Mortes por problema no coração crescem 32% na pandemia


Foto: Divulgação

Num cenário de pandemia onde todas as atenções estão voltadas para as doenças respiratórias por conta da Covid-19 médicos se preocupam também com doenças do coração. É que durante a pandemia as mortes por doenças cardíacas cresceram 50% no país em relação ao ano anterior. Se comparadas as mortes em casa, quando o paciente não busca tratamento, o crescimento de mortes por causas do coração também foi significativo. Entre 16 de março e 31 de maio 15.870 pessoas morreram de doenças cardíacas antes de chegar ao atendimento médico neste ano. No mesmo período do ano passado foram 11.997, um aumento de 32%.

Na Bahia, até o mês de agosto, uma média de duas mortes por por doenças cardíacas a cada hora foi registrada. Dados obtidos pelo CORREIO junto à Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), indicam que 11.500 pessoas morreram por doenças cardiovasculares no estado nos primeiros meses de 2020. Em todo ano passado foram 20464 mortes na Bahia por esse mesmo motivo. Leia mais no CORREIO

Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais


Foto: Reprodução

Um estudo conduzido por um grupo de 17 cientistas indica que o novo coronavírus Sars-Cov-2, responsável pela pandemia de covid-19, é capaz de infectar células neurais. Os pesquisadores alertam para o risco de danos no sistema nervoso central de infectados.

O trabalho foi conduzido através de uma parceria entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino. Os resultados do estudo estão disponíveis no portal bioRxiv, que se dedica à publicação de artigos em modalidade preprint. São trabalhos que ainda não foram revisados por outros cientistas. Assim, o estudo ainda deverá ser submetido a uma avaliação externa.

Os pesquisadores analisaram o tecido neural de uma criança que morreu em decorrência da covid-19. Como em outras pesquisas, não se detectou a presença do novo coronavírus na massa encefálica. No entanto, o Sars-Cov-2 foi encontrado no revestimento de células neurais que estão na caixa craniana. Leia mais no CORREIO

Recadastramento do SUS em Ipiaú segue até 30 de setembro


Foto: Reprodução

Até o dia 30 de setembro é o prazo para que os moradores de Ipiaú realizem o recadastramento do SUS. A Secretaria de Saúde do município disponibilizou um link na internet (clique aqui) e as unidades básicas de saúde de Ipiaú para os moradores realizarem o procedimento. Os munícipes deverão informar RG ou certidão de nascimento, CPF ou cartão SUS e o comprovante de residência. Toda a população deve ser recadastrada, mesmo quem tem plano de saúde ou use dos serviços do SUS com pouca frequência.

Praticar atividade física pode ajudar a combater a covid-19


Foto: Reprodução

Não é de hoje que se fala dos benefícios do exercício físico para a saúde e o bem estar das pessoas. E em meio à pandemia provocada pelo novo coronavírus, se exercitar se tornou ainda mais importante. Afinal, dois dos maiores representantes dos grupos de risco são pessoas com obesidade e diabéticos. Sabemos que pessoas com excesso de peso apresentam maior risco para formas graves da COVID19. E essa condição está presente em aproximadamente 55% da população brasileira.

No caso da obesidade, a prática regular de atividades físicas ajuda a promover a redução de peso e das taxas de gordura. Já no caso dos diabéticos, treinar ajuda a equilibrar as taxas de glicose no sangue. “Em ambos os casos, praticar atividade física de forma regular vai melhorar a qualidade de vida das pessoas, manter a imunidade mais forte e, consequentemente, reduzir o impacto de uma possível crise pelo coronavírus”, explica Guilherme Reis, Coordenador Geral da Rede Alpha Fitness.

A maior rede de academias do Norte e Nordeste do Brasil já está de portas reabertas após autorização das gestões municipais de Salvador, Lauro de Freitas e Vitória da Conquista, onde inaugurou recentemente. E os treinos têm sido realizados atendendo a um protocolo completo de segurança. “Os alunos já voltaram, estavam ansiosos para retornar às suas rotinas de exercícios. O protocolo de segurança tem sido seguido à risca, com hora marcada, quantidade pré definida de alunos por hora e todos os elementos necessários para que a Alpha possa, de fato, contribuir para o bem estar das pessoas”, explica Guilherme.

