Série B: Doce Mel perde primeira partida da final do Baianão


Foto: Giro Ipiaú

Jogando em casa, no estádio Pedro Caetano, diante de mais de 1.700 torcedores, o time do Doce Mel Esporte Clube perdeu a primeira partida da final da Série B do Baianão. A equipe ipiauense saiu na frente aos dez minutos do primeiro tempo, com gol de Adnael Secão.

Foto: Giro Ipiaú

Aos 16 minutos, Jonas empatou para o Olímpia. Jonas novamente marcou aos 45 minutos do segundo tempo e garantiu a vitória do Olímpia, que sai de Ipiaú com uma vantagem para o jogo seguinte, no domingo, 26, no estádio de Pituaçu, em Salvador. As duas equipes já tinham se enfrentado outras duas vezes no campeonato, ambas as partidas tinham terminado em 1X1. O Campeão da Série B garantirá uma vaga na elite do Campeonato Baiano em 2020.

O Jogo/por Romário Henderson

Foto: Giro Ipiaú

O time do Doce Mel começou o jogo ligado, impondo seu ritmo de jogo e logo abriu o placar com o atacante Adnael Secão, depois de vacilo da defesa do Olímpia. O gol explodiu as arquibancadas do Pedrão, e a equipe continuou bem na partida, marcando muito bem, sobretudo o meia Bida, com Joedson Bola e Ninho alternando a marcação. O Olímpia sentiu a necessidade de acordar e começou a ficar mais com a bola, e depois de linda enfiada do atacante Chorinho, o meia Jonas entrou livre, nas costas do lateral esquerdo Paulinho, bateu firme e empatou o jogo.

Anael Secão comemorando gol (Foto: Giro Ipiaú)

O Olímpia empatou e recuou, todos atrás da linha da bola, e o Doce Mel rodava a bola em busca de espaços. Em linda jogada de Gustavo e Marcelo Pano, o centroavante deixou Pano em boas condições, totalmente livre, na pequena área, mas ele chutou muito mal, jogando por cima do gol. Ao Doce Mel, duas carências que prejudicaram o time: falta de apoio dos laterais como opção para a criação de jogadas e a ausência de um meia armador para fazer a distribuição das jogadas. O capitão Azevedo errou mais do que o normal, inclusive nas cobranças de bolas paradas, enquanto isso, o jovem Joadson Bola não sentiu o jogo e esteve bem, além de Adnael Secão que foi o melhor do Doce Mel no primeiro tempo, não só pelo gol, mas sempre que acionado, conseguir dar continuidade nas jogadas com todo seu perfil driblador.

Foto: Giro Ipiaú

No segundo tempo o ritmo das duas equipes caíram, o Olímpia no seu jogo de bom toque de bola tentava envolver o Doce Mel, ao passo em que o time ipiauense tinha dificuldades de chegar ao ataque. Com a entrada do lateral direito Alaba, o Olímpia fazia algumas boas variações, com o volante Paulinho trocando de posição com Alaba, mas forma geral, o rendimento técnico das duas equipes caiu, deixando o jogo morno.

Foto: Giro Ipiaú

Já no finzinho, o atacante Chorinho fez jogada individual, passando por dois adversários, chutou forte e o goleiro Lupita fez uma defesaça, salvando o Doce Mel. Mas a ducha de água fria veio quando em lance estranho de bate rebate na área, o meia Jonas, canhotinho, bateu no alto e virou o jogo, selando a vitória do time do Olímpia, que no jogo da volta, terá a vantagem do empate. Ao Doce Mel caberá vencer o jogo. Se o fizer por um gol de diferença, levará a decisão para os pênaltis. Caso vença por dois ou mais, fica com o título. A vantagem do Olímpia é considerável, mas o confronto continua em aberto.

Foto: Giro Ipiaú

Ficha técnica
Doce Mel: Lupita, Fieta, Andresson, Herberth e Paulinho; Joedson Bola (Keu), Ninho, Alessandro Azevedo; Marcelo Pano (Menso), Adnael Secão (Luiz Felipe) e Gustavo.
Olímpia: Vitor, Rafael (Alaba), Sérgio Baiano, Jefferson, Williams Luz; Marcelo Chaves (Diego Lopes), Paulinho, Jonas e Bida (Caique); Chorinho e Eduardo.

