Governo fecha acordo com técnicos e analistas de universidades da Bahia e evita greve


Fotos: Paula Fróes/GOVBA

O governo fechou um acordo com técnicos e analisas de universidades estaduais e conseguiu evitar uma greve das categorias. O acordo foi firmado entre representantes do Fórum dos Sindicatos dos Servidores Técnico Administrativos das Universidades Estaduais e o governador Rui Costa (PT) nesta quinta-feira (23), na sede da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

O pacto define a reestruturação da tabela de vencimentos dos técnicos administrativos das quatro universidades estaduais que têm vencimentos abaixo do salário mínimo. No acordo, aceito pelos servidores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), também ficou estabelecido o ajuste do quadro de vagas para permitir a promoção na carreira de 244 servidores dessas duas instituições, sendo 184 da Uneb e 60 da Uesc, entre técnicos administrativos e analistas. (mais…)

Mais de 22 mil professores estaduais são contemplados com progressão de carreira


Foto: Divulgação | Secom

Mais de 22 mil educadores da rede estadual de ensino são contemplados com progressão nos graus da carreira. O anúncio foi nesta segunda-feira, 20, pelo Governo da Bahia, por meio da Secretaria da Educação. A mudança também foi publicada no Diário Oficial deste sábado, 18. Ao todo, serão beneficiados 22.763 professores e coordenadores pedagógicos que concluíram o curso on-line “Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais”, ofertado na modalidade à distância no ambiente virtual da Universidade Federal da Bahia (Ufba).

Com a promoção no grau da carreira do magistério, os educadores tiveram um ganho real de 14% no vencimento básico, divididos entre os anos de 2018 e 2019, sendo que 6% da promoção foram antecipados pela inscrição do modulo II, em setembro de 2018. Também foi anunciado a mudança de padrão por conclusão de cursos de pós-graduação (especialização, mestrado e doutorado) de 754 educadores, sendo 731 professores e de 23 coordenadores pedagógicos.

Mais de 369 mil baianos já estão inscritos no Enem; prazo acaba nesta sexta-feira (17)


As provas serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro.

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 serão encerradas nesta sexta-feira, dia 17, às 23h59. Até a tarde desta quarta-feira, 15,, 369.949 estudantes baianos já haviam se cadastrado para fazer a prova. O número representa 8% do total de 4.642.943 candidatos já inscritos em todo o Brasil. Os dados são do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pela realização do exame. Apesar do número parecer pequeno, se comparado com os inscritos da última edição do exame na Bahia, as adesões, segundo o Inep, seguem dentro da normalidade. Em 2018, o órgão confirmou 398.490 baianos inscritos no Enem. O número de alunos já inscritos para a edição 2019 alcança 94,5% desse total.

A taxa de inscrição para o Enem 2019 é de R$ 85. Quem não obteve ou não pediu a isenção da taxa deverá fazer o pagamento até o dia 23 de maio em agências bancárias, casas lotéricas e Correios. Já os cartões com informações do local de prova para cada aluno chegam nos endereços indicados a partir de outubro. As provas do exame serão aplicadas em dois domingos consecutivos, nos dias 3 e 10 de novembro. *Com informações do CORREIO

Comandante Geral da PMBA elogia colégio de gestão compartilhada em Ipiaú: “Perfeito”


Comandante visitou Ipiaú nessa terça (Foto: Giro Ipiaú)

Em visita à Ipiaú, na tarde dessa quarta-feira, 15, o Comandante Geral da PMBA, Coronel Anselmo Brandão, esteve no Centro Integrado Professor Altino Cosme Cerqueira, onde funciona o ensino de Gestão Compartilhada de Sistema CPM (Colégio da Polícia Militar). O Comandante Geral visitou todas as salas, cumprimentou os alunos e deu um breve discurso sobre a importância dos estudos.