Brasileiros com menor renda consomem mais arroz e feijão e menos industrializados


Foto: Reprodução

Arroz, feijão, pão francês, farinha de mandioca, milho e peixes frescos estão mais presentes na mesa das pessoas com renda mais baixa do que na daqueles com renda mais alta. Já a maioria das frutas e produtos industrializados teve maior frequência nas classes de rendimento maior. Os dados são da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2017-2018: Análise do Consumo Alimentar Pessoal no Brasil, divulgada na semana passada pelo IBGE.

O gerente da pesquisa, André Martins, explica que embora haja diferença na frequência de consumo de arroz e feijão entre as pessoas de classes de rendimento diferentes, esses produtos ainda são bastante presentes na dieta dos brasileiros em geral. Mas na classe de rendimento mais baixa a quantidade consumida é maior. “Já os produtos industrializados, que têm valor de mercado maior, são mais encontrados nas famílias de rendimento per capita mais alto”, afirma. (mais…)

China recomenda uso da cloroquina no combate ao coronavírus


Foto: Reprodução

Órgão responsável pelas diretrizes da saúde pública da China, a Comissão Nacional de Saúde divulgou na última quarta-feira (18) novas diretrizes para o tratamento de pacientes com Covid-19. Entre as medidas recomendadas, está o uso da cloroquina, medicamento que combate a malária, que foi amplamente defendido pelo presidente Jair Bolsonaro como uma ferramenta de combate à doença, mas recebeu forte resistência da imprensa, pela falta de comprovação científica irrefutável da eficácia do remédio contra o SARS Cov-2.

É a primeira vez que a China, país onde se iniciou a pandemia do novo coronavírus, muda oficialmente o “guia” que cria a política de tratamento da doença desde o dia 3 de março. No entanto, a hidroxicloroquina, medicamento semelhante à cloroquina, não é recomendado pela comissão chinesa. A informação, publicada pelo jornal South China Morning Post, é de que a nova lista inclui também outros medicamentos como Lopinavir; Ritonavir e Interferon.

Bahia é único estado do Nordeste a testar vacina contra Covid-19


Foto: Reprodução

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, explicou, em entrevista à TV Bahia nesta quarta-feira (12) como está o andamento dos testes das vacinas experimentais contra a Covid-19 no estado. Atualmente, são testadas vacinas produzidas pela empresa alemã Pfizer e pela americana de Oxford.

“Nós temos aqui na Bahia, hoje, já em andamento, dois protocolos de investigação para vacina de Covid-19. Um no Hospital Santo Antônio, que testam a vacina alemã que foi adquirida pela Phizer. São duas vacinas diferentes. Vamos testar inicialmente mil pacientes. As aplicações começaram ontem, e há uma previsão de poder evoluir até 5 mil sujeitos de pesquisa incluídos nesse estudo. A outra é de Oxford, também americana, sendo testada no [hospital] São Rafael”, disse Vilas-Boas

Nesta quarta, a revista científica “Nature”, uma das mais importantes do mundo, mostrou resultados preliminares da vacina das farmacêuticas BioNTech e Pfizer, que apontam que ela induziu uma resposta imune “robusta” e não teve efeitos colaterais graves em voluntários adultos. *Com informações da TV Bahia

Policlínica Regional de Jequié será reaberta no dia 04 de agosto


Foto: Reprodução/BCNews

A Policlínica Regional de Jequié será reaberta no próximo dia 4 de agosto. A decisão foi tomada em reunião virtual do Consórcio Público de Saúde da região de Jequié, nesta quarta-feira (22jul20). A volta das atividades da Policlínica Regional de Jequié ocorrerá três meses após as medidas restritivas adotadas pelo governo baiano contra o avanço da pandemia da Covid-19 na região.

Segundo o blog jequieeregiao, prefeitos e prefeitas consorciados deliberaram pelo retorno dos serviços de saúde do órgão, mas com sua capacidade de atendimento reduzida para evitar possíveis aglomerações. Também serão adotadas medidas para manter o distanciamento social, o uso obrigatório de máscaras, disponibilização de álcool gel, além de testagem de todos os funcionários e usuários.

Ivermectina agora só com receita médica, determina Anvisa


Foto: Reprodução

Utilizada por muitas pessoas até como forma de prevenção à Covid-19, apesar de não haver comprovação científica, a ivermectina só poderá ser comprada mediante apresentação da receita médica. Em decisão publicada no Diário Oficial nesta quinta-feira (23), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária incluiu o vermífugo na lista de medicamentos controlados. A medicação está em falta nas prateleiras depois que começou a ser comprado como preventivo para a covid-19 –sem que haja evidências científicas de sua eficácia para isso. O remédio é vendido em lotes com 4 comprimidos e custa cerca de R$ 30. A regra vale enquanto durar a pandemia. Agora, a ivermectina se soma ao rol que inclui a hidroxicloroquina e nitazoxanida.

