Prefeitura de Jitaúna entrega fardamento escolar para todos os alunos da rede municipal de ensino


A Prefeitura de Jitaúna, através da Secretaria de Educação, iniciou na manhã desta quarta-feira (21), a entrega do novo fardamento escolar para todos os estudantes da rede municipal de ensino. A entrega teve inicio na Escola Gisélia Bittencourt no Bairro Adelino Henrique e se estende as demais instituições no decorrer da semana.De acordo a Secretária de Educação Daiana Ramos que esteve acompanhando a entrega, foi tudo bem programado para não faltar detalhes, “Estamos muito felizes com a qualidade da nossa farda, tudo foi feito com todo carinho e cuidado que os nossos alunos merecem. Durante toda a semana, estaremos nas escolas fazendo a entrega aos que ainda não foram contemplados. O kit padronizado é formado por camisa e shorts.

A entrega contou com a participação do prefeito Patrick Lopes, “O uniforme é importante porque ele identifica a criança, dá segurança aos pais porque vincula seus filhos à instituição de ensino”, ressaltou Patrick. A entrega contou com a participação do secretario de administração Marcelo Pecorelli, e dos vereadores Bafafá e Jeane Rocha. (*Ascom/Prefeitura Jitaúna)

Alunos de curso de Direito de Faculdade em Jequié reclamam de superlotação em sala de aula


Foto: Divulgação

Alunos da turma do curso de Direito da FTC de Jequié relatam o descaso da faculdade com as turmas de 5 e 4 semestres do curso. Os discentes revelam que por decisão unilateral da FTC, estão sendo obrigados a frequentarem as aulas em uma sala com capacidade para 50 alunos, contendo cerca de 70 alunos. Além da estrutura física não ser capaz de suportar a quantidade de alunos, a acústica da sala dificulta o aprendizado. Os alunos solicitam uma explicação da faculdade do porquê da junção das turmas tendo em vista que os semestres são distintos, como também uma solução para este problema que está prejudicando a qualidade do curso. Em matéria publicada no mês passado, quando na oportunidade, os alunos do 4º Semestre do Curso de Direito divulgaram uma carta de repúdio contra a decisão da diretoria da FTC Jequié. À época, a unidade educacional informou “que foi feita uma otimização da oferta das disciplinas do curso de Direito, respeitando todas as diretrizes do projeto pedagógico determinadas pela portaria de autorização do MEC”.

TJ-BA determina retorno dos professores de Jequié às salas de aula


Professores deflagaram greve por tempo indeterminado.

Em decisão liminar (caráter temporária) o Desembargador Maurício Kertzman Szporer, deferiu em favor de ação da Prefeitura de Jequié, determinando que os professores e demais profissionais da Educação de Jequié retornem às suas atividades em sala de aula, no prazo de 24h. Os professores em decisão aprovada em assembleia iniciaram uma greve por tempo indeterminado, a partir de quinta-feira (15). A liminar foi divulgada no final da tarde da própria quinta, estabelecendo ainda, multa diária de R$ 10 mil, à APLB, em caso do descumprimento da decisão. O mérito do mandado de segurança da entidade que representa os professores, pela nulidade do Decreto Municipal Nº 20.091/2019, que suspendeu “temporariamente até o julgamento do mérito”, a partir das folhas de pagamento de julho/2019, a gratificação por regência. Até a manhã desta sexta-feira (16), a APLB ainda não havia sido notificada da liminar. *As informações são do Blog Jequié Repórter

61% dos futuros professores estudam a distância, aponta estudo


Foto: Pixabay/Reprodução

Desde 2010, o ensino a distância (EAD) se tornou o motor por trás da expansão no ensino superior brasileiro, e uma área se destaca entre as demais: a carreira docente, que inclui os cursos de pedagogia e das outras licenciaturas. Em 2017, quase dois terços dos novos universitários nos cursos de formação de professores se matricularam na modalidade EAD, segundo um estudo divulgado nesta quinta-feira (15) pelo Movimento Todos pela Educação. Os dados de 2017 são os mais recentes disponíveis, mas mostram que o salto foi de 34%, em 2010, para 61%, de acordo com o levantamento, feito com base no Censo da Educação Superior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Leia mais no G1

Aulas do PROERD começam a ser ministradas na rede municipal de Itagibá


Os estudantes das turmas de 5° ano do Grupo Escolar José Fernandes, Escola Maria de Souza Moreira e Jocelisia de Almeida Fernandes iniciaram nesta quinta, 01.08, as aulas do PROERD – Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Vioência. Uma parceria da prefeitura municipal de Itagibá através da secretaria municipal de Educação e Cultura e a 55ª CIPM. As aulas são ministradas por um policial militar preparado para ter contato com os adolescentes.