Colégio possui mais de 400 alunos (Foto: Giro Ipiaú)

Em entrevista ao GIRO, o comandante disse ter ficado muito contente com a estrutura do colégio de Ipiaú, que segundo ele, se destaca entre os 50 já implantados na Bahia. “Talvez seja uma das melhores escolas que já visitei, não vou dizer que é a melhor porque vai causar ciúmes em outras prefeituras, mas essa daqui está perfeita, está um brinco, está no padrão”, comentou o Coronel Anselmo Brandão.

Foto: Giro Ipiaú

Antes de visitar o colégio, o Comandante Geral da PMBA esteve na sede da 55ª CIPM. Na visita ao colégio, a Prefeita Maria das Graças e outras autoridades estiveram presentes na unidade escolar. Nossa redação publicará nesta quinta-feira, 16, um vídeo com registros da visita do comandante ao colégio de Gestão Compartilhada com o Sistema CPM, iniciado esse ano no município de Ipiaú, graças a uma parceria da prefeitura local com a Polícia Militar. O projeto tem grandes chances de ser expandido para outras unidades no próximo ano, segundo informou a prefeita Maria das Graças, com o apoio do Comandante Anselmo Brandão.

Enem tem 4,5 milhões de inscritos; prazo de inscrição termina na sexta


Foto: Reprodução

Desde o último dia 6 de abril, 4.547.645 milhões de pessoas já se inscreveram para fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. As inscrições seguem abertas até a próxima sexta-feira (17) pela internet. O balanço do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) contabiliza os inscritos até as 10h dessa quarta-feira. No dia 17 também termina o prazo para solicitar atendimento especializado e específico e para alterar dados cadastrais, município de provas e opção de língua estrangeira. A taxa de inscrição para o Enem é de R$ 85. Quem não tem isenção de taxa deve fazer o pagamento até o dia 23 de maio em agências bancárias, casas lotéricas e Correios. As provas do exame serão aplicadas em dois domingos, nos dias 3 e 10 de novembro. *Agência Brasil

Estudantes podem renegociar Fies com Banco do Brasil pelo celular


Tomador não pode ser alvo de ações judiciais.

Os estudantes que contrataram o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) pelo Banco do Brasil e estão com prestações em atraso podem renegociar os débitos pelo celular. A instituição financeira criou um espaço no aplicativo para formalizar as renegociações. A ferramenta vale para estudantes que contrataram o financiamento até 2017, estão com atrasos acima de 90 dias e não são alvo de ações judiciais. O prazo de contratação vai até 29 de julho. A ferramenta de renegociação de operações do Fies por dispositivos móveis é oferecida em caráter exclusivo pelo Banco do Brasil. Para acessá-la, basta entrar no aplicativo do Banco do Brasil, clicar no menu Solução de Dívidas e escolher a opção Renegociar Fies.

Condições
Por meio da renegociação, o estudante poderá incorporar as prestações em atraso ao saldo devedor, gerando novo valor para a parcela a ser pago até o fim da operação. Caso o período de amortização (pagamento do principal da dívida) seja inferior a 48 meses, o cronograma de pagamento será ampliado até completar esse período. Em troca da adesão, o estudante terá de pagar uma entrada de pelo menos R$ 1 mil ou o equivalente a 10% do saldo consolidado da dívida vencida, prevalecendo o maior valor.

A renegociação exclusiva pelo aplicativo está disponível para as operações com garantia exclusiva do Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC). A ferramenta também pode ser usada pelos clientes com fiador e para os serviços de consulta e de simulação. Nesses casos, porém, o cliente terá de ir a uma agência para concluir a renegociação iniciada no aplicativo.