Rui Costa descarta, em curto prazo, instalação de UTI no HGI


Foto: Giro Ipiaú

Atendendo a cerca de 15 municípios da microrregião, o Hospital Geral de Ipiaú segue sem previsão de ter uma Unidade de Tratamento Intensiva (UTI). Durante visita à Ipiaú, nesta segunda-feira (20), e respondendo ao questionamento do GIRO, o governador Rui Costa explicou: “Uma UTI não são só equipamentos, não é só mais um espaço de ampliação do hospital. UTI é um serviço. O fundamental e principal de uma UTI não é o espaço físico, não são os equipamentos. O problema maior chama-se pessoal, principalmente equipe de profissionais médicos”, justificou, alegando a falta de mão de obra especializada no interior da Bahia. Rui ainda completou: “Não há no horizonte de curto prazo, a previsão de colocação de UTI aqui em Ipiaú”. O governador anunciou que o Hospital Geral de Ipiaú passará por ampliações visando melhorias no atendimento. *Redação/Giro Ipiaú

Secretária de Saúde recebe Moção de Aplausos da Câmara Municipal de Ipiaú


Secretária de Saúde – Laryssa Dias

Acatando indicação do vereador Orlando Santos -PP- a Câmara de Vereadores de Ipiaú, pela unanimidade dos seus membros, aprovou uma Moção de Aplausos para a Secretária Municipal de Saúde, Laryssa Dias, em decorrência do extraordinário trabalho que mesma, juntamente com sua equipe, vem realizando neste município, especialmente no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

Moção de Aplausos foi entregue pelo vereador Orlando.

O documento foi entregue à secretária na manhã de ontem, segunda-feira, 13, pelo autor da proposta. Na oportunidade, Orlando Santos destacou que a secretária tem atuado com muito profissionalismo, dedicação e amor pela população ipiauense e não vem medindo esforços para intensificar o combate à pandemia. Dentre outras ações da secretária no enfrentamento à pandemia o vereador destaca o serviço de testagem em massa da população, o que coloca Ipiaú como uma referência no estado.

Foto: Divulgação

Graduada em enfermagem pela Universidade Católica do Salvador (UCSAL), Laryssa Andrade Santos Fernandes Dias, 34 anos, é natural de Salvador e tem uma vasta experiência profissional. Há 10 anos atua no SUS. É especialista em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e trabalhou como coordenadora de atenção básica e enfermeira de unidade básica de saúde da família.

Laryssa já exerceu o cargo de Secretária de Saúde no município de Ribeira do Pombal e a convite da prefeita Maria das Graças assumiu a gestão da Secretaria de Saúde o Município de Ipiaú, no dia 17 de janeiro deste ano. Ela assegura que conta com uma equipe capacitada e bem entrosada o que facilita o trabalho em desenvolvimento. Também salienta a boa acolhida que teve nesta cidade e que a prefeita Maria das Graças tem sensibilidade pelas causas da saúde e investe no setor. (Giro/ José Américo Castro).

OMS diz estar revisando possibilidade da covid-19 ser transmitida pelo ar


Foto: Reprodução

A Organização Mundial da Saúde (OMS) está revisando um artigo que sugeriu que as orientações da agência sobre o novo coronavírus precisam ser atualizadas, depois que alguns cientistas disseram ao New York Times que há evidências de que o vírus pode ser transmitido por pequenas partículas no ar. A OMS diz que a Covid-19 se espalha principalmente através de pequenas gotículas que são expelidas do nariz e da boca quando uma pessoa infectada tosse, espirra ou fala, e rapidamente caem no chão.

No entanto, em uma carta aberta à agência sediada em Genebra, 239 cientistas de 32 países descreveram as evidências que dizem mostrar que partículas menores exaladas podem infectar as pessoas que as inalam, informou o jornal no sábado. Como essas partículas menores podem permanecer no ar por mais tempo, os cientistas –que planejam publicar suas descobertas em uma revista científica nesta semana– estão pedindo à OMS que atualize suas orientações, disse o NYT.

Anvisa autoriza testes para outra vacina contra covid-19


Medicamento será o segundo do tipo a ser testado no Brasil.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a empresa chinesa Sinovac Biotech a realizar testes para uma nova vacina contra o novo coronavírus. O teste da vacina deve ser feito em 9 mil pessoas, nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná, além do Distrito Federal.