Escolhido por Bolsonaro, novo reitor de universidade baiana é filiado ao PT e orientou pesquisa sobre MST


Fábio foi o menos votado da lista.

Escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) para ser o novo reitor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), o professor Fábio Josué Souza dos Santos é filiado ao PT desde 1999 e já presidiu o partido em Amargosa, no Recôncavo baiano. Fábio Josué foi o terceiro mais votado na lista tríplice encaminhada a Bolsonaro para escolher o comandante da instituição. Segundo apurou o Bahia Notícias, todos os indicados na lista são ligados ao PT, mas Fábio Josué seria menos próximo à cúpula da legenda.

A segunda colocada, a professora Tatiana Velloso, é inclusive casada com o secretário estadual de Educação (SEC), Jerônimo Rodrigues (PT). Primeira colocada, Georgina Gonçalves dos Santos lamentou o desfecho e disse que a escolha do terceiro colocado “abre precedente perigoso” . Fábio Josué é doutor em Educação e pesquisa, entre outros temas, sobre escolas rurais. Em 2015, defendeu a tese de doutorado “Docência e memória: narrativas de professoras de escolas rurais multisseriadas”. Além disso, o novo reitor mostra ter ligação com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). *Do Bahia Notícias

Ipiaú: Atividades da Secretaria de Educação estimulam desenvolvimento de virtudes morais


Consciente de que a escola tem a missão de preparar o aluno para o exercício da cidadania e sua qualificação para o mundo do trabalho, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Ipiaú, vem investindo em projetos interdisciplinares com conteúdos que estimulem valores como solidariedade, ética, justiça, sociabilidade, etc. Dentro desta metodologia de temas transversais, foram trabalhados, neste mês de julho, em algumas unidades da educação infantil, assuntos referentes à amizade, cortesia, família, paz e conciliação.As Creches e Pré-Escolas do município ainda comemoraram a Semana do Amigo, mostrando aos educandos que “amizade se constrói na convivência e nas ações do dia-a-dia. Nessa temporada, também estimulou o hábito da leitura. Objetivando a valorização do pessoal da terceira idade, de maneira especial àqueles que se encontram no âmbito familiar, as unidades escolares de Educação Infantil, comemoraram na data de 26 de julho, “O Dia dos Avós”. Na oportunidade foram realizadas algumas atividades de interação entre os avós e as crianças nas escolas. Concluindo a programação, foi oferecido um chá aos participantes. (mais…)

Governo avalia adotar Enem nas universidades estaduais da Bahia


UESC, UNEB, UESF e UESB adotariam o ENEM.

Como forma de reduzir o custo nas universidades estaduais, a Secretaria de Educação da Bahia avalia adotar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para selecionar os estudantes das quatro instituições de ensino superior, segundo o titular da pasta, Jerônimo Rodrigues. Ao Bahia Notícias, Rodrigues afirmou que o assunto será tratado com os reitores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Universidade Estadual de Feira de Santana do Estado da Bahia (Uefs) e Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb). Hoje, cada instituição realiza o seu próprio vestibular. “O governo do Estado está pretendendo fazer um diálogo sobre este caminho, mas a gente não avançou ainda. Precisamos fazer um diálogo sobre isso. Não dá para ter duas medidas [Enem e vestibular]. Acho que ainda este ano nós trataremos com o Fórum dos Reitores. Nós queremos fazer isso com os reitores”, declarou o secretário ao Bahia Notícias.

Escolas estaduais iniciam mobilização para eleição do Colegiado Escolar


Foi dada a largada, nesta segunda-feira (29), para a escolha dos novos membros do Colegiado Escolar na rede estadual de ensino. As eleições, que seguem até sexta (2), acontecem nos colégios da capital e interior. Com a missão de contribuir para a gestão democrática e participativa das escolas e visando a união de todos pela melhoria da educação pública, o Colegiado Escolar é composto por representantes dos estudantes, professores, funcionários e das famílias, para um mandato de dois anos. Além das escolas da capital, a eleição também movimenta as unidades escolares por todo o interior do estado.

