Prefeitura de Vitória da Conquista decide não ampliar toque de recolher; Rui diz que decreto será cumprido


Foto: Divulgação

A prefeitura de Vitória da Conquista, cidade no sudoeste da Bahia, foi às redes sociais informar que a ampliação do decreto determinado pelo governo do estado não será adotada. Em contrapartida, o governador Rui Costa afirmou que o decreto terá que ser cumprido e que as polícias vão fiscalizar. Nesta segunda-feira (22), a cidade tem 94% de taxa de ocupação tanto nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para adultos, quanto nos pediátricos, segundo a Central Integrada de Comando e Controle da Saúde.

O decreto foi ampliado depois que o estado atingiu 80% de ocupação de leitos de UTI. Nas redes sociais, a prefeitura informou que vai manter as restrições das 22h às 5h, conforme decreto anterior. Em um vídeo, a vice-prefeita da cidade, que está no exercício da prefeitura desde que o gestor municipal foi internado com Covid-19, pediu que o governo da Bahia abra mais leitos em Vitória da Conquista. Junto ao pedido, a decisão de não ampliar o decreto foi duramente criticada pelos moradores.

O governador Rui Costa disse que, antes do novo decreto ser publicado, ligou para vários prefeitos, incluindo a prefeita em exercício Sheila Lemos. Segundo Rui, na ligação ela teria dito que iria cumprir o decreto, mas logo após a prefeitura emitiu nota afirmando que não iria ampliar o horário. *Com informações do G1