O estudo aprovado pela Anvisa se refere a um ensaio clínico fase III duplo-cego, controlado com placebo. Antes de dar a autorização, a agência analisou as fases anteriores de teste da vacina. Foram realizados estudos não-clínicos em animais, cujos resultados demonstraram que a vacina apresenta segurança aceitável. A vacina é feita a partir de cepas inativadas do novo coronavírus.

O termo “ensaio clínico” se refere aos estudos de um novo medicamento realizados em seres humanos. A fase clínica serve para validar a relação de eficácia e segurança do medicamento e também para validar novas indicações terapêuticas.

Este é o segundo teste de vacina contra covid-19 realizado no Brasil. O primeiro, desenvolvido pela universidade de Oxford, no Reino Unido, tem sido realizado em parceria com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), com participação do grupo farmacêutico Astrazeneca. Essa vacina já se encontra em estágio mais avançado de testes e há possibilidade de ser distribuída à população ainda este ano.

Estudo diz que quem já pegou covid-19 não cria imunidade ao vírus


Foto: Reprodução

Um estudo divulgado pelo jornal The New York Times apontou que o sistema imunológico do corpo humano não é capaz de criar resistência contra o SARS-CoV-2, que é responsável por causar a covid-19. Segundo o estudo, com apernas três meses após o contágio, os anticorpos do organismo já não reconhecem mais o vírus, sobretudo nos casos menos graves.

A diferença desse vírus para outros é que, normalmente, quando um ser humano é infectado e se recupera de alguma doença, o sistema imunológico faz um “registro” e quando atacado novamente, faz o reconhecimento do agente causador e para combatê-lo, monta uma “barreira de proteção”.

“Esses dados indicam os riscos do uso de ‘passaportes de imunidade’ da covid-19 e a necessidade de apoiar o prolongamento de intervenções em saúde pública, incluindo distanciamento social, higiene, isolamento de grupos de alto risco e testes em massa”, disseram os pesquisadores responsáveis pelo estudo publicado também na revista Nature Medicine na última terça-feira (18).

OMS fala pela 1ª vez em possibilidade de vacina para este ano


Foto: Reprodução

A Organização Mundial da Saúde (OMS) espera que centenas de milhões de doses de uma vacina contra o novo coronavírus possam ser produzidas ainda neste ano e outros 2 bilhões de doses até o fim do ano que vem, afirmou nesta quinta-feira a cientista-chefe da organização, Soumya Swaminathan.

A OMS elabora um plano para ajudar a decidir quem deveria receber as primeiras doses quando uma vacina for aprovada, afirmou a cientista. A prioridade seria dada a profissionais da linha de frente, como médicos, pessoas vulneráveis por causa da idade ou outra doença e a quem trabalha ou mora em locais de alta transmissão, como prisões e casas de repouso.

“Estou esperançosa, estou otimista. Mas o desenvolvimento de vacinas é uma empreitada complexa, envolve muita incerteza”, disse ela. “O bom é que temos muitas vacinas e plataformas, então, se a primeira fracassar ou se a segunda fracassar, não deveríamos perder a esperança, não deveríamos desistir.”

Cerca de dez imunizantes em potencial estão sendo testados em humanos, na esperança de que um possa se tornar disponível nos próximos meses para prevenir a infecção da covid-19. Países já começaram a fazer acordo com empresas farmacêuticas para encomendar doses antes mesmo de se provar que alguma funciona. Soumya descreveu o desejo por milhões de doses de uma vacina ainda neste ano como otimista, acrescentando que a esperança de até 2 bilhões de doses de até três vacinas diferentes no ano que vem é um “grande se”.

Isolamento social motivou ansiedade e depressão em 38,9% dos baianos


Foto: Reprodução

O isolamento social interferiu no psicológico de 38,9% dos baianos, que relataram ter tido crises de ansiedade, depressão e outros problemas do tipo em meio à pandemia. O dado consta em um levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas em parceria com o Bahia Notícias. Os que negaram ter sofrido algum tipo de problema psicológico durante o período de isolamento representam maioria: 59,6%. Enquanto 1,4% não respondeu.

Entre as mulheres o índice das que reconheceram ter sofrido crises de ansiedade ou depressão neste período foi maior que entre os homens. Elas somam um índice de 42,2%, enquanto eles são 35,%. Para a realização desta pesquisa foi utilizada uma amostra de 2.016 habitantes, sendo esta estratificada segundo sexo, faixa etária, grau de escolaridade e nível econômico.