O Colegiado Escolar garante a gestão democrática do ensino público na concepção, na execução, no controle, no acompanhamento e na avaliação dos processos administrativos e pedagógicos da ação educativa, através da participação da comunidade escolar e local. Dentre as ações prioritárias do colegiado, destacam-se: acompanhamento e avaliação do Projeto Político Pedagógico (PPP) da escola e do Plano de Gestão e do Regimento Escolar; monitoramento e parceria com o corpo docente e equipe gestora para cumprimento do Calendário Escolar; participação no planejamento, análise e aplicação dos recursos financeiros; e articulação com a equipe gestora, incentivando o desenvolvimento de ações para a integração entre a escola, a comunidade e o território.

Escolas do NTE de Jequié realizam planejamento coletivo


O planejamento coletivo está mobilizando professores, coordenadores pedagógicos, gestores, estudantes e familiares, neste sábado (27), nas escolas da rede estadual de ensino. Em todos os 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), a comunidade escolar participa da segunda etapa da Semana Pedagógica 2019, promovida pela Secretaria da Educação do Estado, e se debruça nesta agenda que visa fortalecer o processo de ensino e aprendizagem, a partir das discussões em torno do tema “Pilares para a garantia do direito de aprender: currículo, formação, acompanhamento e avaliação”. Na área do NTE de Jequié (NTE 22), o Colégio Luiz Viana Filho e o Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães são algumas das unidades escolares envolvidas na atividade.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, que participa do planejamento durante todo o dia, integra, nesta manhã, a equipe do Colégio Estadual Professora Nadir Araújo Copque, em Arembepe. Ele destacou o significado deste momento para a Educação na Bahia. “Todos os dirigentes e suas equipes da Secretaria da Educação, assim como dos Núcleos Territoriais de Educação no interior, estão bastante empenhados em fortalecer o encontro na Bahia. Este é um gesto que estamos fazendo porque acreditamos em momentos como estes para a educação. A data faz parte do calendário acadêmico da rede estadual e foi aprovada por gestores, professores e sindicato. Para esta segunda etapa, temos duas expectativas: a primeira é a avaliação do que aconteceu no primeiro semestre, com enfoque maior no pedagógico, e a outra é fazermos uma avaliação do planejamento que foi esboçado para o segundo semestre, com a expectativa de solidificar o nosso planejamento, melhorando aquilo que consideramos fundamental para o avanço da qualificação de nossa pedagogia”, afirmou o secretário. (mais…)

Alunos surdos estão sem intérpretes no Colégio Estadual de Ipiaú desde o início do ano letivo


Estudantes já perderam o primeiro semestre.

Sem intérpretes desde o início do ano letivo, quatro estudantes surdos do Colégio Estadual de Ipiaú (Ensino Médio) vêem o tempo passar e nenhuma providência ser tomada por parte dos órgãos responsáveis, no caso, em especial, a Secretaria de Educação do Estado. A falta de inclusão a esses alunos já gerou protesto dos colegas no último mês de março, quando interditaram a Avenida Getúlio Vargas durante uma manhã (lembrar). No entanto, até o início dessa semana, os alunos surdos (três no período da manhã e no no turno da noite) seguem nas salas de aulas sem compreender nada do conteúdo passado pelos professores.

Alunos surdos temem perder o ano letivo.

“Já perderam, praticamente, o primeiro semestre, e agora que se iniciou o segundo, não temos visto nenhuma perspectiva favorável para resolver essa situação. Alguns desses alunos já estão beirando um quadro depressivo por conta disso”, comentou a mãe de um dos alunos surdos da unidade escolar. Em março, nossa reportagem acompanhou o protesto dos estudantes e conversou com a diretoria do CEI, que nos afirmou que sempre tem solicitado ao Núcleo Regional de Educação, sediado em Jequié, a contratação de professores de libras (Língua Brasileira de Sinais).

Em março, colegas protestaram em favor dos alunos surdos.

