edil, o grupo vermelho, conta com 07 dos 11 vereadores da casa legislativa. A prefeita Suka Carneiro que concorre à reeleição ultimamente vem perdendo diversas lideranças que contribuíram para sua ascensão ao Palácio da Colina em 2016. Até o vice-prefeito, Jailton Araujo negou apoio a Suka e foi para oposição. ( Com informações do Jornal Tribuna da Região).

IBIRATAIAMais um candidato entra na corrida eleitoral para a Prefeitura de Ibirataia. Trata-se do aposentado Luiz Machado-PDT 12-. Ele já concorreu ao cargo de prefeito no ano de 2008, tendo como companheira a médica Dra. Josélia. Na ocasião estava filiado ao Partido dos Trabalhadores-PT-. A convenção que homologou o nome de Luiz Machado como candidato a prefeito, na atual campanha eleitoral, aconteceu no último dia 16, na sede do PDT, localizada na Rua Lauro de Freitas. Luiz Machado, 69 anos, era ainda criança quando acompanhou o processo de emancipação política de Ibirataia. Desde então lhe despertou o interesse pela cidadania e causas democráticas. Foi Delegado de Polícia e se engajou em diversas campanhas eleitorais, contribuindo com as eleições de parentes e amigos para a Câmara de Vereadores, a exemplo dos seus irmãos Zélio Machado que atuava na área de educação, como professor do Colégio ACM e Vicente Machado. Outro membro da família que participa da política ibirataiense é o atual vereador Ravi Machado, o qual apoia outro grupo político, dentro do respeito aos princípios democráticos.

PARQUE DE EXPOSICÕES

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), criticou neste sábado (26) a proposta de venda do Parque de Exposições feita pelo governador Rui Costa (PT) nesta semana. O caso ganhou ampla repercussão em todo o estado e causou preocupação entre integrantes do setor agropecuário e também no meio político, até mesmo entre aliados do governador.

CHARLES LIMA NA POLITICANos períodos de campanha eleitoral, Charles provocava debates, pirraças aos adversários, apresentava propostas megalomaníacas e pouco convencia. Foi candidato a prefeito, pelo obscuro PGT (Partido Geral dos Trabalhadores), e até colheu alguns votos. Também militou no desconhecido PCO (Partido da Causa Operária), mas, nunca se inibiu em estabelecer alianças com a causa patronal. Serviu, com o mesmo fervor, aos prefeitos Deraldino e José Mendonça que são extremamente opostos. Nesse pula-pula adotava uma ética bem sacana: “Sou igual a barata, se não comer eu melo tudo”.

JEQUIÉ
Os 19 assentos na Câmara Municipal de Jequié, para o mandato legislativo 2021-2024, começaram a ser disputados por 335 candidaturas, das quais, 109 mulheres, representando 14 siglas partidárias. Nas eleições de 15 de novembro próximo, estão cadastrados para votar em Jequié, um total de 108.895 eleitores. O número de eleitores aptos a votar no município decresceu em relação ao pleito de 2016 quando, de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral-TRE, estavam inscritos 109.523 pessoas.(Com informações de Wilson Novaes Junior.)

DOAÇÕES
Sábado, 26 de setembro, foi o último dia para que os partidos políticos apresentassem ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) os critérios definidos pelos órgãos de direção nacional para utilização, nas campanhas eleitorais, das doações recebidas de pessoas físicas ou das contribuições monetárias feitas por filiados, recebidas em anos anteriores ao da eleição.

*Coluna produzida por José Américo Castro