Doce Mel vence e está na final da Série B do Baianão


Foto: Tesouras Noticias

A equipe do Doce Mel venceu o time do Canaã pelo placar de 1 a 0, gol marcado pelo atacante Adnael Secão, no segundo tempo.  O resultado de 1 a 0 colocou o Doce Mel na final da Série B do Baiano, isto porque em Cachoeira, Cajazeiras e Unirb empataram por 0 a 0. A final será disputada contra o Olímpia. O primeiro jogo será no Pedro Caetano, no próximo domingo, 19, às 15h.

O jogo/por Romário Henderson

O time ipiauense controlou todo o jogo, teve mais a bola, trabalhou bastante pelos lados, sobretudo com Fieta, que fez um grande primeiro tempo. O Canaã foi uma equipe bastante inofensiva, chegou esporadicamente ao gol de Lupita, que de forma geral, não teve muito trabalho. Keu e Rayllan foram substituídos no intervalo, dando lugar a Menso e Adnael Secão. Elias Borges colocou a equipe pra frente, e surtiu efeito. Adnael Secão, em lance individual, recebeu a bola próximo à linha da grande área, cortou pra dentro, trouxe a bola para a perna boa e bateu rasteiro no canto esquerdo do goleiro do Canaã, que nada pôde fazer. A segunda partida seguida em que Secão entra no segundo tempo e deixa a sua marca. Gostaria de registrar o belíssimo trabalho realizado pelo técnico Elias Borges. Foram cinco jogos, com três vitórias e dois empates. O time chega muito motivado e com a confiança elevada para esta final. A propósito, o Doce Mel foi a única equipe em que o Olímpia não conseguiu vencer. Sem dúvida, de Salvador vem muito respeito para com a equipe ipiauense. (Giro/Romário Henderson)

Para ir à final da Série B, Doce Mel vai precisar vencer e torcer por outros resultados


Jogo da última rodada será em Ipiaú.

O Doce Mel ainda segue com chances de se classificar para a final da Série B do Baianão. Para isso precisará vencer o Canaã no próximo domingo, 12, no estádio Pedro Caetano, e torcer por um empate entre Unirb e PFC-Cajazeiras ou vitória do PFC-Cajazeiras, ambos se enfrentarão em Cachoeira. O Olímpia já classificado enfrentará o Galícia, em Salvador. No complemento da penúltima rodada, na tarde deste domingo (5), a UNIRB derrotou o líder Olímpia por 1 a 0, no Estádio Antônio Carneiro, em Alagoinhas, e assumiu a vice-liderança, com 16 pontos. A terceira colocação é do Doce Mel, que no sábado (4), à tarde, no Estádio Roberto Santos, em Pituaçu, venceu o Galícia por 2 a 0 e chegou a 15 pontos. Já eliminado de qualquer possibilidade de chegar à final, o Azuino está com apenas um ponto. Também na tarde deste domingo (5), no Estádio José Rocha, em Jacobina, Canaã e PFC-Cajazeiras empataram por 2 a 2. Com o resultado, a equipe de Irecê ficou com 11 pontos e não tem mais chances matemáticas de classificação. O Lobo-Guará ainda sonha com a vaga na final e está com 13 pontos. Nos 27 jogos disputados até agora pela Série B foram marcados 72 gols, uma boa média de 2.66 gols por partida. *Com informações do site da FBF

Doce Mel visita Galícia pela penúltima rodada da Série B do Baiano


Foto: Divulgação

O Doce Mel Esporte Clube trabalhou forte durante a semana em preparação para o duelo contra o Galícia, em jogo válido pela 9ª rodada da Série B do Campeonato Baiano. A partida será realizada em Salvador, no estádio metropolitano de Pituaçu, na tarde deste sábado, 04, às 15h. Para o jogo, o técnico Elias Borges não contará com Keu, que foi expulso, mas terá o meia Rayllan, que saiu precocemente na partida contra a Unirb, em boas condições para ajudar a equipe. Para Rayllan, empate contra a Unirb foi ruim, mas garantiu que o time continua focado. “Empatar em casa e da forma que foi é sempre ruim. Mas o foco continua, agora mais do que nunca não podemos desistir. O grupo está acreditando muito que é possível, isso é importante”, disse o atleta em conversa com o repórter Romário Henderson. O adversário do Doce Mel, a tradicional equipe do Galícia, não tem nenhuma aspiração na competição, é o lanterna com campanha pífia de sete derrotas e um empate. A equipe ipiauense reconhece a necessidade da vitória e da superioridade técnica que tem em relação ao adversário, mas não deixa de pregar respeito ao Galícia. Uma vitória do Doce Mel poderá colocar a equipe na segunda colocação, mas precisa haver uma combinação de resultados. (Giro/Romário Henderson)