A última vez que tivemos contato com o NRE-22 foi nos informado que a secretaria estaria providenciando a contratação de profissionais da área, no entanto já se passaram mais de cinco meses e os estudantes seguem sem intérpretes. “A presença de um professor de libras nas salas de aulas é um direito adquirido deles (alunos surdos), mas que não tem sido respeitado”, comentou outra mãe. Estudos revelam que no momento em que a língua de sinais passou a ser mais difundida, os surdos tiveram mais condições de desenvolvimento intelectual, profissional e social.  (Giro Ipiaú)

55ª CIPM realiza mais uma formatura do PROERD em Ipiaú


Na manhã desta quinta-feira, 18 de julho, aconteceu a solenidade de formatura das turmas do 5º ano na cidade de Ipiaú. O evento ocorreu no Salão da Igreja Batista 7 de Setembro, e teve início ás 09h20. Foram certificados 472 alunos das Escolas Municipal e Particulares, Edvaldo Santiago, Florentino Pinheiro, Agostinho Pinheiro, Adélia da Matta, Leovicia Andrade, Nova Geração, Colégio Dom Bosco e Colégio Batista de Ipiaú.A solenidade contou com as presenças do Comandante da 55ª CIPM, Major PM Jocevã Oliveira, Sra. Vanda, secretaria de governo do município de Ipiaú, do Sr. Alan Márcio Vitorino, secretário municipal de Educação, da Exmª Drª Leandra Leal Lopes, Juíza da Comarca de Ipiaú, Diretores, coordenadoras e professores das Escolas, bem como do Aspirante Eliel Caldas, e do Subtenente Dias- Coordenador Setorial do Proerd e sua equipe de instrutores do Proerd, Cabo PM Sueli e Soldado PM Bulhões. A solenidade teve início com a formação da mesa, entoação do hino nacional, tendo seu ápice no juramento PROERD sacramentado pelos formandos. O Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) consiste num esforço cooperativo estabelecido entre a Polícia Militar, a Escola e a Família. *Ascom/55ª CIPM

10% das escolas brasileiras registram casos de bullying semanalmente, mostra pesquisa


Semanalmente ao menos 10% das escolas no Brasil registram ações de bullying no ambiente educacional. É o que apontou o relatório Teacher and School Leaders as Lifelong Learners, feito a partir dos dados obtidos na pesquisa Teaching and Learning International Survey (Talis), realizada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Participaram da pesquisa professores de 48 países pertencentes à OCDE.

No conjunto de países da Talis 2018, 3% das escolas brasileiras enfrentam problemas de intimidação ou ofensa verbal a professores ou funcionários ao menos uma vez por semana. Continuando com a comparação entre o Brasil, 28% dos diretores de unidades de ensino do país apontaram casos corriqueiros de bullying e intimidação entre os alunos, contra 14% reportado pelos outros países participantes da pesquisa.

A pedagoga Sandra Costa atua como coordenadora de uma escola particular e acredita que ações como palestras e debates são fundamentais para amenizar e até conter atos violentos entre os alunos. Costa ainda aposta que a união família-escola é de extrema importância para o estímulo às boas atitudes entre os estudantes. “Na instituição em que trabalho, conscientizamos os alunos contra o bullying na matéria de ética e com projetos de não violência. A família também é convidada a participar já que tem também um papel fundamental neste processo. Não adianta o professor ajudar o aluno e família ficar fora”, explicou a pedagoga.

Estado abre mais de 20 mil vagas para cursos técnicos de nível médio


Foto: Divulgação

A Secretaria da Educação do Estado abriu inscrições, nesta quinta-feira (4), para mais de 20 mil vagas de cursos técnicos de nível médio. As vagas são para os Centros Estaduais e Centros Territoriais de Educação Profissional, além de unidades compartilhadas na capital e em mais 97 municípios dos 27 Territórios de Identidade, entre os quais estão: Feira de Santana, Vitória da Conquista, Itabuna, Gandu, Ipiaú, Ilhéus, Jequié, Juazeiro, Senhor do Bonfim, Barreiras, Seabra, Itaberaba, Serrinha, São Domingos, Bom Jesus da Lapa, Xique-xique, Irecê, Santo Antônio de Jesus, Cruz das Almas, Alagoinhas, Macaúbas e Caetité (veja a relação completa no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). As inscrições seguem até dia 14 de julho.