Doce Mel e Olímpia iniciam neste domingo decisão por vaga na elite do Baianão


Equipes já se enfrentaram duas vezes na competição (Foto: Giro Ipiaú)

*Do A Tarde

Doce Mel e Olímpia começam a decidir neste domingo, 19, o título da divisão de acesso do Campeonato Baiano. No mando de campo do Doce Mel, o estádio Pedro Caetano, em Ipiaú, às 15h, os times fazem a primeira partida da final, que decidirá vaga na elite do Baianão-2020. Nos dois confrontos pela fase de classificação, os finalistas empataram duas vezes em 1 a 1. “Essa partida será um tira-teima”, concluiu o diretor administrativo do Doce Mel, Rodrigo Andrade. Ele relatou que a cidade está animada e os cerca de 2.300 lugares no estádio serão insuficientes para toda a torcida local. “O ingresso é R$ 20 e a gente ainda dá uma camisa do time. Não só de Ipiaú, mas muitas pessoas das regiões de Jequié, Ibirataia, Jitaúna e Ubatã pediram reserva de ingressos. Mas quem ficar do lado de fora do estádio vai poder assistir à partida pela televisão”, tranquilizou Andrade. A TVE transmite o confronto.

Estádio deve chegar a lotação máxima neste domingo (Foto: Giro Ipiaú)

Ao contrário do Olímpia, estreante na Série B e (se for campeão também vai estrear na Série A), o Doce Mel já tem um histórico, mas com o nome antigo: Atlanta, que era sediado em Jequié. jogou na Segunda Divisão. O clube já chegou a jogar a elite estadual e havia disputado a 2ª Divisão pela última vez em 2008. “O dono da equipe, Alípio Oliveira, ainda não tinha conseguido transferir o nome da empresa de polpa de frutas para Doce Mel, e optou por colocar Atlanta”, explicou o diretor. Andrade contou, ainda, que para o torneio deste ano o clube-empresa formou uma base com atletas do Jacobina. “Trouxemos 14 jogadores do time e alguns do Intermunicipal para formar a base”, informou. O clube tem folha salarial de R$ 50 mil por mês. (mais…)

Experiência e espírito vencedor de Elias Borges contagiou elenco do Doce Mel


Foto: Divulgação

Crônica/Por Romário Henderson

Elias Borges não foi a primeira opção para comandar o Doce Mel Esporte Clube, chegou após a precoce demissão do técnico Paulo Salles, em um momento de instabilidade do clube, que frequentava a parte de baixo da tabela, embora embolado com outras três equipes. Elias tinha cinco partidas para colocar o time na final, cinco jogos em que ele autodenominou cinco finais. Sua experiência em acessos e ótimos trabalhos em outras equipes, além de seu espírito vencedor, foram um divisor de águas para dar uma injeção de ânimo no elenco, que reagiu favoravelmente.

O retrospecto de três vitórias e dois empates credenciaram o Doce Mel a disputar uma inédita final, cujo acesso é plenamente possível. Com Elias, o time fez mais gols, foram oito no total, e sofreu metade, apenas três, média de menos de um gol sofrido por jogo. Seus viés ofensivo, sua coragem nas alterações, sua audácia em ver o time ser contundente não desequilibrou a defesa, que esteve quase impecável sob o seu comando. Elias Borges tem o grupo nas mãos. Os atletas demonstram confiança em seu trabalho e em suas orientações. O time está coeso, bastante concentrado e focado para alcançar o objetivo.

Foi com Elias que o Doce Mel venceu jogando fora de casa; marcou três gols em um mesmo jogo; corrigiu o problema da lateral esquerda; e é com ele que o acesso à primeira divisão está às portas para acontecer. Como um treinador que tem as costas largas e sabe como é o futebol, deverá blindar os jogadores do frenesi da torcida, para que o grupo mantenha os pés no chão, e com humildade e respeito pelo adversário, consiga cumprir o seu papel e, ao final, trazer o título e a ascensão à elite para todos os apaixonados torcedores ipiauenses.

Doce Mel vence e está na final da Série B do Baianão


Foto: Tesouras Noticias

A equipe do Doce Mel venceu o time do Canaã pelo placar de 1 a 0, gol marcado pelo atacante Adnael Secão, no segundo tempo.  O resultado de 1 a 0 colocou o Doce Mel na final da Série B do Baiano, isto porque em Cachoeira, Cajazeiras e Unirb empataram por 0 a 0. A final será disputada contra o Olímpia. O primeiro jogo será no Pedro Caetano, no próximo domingo, 19, às 15h.

