Câmara de Ipiaú volta a realizar sessões presenciais


A Tribuna Livre foi ocupada pela professora Vilma dos Santos.

Com limitado número de pessoas na plateia e seguindo as recomendações da Vigilância Sanitária, a Câmara Municipal de Ipiaú voltou a realizar sessões presenciais. A primeira delas aconteceu na noite da última quinta-feira, 27, quando compareceram apenas sete dos treze vereadores da casa. Até então a Câmara vinha de uma sequência de 13 sessões na modalidade remota, em decorrência da pandemia do novo coronavírus. A única matéria que constava da Ordem do Dia desta sessão ordinária presencial, deixou de ser votada e foi encaminhada para arquivamento.

O Projeto de Lei 008/2021 que propunha homenagear a dentista Mariana Reis Menezes com o nome de uma rua no Bairro Santa Rita seria retirado de pauta e votado na próxima sessão se o seu autor, vereador Cleber Gadita -PDT- não estivesse entre os ausentes. Sua aprovação dependia de nove votos. Bastava um requerimento verbal do autor, durante a sessão, para que a matéria voltasse a tramitar. A ausência de Gadita e da vereadora Andreia Novaes foram devidamente justificadas, fato que não ocorreu com os vereadores Cristiano Santos -PP-, San de Paulista -DEM-, Edson Marques -DEM- e Lucas Louzado -PSD-.

Além de requerimentos e indicações, foi lido na sessão do dia 27 de maio, o Projeto de Lei 009/2021, do Poder Executivo Municipal, que propõe a alteração da Escola Municipal Presidente Médici, situada no distrito de Córrego de Pedras, para Escola Municipal Raulina Rodrigues de Santana. A Tribuna Livre foi ocupada pela professora Vilma dos Santos Ramos que falou de assuntos referentes ao Grupo de Apoio à Pessoas em Convivência com o Câncer.

Minuto de Silêncio

Foto: Divulgação

Logo no início da sessão, o Presidente da Câmara, vereador Robson Moreira pediu aos presentes que fizessem um minuto de silencio em memória do representante comercial Átila Chaves, vítima fatal de um acidente de trânsito, na noite do último dia 26, na Rua Rio Branco, centro da cidade, e do pedreiro Valdek Melo da Silva, que morreu, no dia 25, na sede do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ipiaú, em decorrência de um infarto fulminante. Por conta do feriado de Corpus Christi a Câmara Municipal de Ipiaú não realizará sessão na próxima quinta-feira, dia 3 de junho. (José Américo Castro).