Ao todo são 45 cursos disponibilizados nas formas de oferta Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrada à Educação de Jovens e Adultos (PROEJA Médio) e Subsequente ao Ensino Médio (para quem já concluiu o Ensino Médio na rede pública e quer voltar a estudar). Entre os cursos estão: Administração, Segurança do Trabalho, Logística, Meio Ambiente, Agroecologia, Agropecuária, Enfermagem, Nutrição e Dietética, Análises Clínicas, Edificações, Eletrotécnica, Informática, Contabilidade, Farmácia, Química, Cozinha, Alimentos, Panificação, Recursos Humanos, Edificações, Desenho da Construção Civil, Rede de Computadores, Secretariado, Conservação e Restauro, Artes Visuais, instrumento Musical, Documentação Musical e Regência. (mais…)

Enem terá prova piloto por computador em 2020 e será 100% digital até 2026


O MEC (Ministério da Educação) anunciou nesta quarta-feira, 03, que começará a aplicar a prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) por meio digital em 2020. A aplicação, segundo o ministério, acontecerá em modelo piloto: a prova será oferecida de forma opcional a 50 mil alunos de 15 capitais brasileiras no ano que vem e atingirá 100% das provas em 2026. “Este ano, a aplicação do Enem é normal, em papel, mas vamos começar o preparativo para o piloto digital em 2020”, disse o presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), Alexandre Lopes. O Enem digital será aplicado nos dias 11 e 18 de outubro de 2020. Já a prova tradicional, em papel, será realizada nos dias 1º e 8 de novembro do ano que vem. (mais…)

Bahia terá até 2025 para ampliar carga horária do Ensino Médio


Alteração vai representar 1h a mais por dia de aula.

A Bahia terá até 2025 para ampliar em 1h a carga horária de aulas do Ensino Médio. A mudança é uma determinação do Ministério da Educação (MEC) e vale para todo o país. Ela faz parte das alterações do Novo Ensino Médio. Em nota, o MEC informou que elas valem também para os Institutos Federais de todo o Brasil. “A lei 13415/2017 aprovou a reforma do ensino médio, alterando a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) no que se refere a carga horária do ensino médio, ampliando de 2400 para 3000 horas e estabeleceu uma nova estrutura curricular para essa etapa do ensino”, diz a nota.

No total, serão destinadas 1800 horas para formação comum e, no mínimo, 1200 para outras atividades que serão escolhidas pelos próprios estudantes. O foco deverá ser uma das áreas do conhecimento ou a formação técnica profissional. O MEC informou que não exigiu dos estados cronograma com percentuais de escolas adequadas ao novo modelo ano a ano, mas todos devem cumprir 100% da mudança até 2025.

Aulas no Ensino Médio terão 1h a mais a partir de 2020 na Bahia


A carga horária dos estudantes da rede estadual será ampliada em 200 horas, passando de 800 h/ano para 1 mil h/ano. A mudança é uma das estratégias da Secretaria Estadual da Educação (SEC) para tentar melhorar o desempenho do Ensino Médio e vai representar, diariamente, 1h a mais dos jovens na escola. O subsecretário da Educação, Danilo Souza, diz que os detalhes dessa mudança estão em discussão e que, por isso, ainda não está definido se essa hora a mais será no começo ou no final das aulas. A inspiração para a mudança surgiu analisando outros países.

“Percebemos que nos países que têm resultados melhores no ensino, os estudantes passam mais tempo na escola, existem mais horas de estudo. As questões ainda estão sendo discutidas porque precisamos levar em consideração diversos fatores. Isso está sendo feito no âmbito da Secretaria e será feito também nas escolas”, afirma. O prazo para a conclusão do estudo é novembro deste ano e não está descartada a possibilidade de contratar mais professores. Os especialistas, porém, veem a medida com desconfiança e defendem que é preciso avaliar as alterações com cuidado antes de tomar uma decisão. *Com informações do CORREIO

Bahia fica em penúltimo lugar em pesquisa que mede conclusão do ensino superior


Dados são do IBGE.

A Bahia ocupa a penúltima colocação entre os estados brasileiros na pesquisa que mede o índice de conclusão do ensino superior. De acordo com o Correio, conforme dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas 10,1% dos baianos concluíram a faculdade em 2018.  O número só não é superado pelo Maranhão, que no mesmo período somou apenas 8,6% entre os alunos que puderam concluir os estudos do mesmo grau. Abaixo da média nacional, que é de 16,5%, o dado referente a Bahia aumentou somente 0,2% entre 2017 e 2018, sendo superado por Alagoas e Pará. Além disso, conforme divulgado pela Pesquisa Anual por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad-Contínua), um terço dos baianos não só possuem acesso limitado ao ensino superior, como também não possuem nenhuma outra atividade educacional e não trabalham. *Do Bahia Notícias

Pesquisa aponta que professor brasileiro é um dos que mais sofrem intimidação


Foto: Reprodução

Os professores brasileiros são alvo de mais intimidações e lidam em proporção maior com o bullying entre os alunos do que a média internacional, além de perderem mais tempo com atividades não relacionadas ao ensino. É o que mostra a Pesquisa Internacional sobre Ensino e Aprendizagem (Talis, na sigla em inglês), feita pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), com 250 mil professores e diretores de escolas de 48 países ou regiões.