O jogo/por Romário Henderson

O time ipiauense controlou todo o jogo, teve mais a bola, trabalhou bastante pelos lados, sobretudo com Fieta, que fez um grande primeiro tempo. O Canaã foi uma equipe bastante inofensiva, chegou esporadicamente ao gol de Lupita, que de forma geral, não teve muito trabalho. Keu e Rayllan foram substituídos no intervalo, dando lugar a Menso e Adnael Secão. Elias Borges colocou a equipe pra frente, e surtiu efeito. Adnael Secão, em lance individual, recebeu a bola próximo à linha da grande área, cortou pra dentro, trouxe a bola para a perna boa e bateu rasteiro no canto esquerdo do goleiro do Canaã, que nada pôde fazer. A segunda partida seguida em que Secão entra no segundo tempo e deixa a sua marca. Gostaria de registrar o belíssimo trabalho realizado pelo técnico Elias Borges. Foram cinco jogos, com três vitórias e dois empates. O time chega muito motivado e com a confiança elevada para esta final. A propósito, o Doce Mel foi a única equipe em que o Olímpia não conseguiu vencer. Sem dúvida, de Salvador vem muito respeito para com a equipe ipiauense. (Giro/Romário Henderson)

Adnael Secão elogia o técnico Elias Borges e comenta seu crescimento no Doce Mel


Adnael Secão em entrevista ao radialista Sandro Sertão.

Adnael Santos, 24 anos, características principais: velocidade e habilidade. Para alguns, sujeito desconhecido, mas quando falamos “Secão”, apelido como é conhecido no meio do futebol, o torcedor ipiauense e ademais derramam elogios ao atleta, que vem numa crescente, sendo muito útil e importante para o Doce Mel. Adnael Secão conversou com Romário Henderson, comentarista do GIRO, falando sobre o bom momento dele e do clube nessa reta final de Série B do Campeonato Baiano. Segue o bate papo exclusivo. (mais…)

Doce Mel vence o Galícia em Salvador


Foto: Divulgação

Com gols de Kekeu e Adnael (Secão), o Doce Mel bateu o Galícia por 2 a 0 na partida da tarde desse sábado, 04, no estádio de Pituaçu, em Salvador. Com a vitória, o time ipiauense foi a 15 pontos e ficou em 3º lugar na tabela.  Neste domingo, 5, o UNIRB venceu o Olímpia por 1 a 0.  Já o Canaã e PFC-Cajazeiras empataram em 2 a 2. O Doce Mel agora precisa vencer no próximo domingo, 12, o Canaã e torcer por resultados negativos do Unirb e PFC Cajazeiras. A partida da equipe ipiauense será no estádio Pedro Caetano. As duas equipes que mais pontuarem se enfrentarão na final que vale o acesso à primeira divisão do Campeonato Baiano. O Olímpia já está com vaga garantida na final.

Cadeirante de Ipiaú termina em 3° lugar em corrida rústica de Bom Jesus da Lapa


Jacson Silva ficou em 3º lugar.

O cadeirante Jacson Silva, de Ipiaú, conseguiu alcançar o seu segundo pódio em sua segunda corrida como maratonista na categoria cadeirante. Depois do terceiro lugar na meia maratona do descobrimento, em Porto Seguro, Jacson voltou a ser terceiro colocado, desta vez na 7ª corrida rústica de Bom Jesus da Lapa, competição de alto nível que reúne atletas de várias partes do Brasil.

Essa foi a 2ª competição de Jacson.

Mesmo sem uma cadeira de rodas profissional, Jacson tem se desdobrado e logrado resultados relevantes. “Estou muito feliz pelo resultado. Minha cadeira de rodas é aro 24, os demais competidores estavam com cadeira com aro 29, mesmo com essa desvantagem, pude fazer uma boa prova e terminar no pódio”, disse Jacson. O atleta voltará a disputar uma nova maratona no próximo dia 05 de maio, na cidade de Juazeiro, norte da Bahia. Vale ressaltar que Jacson não tem patrocinador. Os custos das viagens são arcados por ele próprio e com ajuda de alguns amigos. (Giro/Romário Henderson)

Rua da Banca e Cidreira estreiam com vitória na Copa dos Campeões


Vicente Júlio Aragão 1×2 Rua da Banca.

Ipiaú – A segunda rodada da Copa dos Campeões teve uma ótima média de gols e um duelo de tirar o fôlego. O jogo que abriu os trabalhos entre Vicente Júlio Aragão (Corote) e Rua da Banca teve muita emoção. O Vicente Júlio Aragão saiu na frente com gol de falta do meia Gazinho, ele que é da cidade de Jitaúna, e saiu vencedor no primeiro tempo. Na etapa final, a Rua da Banca, que montou um time estelar, reagiu bem, e virou o jogo com dois gols do atacante Fofão, confirmando a vitória de sua equipe.

Cidreira goleou o ACM.

