Ipiaú: Centro de Atendimento Covid-19 é desmontado


Equipe durante retirada de equipamentos (Foto: Giro Ipiaú)

No início da manhã dessa terça-feira (1º de dezembro) deu início a desmontagem do Centro de Atendimento a Covid-19 em Ipiaú, conforme apurou nossa reportagem in loco. No período da manhã equipes de uma empresa contratada pelo Governo do Estado desmontavam e preparavam os equipamentos que serão retirados da UPA, onde funcionou desde o dia 23 de abril, a unidade especializada em atendimento a pacientes com sintomas da covid-19.

No último dia 24 de novembro, a Sesab determinou através de uma portaria que fosse suspenso atendimentos a novos pacientes no referido Centro (ver matéria). Aqueles que estavam internados foram remanejados para outras unidades e os novos atendimentos serão realizados no Hospital Geral de Ipiaú.

A decisão da Sesab, ainda no período da pandemia e com grande risco de uma segunda onda do vírus no Brasil, tem sido criticada pela população. Até a publicação dessa matéria, a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia ainda não tinha emitido um pronunciamento sobre o motivo da suspensão do Centro de Atendimento a Covid-19 no município de Ipiaú.

Contratado pelo governo do Estado por 180 dias e pelo valor de R$ 1,9 milhão, o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH), foi responsável pela gestão e operacionalização da unidade hospitalar para atender pacientes de Ipiaú e cidades da microrregião. O instituto foi um dos alvos no último dia 19 de uma ação da Polícia Federal que investiga esquema de fraude em licitações e desvio de recursos públicos destinados ao Hospital Regional de Juazeiro (veja mais na matéria do G1).

Atualmente, conforme boletim da Secretaria Municipal de Saúde, existem 16 pacientes ativos, dois deles internados. 28 aguardam por realização de testes. Desde o início da pandemia, já foram confirmados 2.111 casos, dos quais, 2.058 são considerados curados. O município contabiliza 37 óbitos em decorrência do coronavírus. *Giro Ipiaú