Em média, professores no Brasil usam só 67% do tempo em atividades ligadas ao aprendizado. O restante é dedicado a tarefas administrativas, como a lista de presença, ou para manter a ordem na classe. A relação entre alunos e deles com professores também preocupa. No Brasil, 28% dos diretores dizem ter testemunhado intimidação ou bullying entre estudantes – o dobro da média da OCDE. (mais…)

Bahia tem 2º menor percentual de adultos com nível superior completo do país


Foto: Arquivo CORREIO

A Bahia é um dos líderes nacionais em defasagem/ abandono escolar entre adolescentes e jovens, o que contribuiu para que, em 2018, apenas 1 em cada 10 adultos baianos (10,1%) tivesse concluído um curso universitário, o segundo menor percentual do país, acima apenas do verificado no Maranhão (8,6%). As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (19) pelo Insituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em média, no Brasil, 16,5% das pessoas de 25 anos ou mais de idade tinham curso superior completo em 2018, nível de instrução alcançado por 1 em cada 3 pessoas no Distrito Federal (34,3%) e 1 em cada 5 em São Paulo (21,7%) e no Rio de Janeiro (20,1%).

Na Bahia, o percentual de adultos com nível superior praticamente não mudou entre 2017 (9,9%) e 2018 (10,1%), período em que o estado foi ultrapassado, nesse indicador, por Alagoas (de 8,4% em 2017 para 10,3% em 2018) e Pará (de 9,1% para 10,7%), onde o nível superior completo cresceu de um ano para o outro. O início do percurso escolar na Bahia está muito perto da universalização. Aos 4 ou 5 anos, quando a educação passa a ser obrigatória, pouco mais de 9 em cada 10 crianças baianas estão na pré-escola: 96,8% do total. É a quarta maior taxa de escolarização para essa faixa etária entre os estados brasileiros e está acima da média nacional (92,4%). *Com informações do CORREIO 24H

Analfabetismo cai, mas ainda fica abaixo da meta no Norte e no Nordeste


Foto: Reprodução

A taxa de analfabetismo no Brasil entre pessoas com 15 anos ou mais caiu de 2017 para 2018, segundo dados divulgados hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A redução, no entanto, foi tímida: o percentual, que era de 6,9%, passou para 6,8%. A taxa corresponde a 11,3 milhões de analfabetos. As desigualdades regionais evidenciam o desafio do país em atingir uma meta estabelecida pelo PNE (Plano Nacional de Educação) para 2015, que previa a redução da taxa de analfabetismo para 6,5% naquele ano. Com percentuais elevados de analfabetismo, apenas Norte e Nordeste não cumpriram a meta do PNE. Na primeira região, a taxa de pessoas com 15 anos ou mais que não sabia ler ou escrever em 2018 era de 8%, percentual que se manteve estável em comparação a 2017. Na segunda, a taxa era de 13,9% no ano passado, contra 14,5% no ano anterior –um recuo de 0,6 ponto percentual.

Estudantes de colégio estadual em Aiquara fazem protesto por merenda escolar


Fotos: Jorge Vianna/Giro Ipiaú

Estudantes do ensino médio do Colégio Estadual Luis Eduardo Magalhães, em Aiquara, protestam por melhorias na merenda escolar. Na manhã dessa quinta-feira, 13, os alunos interditaram as entradas do colégio e informaram que não irão às salas de aulas enquanto a direção da unidade escolar não resolver a situação. Conforme relatos de estudantes ao repórter Jorge Vianna, na última quarta-feira, 12, foram servidos de merenda três biscoitos de água e sal para cada aluno. Ainda segundo os estudantes, o problema na qualidade da merenda escolar já se arrasta por um longo tempo e nesse período nenhuma providência foi tomada. “Somos estudantes, merecemos ter o que é nosso por direito”, diz um dos cartazes expostos pelos estudantes no protesto. Até a publicação dessa matéria, a direção do Colégio Estadual Luis Eduardo Magalhães não tinha se pronunciando sobre a manifestação dos alunos. Nossa reportagem tentou contato com o Núcleo Regional de Educação (NRE-22), em Jequié, mas as ligações não foram atendidas. (Giro Ipiaú)