No outro jogo, a competitiva equipe da Cidreira goleou o frágil time do ACM pelo placar de 4 a 0. A Cidreira mais uma vez chega forte para a disputa, com um time de qualidade e duro de ser batido. A próxima rodada acontecerá na nesta quarta-feira, 01, feriado do dia do trabalhador, a partir das 8h. (Giro/Romário Henderson)

Ibirataense é convocado para a Seleção Brasileira de futebol Sub-18


O ibirataense André Trindade (17), do distrito de Algodão foi convocado pelo técnico André Jardine nesta sexta-feira (26) para a Seleção Brasileira de futebol Sub-18. Jardine em sua primeira convocação como técnico da Seleção Brasileira relacionou 27 jogadores para a Seleção Sub-18, formada apenas por atletas nascidos em 2001. André é natural de Algodão, volante titular e capitão do Fluminense/RJ na categoria juvenil e tem se destacado em jogos pelo time. Antes do tricolor carioca, onde vem integrando as categorias de base há quatro anos, André passou pouco mais de um ano pela base do Bahia. Familiares e amigos da comunidade algodãoense receberam com muita alegria a notícia da convocação de André para defender as cores da Seleção Brasileira. O garoto iniciou a prática do futebol na escolinha Futuro Certo, no Distrito de Algodão. *As informações são do Tesouras Notícias

Doce Mel recebe Unirb neste domingo no estádio Pedro Caetano


Foto: Divulgação

Jogo de seis pontos. Confronto direto. É assim que está sendo classificado o duelo decisivo entre Doce Mel x Unirb. A Unirb, com um ponto a mais que o Doce Mel, sabe da importância de um bom resultado para seguir adiante rumo ao objetivo. Da mesma forma, o Doce Mel reconhece o peso do confronto e da necessidade de sair com a vitória, que a depender de uma possível combinação de resultados, que seria seu triunfo somado a um tropeço do PFC Cajazeiras, pode terminar a rodada na segunda colocação, isto é, dentro da zona de classificação para a fase final. A bola rola neste domingo, 28, às 15h no estádio Pedro Caetano. (Romário Henderson/Giro)

Professor Ricardo Tannus participa de evento da Team Carvalho na Alemanha


É a segunda vez que o Ipiauense participa do evento como professor convidado.

O Professor de Jiu Jitsu Ricardo Tannus participou, entre os dias 18 a 21 de abril, do “Team Carvalho World Convention 2019” na cidade de Braunshausen, na Alemanha. É a segunda vez que o ipiauense participa do evento como professor convidado, ao lado de outros membros da equipe Team Carvalho, pela qual foi formado e sempre a representou. O evento tem a organização da Aktion Mensch que representa a Team Carvalho na Alemanha.

Ricardo Tannus entre Edson Carvalho e Ricardo Carvalho.

A equipe Team Carvalho, cujos mestres são os irmãos Ricardo e Edson Carvalho, ambos faixa coral, já formou muitos campeões e continua formando, com destaque recente da campeã Amanda Nunes que, ao receber seu primeiro cinturão no UFC, dá os créditos especiais ao sensei Ricardo Carvalho por ter ajudado na sua conquista.

Na volta ao Brasil, a equipe ainda visitou jiujiteiros portugueses, na cidade de Lisboa.

Junto com a equipe, Ricardo Tannus ministrou aulas de Jiu-Jitsu e Submission para crianças e adultos, oriundos de diversos países. O Sensei Edson Carvalho, um dos mais antigos discípulos do lendário Carlson Gracie, que mora nos EUA e atua em academia própria, também esteve presente abrilhantando o evento. Na conexão, de volta ao Brasil, a equipe foi ainda convidada a partilhar seus conhecimentos com alguns jiujiteiros portugueses, em um seminário na K Fitness Studio, cidade de Lisboa.

Atleta ipiauense é campeão municipal em Morro do Chapéu


Albérico vem ganhando seu espaço no cenário baiano (Foto: Divulgação)

O lateral direito Albérico, de Ipiaú, conquistou o título do forte Campeonato Municipal de Morro do Chapéu, defendendo a equipe do AZUUP, que foi bicampeão da competição. O tradicional certame conta anualmente com a participação de vários atletas renomados do futebol amador da Bahia, o que torna o campeonato ainda mais valorizado e respeito no estado. Após defender a Seleção de Euclides da Cunha na edição passada do Intermunicipal, Albérico vem ganhando seu espaço no cenário baiano. Com características ofensivas, Albérico é daqueles laterais que não se intimida, gosta de partir pra cima, explorar tanto o corredor quanto a diagonal, procurando a assistência ou até mesmo a finalização. É muito provável que este ano ele defenda a Seleção de Cachoeira, que será treinada pelo técnico Zé Carijé, na disputa do Intermunicipal. (Giro/Romário Henderson)