MEC amplia bloqueio de recursos para a Ufba: corte pode passar de R$ 55 milhões


Foto: Divulgação

A situação financeira da Universidade Federal da Bahia (Ufba) deve ficar mais complicada. Depois de ter R$ 37,342 milhões do seu orçamento de custeio bloqueado pelo Ministério da Educação (MEC), anunciado na terça-feira passada, a instituição sofreu uma nova retenção de recursos no final da semana. Agora, a Ufba informou que terá R$ 55.906.411 a menos para o ano de 2019. Segundo o MEC, porém, o bloqueio é de R$ 50,4 milhões. Esse novo bloqueio – que pode configurar um corte, se não houver uma mudança até o fim do ano – aconteceu na última sexta-feira (3), justamente quando outras instituições, como o Instituto Federal da Bahia (Ifba), notaram um bloqueio na casa dos 30% em seu orçamento de custeio. Só que, com a Ufba, que já tinha sofrido com as restrições de verba, o percentual agora é de aproximadamente 40% na rubrica de funcionamento.

Só no custeio, o bloqueio é de R$ 49.703.394 – essa parte do orçamento é destinada ao pagamento de contas de água, luz, telefone, internet, limpeza e vigilância. Além disso, o orçamento de investimento, que estava bloqueado em R$ 5 milhões, passou a ter um bloqueio de R$ 6,2 milhões. Isso corresponde a 42% do total. O caso da Ufba é delicado: assim como a Universidade de Brasília (Unb) e a Universidade Federal Fluminense (UFF), a instituição foi apontada pelo ministro Abraham Weintraub como uma das três primeiras a receber o bloqueio devido ao alegado baixo desempenho acadêmico e à suposta ‘balbúrdia’ promovida por elas.

Justiça determina que governo da Bahia pague salário de professores em greve


Foto: Divulgação

Os professores das universidades estaduais da Bahia conseguiram reverter, na Justiça, a decisão do governo do Estado de cortar o salário da categoria que está em greve há um mês. Em decisão publicada nesta segunda-feira (6), o desembargador Jatahy Júnior, do Tribunal de Justiça (TJ-BA), concedeu medida liminar para que o estado, em um prazo de 72 horas, efetue o pagamento dos salários do mês de abril de 2019 e eventuais meses subsequentes que tenham sido cortados. Os valores devem ser corrigidos e atualizados. O governador da Bahia, Rui Costa (PT), decidiu cortar o salário dos professores universitários em greve, segundo confirmou ao Bahia Notícias. Os docentes da Uneb (Universidade do Estado da Bahia), Uesc (Universidade Estadual de Santa Cruz), Uefs (Universidade Estadual de Feira de Santana) e Uesb (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia) fazem parte do movimento paredista. Na decisão, o TJ-BA determinou ainda que o estado restabeleça os atendimentos aos docentes pelo Planserv. A cobertura do plano médico estadual teria sido interrompida com o corte de salários.

Após Ufba, institutos federais na Bahia também sofrem cortes de verbas


Campus do IFBA em Salvador — Foto: Divulgação

Após o Ministério da Educação anunciar o bloqueio de 30% da verba das instituições de ensino federais, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IF Baiano) e o Instituto Federal da Bahia (IFBA) confirmaram bloqueio de repasses. Por meio de nota, o IF Baiano informou que ficou ciente do corte desde a última terça-feira (30), após o bloqueio automático do governo federal. Já o reitor do IFBA, Renato da Anunciação Filho, contou que o bloqueio do dinheiro destinado à instituição foi notado nesta sexta-feira, através do sistema do governo federal pelo qual os diretores têm acesso às informações sobre as verbas das instituições de ensino.

“Até ontem, não tinha nada no sistema. Esse corte impacta em ações prioritárias, como vigilância, limpeza e recepção. Acredito que teremos que reduzir a vigilância em quase 50%”, contou o reitor. O corte de repasses às instituições federais virou o centro de polêmica no país, após o ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciar em entrevista ao Estado de São Paulo que iria cortar recursos de universidades federais que apresentassem desempenho acadêmico fora do esperado e, ao mesmo tempo, estivessem promovendo “balbúrdia”.