Doce Mel deixa escapar vitória no Pedro Caetano diante do Unirb


Foto: Giro Ipiaú

Os mais de 600 torcedores que compareceram ao estádio Pedro Caetano, em Ipiaú, na tarde deste domingo, 28, e esperavam por uma vitória do Doce Mel Esporte Clube saíram frustrados com o resultado da partida contra o UNIRB. A equipe ipiauense saiu na frente do placar aos 7 minutos do primeiro tempo com um gol do zagueiro Ed. O empate saiu nos minutos finais da segunda etapa, gol marcado pelo atacante Tatu. Com o resultado, o Doce Mel perdeu a chance de assumir a segunda colocação. O próximo desafio da equipe que representa Ipiaú será em Salvador, no estádio Pituaçu, contra o lanterna Galícia. A Série B do Campeonato Baiano é liderado pelo Olímpia que venceu, no sábado (27), o Cajazeiras por 3X1. O outro jogo deste domingo, Galícia X Canaã terminou empatado em 2X2.  Abaixo veja como ficou a tabela de classificação.

O JOGO/por Romário Henderson

O Doce Mel abriu o placar em gol anotado aos 7 minutos pelo zagueiro Edy, de cabeça, e Tatu empatou para a Unirb, aos 44 minutos do segundo tempo. O resultado interrompeu a possibilidade de o Doce Mel subir na tabela, mas ainda restam duas rodadas e a equipe continua com chances.

Foto: Giro Ipiaú

O técnico Elias Borges mudou o time, deixando-o mais ofensivo com a entrada do atacante Gustavo na vaga do volante Jefão, voltando à formação ao 4-4-2. Nos primeiros minutos a marcação do Doce Mel estava bem adiantada, o que ocasionou em várias roubadas de bola no campo de ataque, sufocando a Unirb, que não conseguia sair pro jogo. E vivendo esse bom momento na partida, veio o gol. A clássica jogada da bola parada com a cobrança fenomenal de Alessandro Azevedo, que encontrou a cabeça do zagueiro Edy, fazendo as arquibancadas do “Pedrão” estremecer. A propósito, a torcida abraçou o time, e essa injeção de ânimo contagiou cada jogador. Ainda no primeiro tempo o meia Rayllan, que vinha bem, se sentiu mal e pediu substituição, entrando em seu lugar Tiago Carnaíba. Essa mudança fez o time cair um pouco de produção, ficou mais lento, recuou as linhas, e a Unirb começou a ter mais posse de bola, explorando bastante o seu lado esquerdo, onde apoiava bem o lateral Almir, que procurava sempre o experiente João Neto, que por meio de cruzamentos tentava encontrar o atacante Tatu, mas a defesa do Doce Mel estava sempre bem posicionada, fazendo cortes precisos.

Foto: Giro Ipiaú

Para o segundo tempo, Elias Borges colocou o atacante Adnael (Secão), na vaga de Gustavo, com o intuito de dar maior mobilidade e velocidade ao ataque. O time da Unirb, por sua vez, voltou com dois novos laterais. O ritmo lento do Doce Mel no segundo tempo, aliado com o baixo desempenho dos meias Keu e Tiago Carnaíba, colocaram a Unirb como soberana com a posse de bola, jogando muito pelos lados em velocidade, cruzando muitas bolas na área, mas a defesa estava muito consistente, rebatendo todas. A exemplo do que aconteceu no segundo tempo contra o Olímpia em Ipiaú, o Doce Mel ficou acuado, dando muito campo para o adversário, chamando o time para o seu campo, à espera de um contra ataque para matar o jogo. Essa oportunidade veio em descida rápida de Adnael (Secão) pelo lado esquerdo, que em passe milimétrico, deixou Tiago Carnaíba em boa condição. O atleta tinha Marcelo Pano livre ao seu lado, mas de forma egoísta, não deu o passe e perdeu a jogada. Cada vez mais a Unirb crescia, era perigosa, deixava a torcida apreensiva e, já nos momentos finais, o atacante Tatu desviou de cabeça e empatou a partida, jogando um balde de água fria. Placar final: 1×1. Resultado muito ruim, mas não desastroso, visto que a equipe continua viva e com condições de ainda se recuperar.