Davi de Souza e Alto da Carolina estreiam com vitória na Copa dos Campeões


Competição acontece no Campo da Baixada (Foto: Reprodução)
Ipiaú – Foi dado o pontapé inicial para a Copa dos Campeões, tradicional competição realizada na área de lazer Mané Grande (campo da baixada). Mais uma vez o desportista Denis Barão está à frente deste campeonato, recebendo o importante apoio do vereador Orlando Santos e da prefeitura municipal, representada pelo diretor de esportes, Givaldo Nascimento. O time da Davi de Souza montou um elenco estelar, chega forte para a disputa do título e venceu com facilidade a Avenida Getúlio Vargas pelo placar de 3 a 0. No outro jogo, que foi bem mais equilibrado, o Alto da Carolina venceu o Bairro Novo por 1 a 0. Jogo de tempos distintos, em que o Bairro Novo foi melhor no primeiro tempo e o Alto da Carolina melhor no segundo tempo. A alta temperatura desgastou sobremaneira os atletas. A Copa dos Campeões prossegue no próximo domingo, 28, com mais dois jogos. (Giro/Romário Henderson)

Equipes de Coaraci e Itajuípe vencem a sexta edição do Grand Prix Itagibá de Handebol


Competição aconteceu no Ginásio de Esportes César Borges.
O Feriado prologando em Itagibá foi movimentado, no que diz respeito a esporte. Aconteceu no Ginásio de Esportes César Borges a sexta edição do Grand Prix Itagibá de Handebol 2019. O evento contou com a participação de nove equipes, quatro femininas e cinco masculinas das cidades de Coaraci, Santo Antônio de Jesus, Dario Meira, Itajuípe e Santa Luzia, que disputaram entre sexta-feira e domingo o título da competição. Na categoria feminina a equipe CHBI / Itajuípe foi a Campeã. Itagibá ficou com o vice-campeonato. A jogadora Maile, do CHBI / Itajuípe foi eleita a melhor goleira da competição e Franciele de, Itagibá, melhor jogadora. No masculino a equipe de Coaraci foi a grande campeã e a de Santa Luzia ficou e segundo lugar. Itagibá terminou em terceiro. Ronny, de Coaraci, foi eleito o melhor do Grand Prix e Gabriel, de Santa Luzia, o melhor jogador. – Evento de grande importância para o desenvolvimento do esporte local, sobretudo o Handebol. Este o intercâmbio com equipes de outras cidades foi muito enriquecedor para nossos atletas, completou Rodrigo Roberto, secretaria municipal de Esporte e Lazer. *Ascom-Itagibá

Técnico Salles minimiza demissão do Doce Mel e diz que houve incompatibilidade de idéias


O assunto da demissão do técnico Paulo Salles, do time do Doce Mel, vem se repercutindo muito entre os desportistas, afinal, em tão pouco tempo de trabalho e vindo de um importante resultado, parando o único time que tinha 100% de aproveitamento, o que eleva significativamente a confiança da equipe, o que teria acontecido para a demissão de Salles? Em contato com o treinador, o repórter e comentarista Romário Henderson, ouviu de Salles palavras concisas e muita resignação. “Houve incompatibilidade de idéias. Eu recebi mais de duas propostas antes de me apresentar, mas como tinha dado a minha palavra que viria ao Doce Mel, procurei cumprir”, explicou ele. Lembrando que uma das coisas que Salles vinha pedindo era mais quatro ou cinco contratações, chegaram mais três até o momento. Essa pode ser uma das coisas de contrito, mas ainda é especulação por nenhuma das partes confirmar. Indagado se estava arrependido de ter aceitado a proposta do Doce Mel, Salles preferiu não criar polêmica. “Acho que não. Tudo tem um propósito. Do ponto de vista financeiro me arrependo, porque uma das propostas era muito boa, muito boa mesmo, mas vida que segue, tenho certeza que logo aparecerá alguma coisa”, disse Salles. Ainda não se sabe exatamente qual foi a questão que causou discordância entre comissão técnica e diretoria, e sobre isso, Salles disse que preferia não expor agora, mas “que em outro momento poderia conversar”. Às vésperas de mais uma partida importante contra o Olímpia, o Doce Mel está sem treinador. Informações extra oficiais dão conta de que o técnico Elias Borges, que esteve no comando do Vitória da Conquista na primeira divisão, é o nome da vez. (Giro/Romário Henderson)