Universidades estaduais aceitam acordo e encerram greve na Bahia


Foto: Divulgação

A greve das universidades estaduais acabou para as quatro instituições da Bahia. Na manhã desta quarta-feira (12), a Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) realizaram assembleia para votar o termo de acordo e decidiram voltar à atividade. À tarde, foi a vez da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) e da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) acatarem. As instituições estavam em paralisação desde o dia 9 de abril. Apesar do acordo, o presidente da associação docente da Uesc, José Luiz de França explicou que oficialmente a greve só estará encerrada após a assinatura do termo de acordo, que deve acontecer na sexta-feira (14).

Professores de universidades estaduais negam ter assinado termo com o governo para encerrar a greve


Greve já dura dois meses.

A coordenadora-geral da Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (Aduneb), Ronalda Barreto, negou, nesta terça-feira (11), que os grevistas tenham assinado um termo com o governo para encerrar a paralisação (ver aqui), que completou no dia 9 de junho dois meses. Segundo ela, uma assembleia da categoria, nesta quarta-feira (12), deve definir se os professores universitários permanecem ou não com os braços cruzados.

“Não foi assinado nenhum termo de acordo. Só se assina termo depois da assembleia”, afirmou Barrreto, em entrevista ao Bahia Notícias. Segundo ela, na reunião com o governo, ficou traçado que, se a greve for encerrada, será instalada uma mesa permanente de negociação 72 horas após o fim da paralisação. Os professores, no entanto, não gostaram de não ter o salário, que foi cortado, reposto de forma imediata. De acordo com Ronalda Barreto, esta medida será ainda conversada com o governo com a apresentação de um calendário de reposição das aulas. *Com informações do Bahia Notícias

Juíza da Bahia manda MEC suspender cortes nas universidades federais


Foto: Reprodução

A Justiça Federal da Bahia mandou o Ministério da Educação (MEC) suspender os cortes em universidades federais. A Universidade Federal da Bahia (Ufba) foi uma das três primeiras do Brasil – ao lado da Universidade de Brasília (UnB) e da Universidade Federal Fluminense (UFF) – a ter verbas bloqueadas pelo MEC. Caso a decisão não seja cumprida no prazo de 24h, haverá uma multa diária de R$ 100 mil.

A decisão é da juíza Renata Almeida de Moura Isa, da 7ª Vara Federal, na Bahia, acolhendo pedido da Aliança pela Liberdade, chapa que comanda o Diretório Central dos Estudantes da Universidade de Brasília (UnB).  “Acolho o pedido de tutela de urgência para determinar a suspensão dos bloqueios realizados pelo MEC sobre as verbas discricionárias do orçamento das universidades federais”, escreveu. A juíza cita “diversas ações populares e ações civis públicas” que tiveram a mesma solicitação.

Professores de universidades estaduais acampam na Secretaria de Educação


Foto: Divulgação Aduneb

Pelo menos 70 professores das universidades estaduais estão acampados, na frente da Secretaria de Educação (SEC), no Centro Administrativo da Bahia (CAB). De acordo com a coordenadora da Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Lílian Marinho, os docentes foram até a SEC, na tarde desta terça-feira (4), protocolar um documento em que explicam as pautas da nova proposta, formulada em assembleias ocorridas na noite de segunda e manhã de terça. Ao chegarem na secretaria, no entanto, os professores das universidades do Sudoeste (Uesb), de Santa Cruz (Uesc) e de Feira de Santana (Uefs), que se uniram aos docentes da Uneb sequer foram recebidos por representantes do governo, segundo Lílian. Ao CORREIO, a professora contou que, quando chegaram no local, por volta de 14h, foram impedidos de acessar o prédio. Pelo menos 40 mil alunos estão sem aulas desde que os professores das universidades estaduais iniciaram a greve, no dia 9 de abril, quando decidiram reivindicar pautas como aumento de salário. *Com informações do CORREIO

Professora de Itagibá é a grande vencedora da categoria ensino fundamental do Prêmio Sebrae de Educação


Foto: Divulgação

A professora Ana Nery, de Itagibá, foi a grande campeã da Categoria Ensino Fundamental do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora e irá para Brasília representar a Bahia. A cerimônia aconteceu na tarde dessa sexta-feira, 01, em Salvador.

Professora Ana Nery.

Dos cinco finalistas do estado, Itagibá foi representada por três professores: Ana Nery, Sérgio Mendes e Eliana Lima. O prefeito Gilson Fonseca parabenizou os professores pela conquista e por elevarem, ainda mais,  o nome e o ensino de Itagibá.

Professores de Itagibá
Desde 2017 a Prefeitura Municipal de Itagibá, através da Secretaria Municipal de Educação mantém uma parceria com o Sebrae, em que os professores participam de um curso de qualificação em empreendedorismo, para depois aplicar nas salas de aula. “Nossos três professores desenvolveram métodos, para incentivar os alunos a gostarem de estudar, a serem empreendedores, como atuar melhor no mercado de trabalho e até a terem um negócio próprio”, explicou Patrícia Miranda, secretária Municipal de Educação, que acompanhou os professores na cerimônia de premiação.

Três professores de Itagibá estão entre os cinco premiados pelo Sebrae na Bahia


Três professores da rede municipal de Itagibá. Foto: Divulgação

Três professores da Rede Municipal de Ensino de Itagibá estão entre os cinco vencedores do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora no Estado da Bahia. Os professores Sérgio Mendes, do Colégio Municipal 14 de Agosto, Ana Nery Calheira, do Grupo Escolar José Fernandes e Eliana Lima, do Grupo Escolar Agostinho Pinheiro, entre os 5 melhores professores empreendedores do estado, num prêmio concedido pelo Sebrae-BA. A premiação aconteceu, na tarde desta sexta-feira, em Salvador.

Desde 2017 a Prefeitura Municipal de Itagibá, através da Secretaria Municipal de Educação mantém uma parceria com o Sebrae, em que os professores participam de um curso de qualificação em empreendedorismo, para depois aplicar nas salas de aula. “Nossos três professores desenvolveram métodos, para incentivar os alunos a gostarem de estudar, a serem empreendedores, como atuar melhor no mercado de trabalho e até a terem um negócio próprio”, explicou Patrícia Miranda, secretária Municipal de Educação, que acompanha os professores na cerimônia de premiação. Os professores agora vão participar da etapa nordestina do prêmio Sebrae, que vai acontecer no próximo mês. *As informações são da Ascom/PMI

Leia também: Professora Ana Nery é a 1ª na categoria ensino fundamental

Bahia é o estado do Nordeste com maior nº de inscritos no Enem e 3º do país


Foto: Reprodução

A Bahia é o estado do Nordeste com maior número de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 e o terceiro do país, segundo informações divulgadas nesta quarta-feira (29) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). De acordo com um levantamento do órgão, o estado teve 395.438 mil estudantes inscritos, ficando atrás apenas de São Paulo, com 816.015 mil participantes, e Minas Gerais, que teve 534.645 mil interessados no exame. Entre as regiões do Brasil, a maior parte dos inscritos está no Sudeste (35,2%), seguido por Nordeste (34,2%), Norte (11,7%), Sul (10,6%) e Centro-Oeste (8,3%). Em todo o país, foram 5,09 milhões de inscrições confirmadas, a menor taxa desde 2010.

Governo fecha acordo com técnicos e analistas de universidades da Bahia e evita greve


Fotos: Paula Fróes/GOVBA

O governo fechou um acordo com técnicos e analisas de universidades estaduais e conseguiu evitar uma greve das categorias. O acordo foi firmado entre representantes do Fórum dos Sindicatos dos Servidores Técnico Administrativos das Universidades Estaduais e o governador Rui Costa (PT) nesta quinta-feira (23), na sede da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

O pacto define a reestruturação da tabela de vencimentos dos técnicos administrativos das quatro universidades estaduais que têm vencimentos abaixo do salário mínimo. No acordo, aceito pelos servidores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), também ficou estabelecido o ajuste do quadro de vagas para permitir a promoção na carreira de 244 servidores dessas duas instituições, sendo 184 da Uneb e 60 da Uesc, entre técnicos administrativos e analistas. (mais…)