O trabalho de levantamento de dados foi feito através de entrevistas pessoais telefônicas com habitantes com 16 anos ou mais em 184 municípios entre os dias 25 e 28 de maio de 2020. O nível de confiança de 95% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2% para os resultados gerais. (Bahia Notícias)

OMS vai retomar testes com hidroxicloroquina para covid-19


Foto: Reprodução

A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou nesta quarta-feira (3) que vai retomar os testes com a hidroxicloroquina para o combate à covid-19. Os testes foram suspensos no último dia 25 depois que um estudo publicado pela revista científica The Lancet indicava que a substância não trazia benefícios para pessoas com a doença, além de aumentar o risco de arritmia cardíaca em quem usava.

Mas ontem a revista publicou uma nota manifestando “preocupação” com os dados usados no estudo, afirmando que está fazendo uma auditoria para confirmar os resultados. Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, afirmou que a entidade resolveu continuar a pesquisa com base nas informações hoje disponíveis sobre mortalidade na doença.

“O comitê de segurança e monitoramento de dados dos ensaios Solidariedade revisou os dados. Com base nos dados sobre mortalidade disponíveis, os membros do comitê decidiram que não há motivo para modificar o protocolo do ensaio”, afirmou.

A cloroquina é usada para tratamento de várias doenças, mas seu uso no combate à covid-19 ainda está envolvido em debate e controvérsia na comunidade médica. O Ministério da Saúde brasileiro revisou um protocolo para permitir que a substância seja usada por pacientes com a doença desde os quadros leves.

Para usar cloroquina, pacientes de sintomas leves têm de assinar termo


Foto: Reprodução

Depois que dois ministros da Saúde pediram demissão por não concordarem com assuntos envolvendo a cloroquina, o general Eduardo Pazuello, que assumiu interinamente o Ministério da Saúde, liberou nesta quarta-feira (20) o uso do medicamento no Sistema Único de Saúde (SUS) para pacientes com sintomas leves de covid-19. Antes, o remédio era permitido apenas para casos graves da doença. Para as pessoas com casos mais simples, também será necessário assinar termo de responsabilidade pelo uso (veja o documento abaixo). A decisão instalou um debate polêmico entre médicos e autoridades políticas, inclusive na Bahia.

A mudança no protocolo era um desejo do presidente Jair Bolsonaro, defensor da cloroquina no tratamento da doença causada pelo novo coronavírus. No entanto, ainda não há comprovação científica de que a cloroquina é capaz de curar a covid-19 e estudos iniciais demonstraram baixa eficácia do remédio, que não é recomendado pela Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI). (mais…)

Agência da UE prevê vacina contra coronavírus em um ano, sendo “otimista”


Imagem: Getty Images

A existência de uma vacina contra a covid-19 dentro de um ano é uma previsão “otimista”, levando-se em consideração os testes atualmente em execução – estimou hoje a Agência Europeia de Medicamentos (EMA). “Existe a possibilidade de que, se tudo correr como planejado, algumas (vacinas) estarão prontas para serem aprovadas daqui a um ano”, disse o diretor de estratégia da EMA, Marco Cavaleri, em uma videoconferência. “São previsões baseadas no que vemos. Mas devo enfatizar novamente que isso seria, na melhor das hipóteses. Sabemos que as vacinas em desenvolvimento podem não ser autorizadas e desaparecer”, acrescentou. “Também sabemos que pode haver atrasos”, alertou.

Saiba como funciona o Centro de Atendimento a Covid-19 em Ipiaú


Foto: Divulgação

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ipiaú começou seu funcionamento como Centro de Atendimento a Covid-19, na quinta-feira (23). A ideia é que, as Unidades de Pronto Atendimento implantadas façam a classificação, realizem o manejo clínico, estabilizem o paciente e façam a regulação para unidades de referência.

A supervisora administrativa da UPA, Jessica Reis informa que a equipe já está atendendo pacientes e esclarece como estão sendo realizados os atendimentos. “Os pacientes são recebidos na unidade, recepcionados e direcionados para o profissional da enfermagem para classificação de risco, ocorrendo assim o atendimento inicial e posteriormente encaminhado para avaliação médica”.

A supervisora esclarece ainda que após o atendimento com o médico, o paciente poderá ser orientado para isolamento domiciliar, ou ainda ser referenciado para um hospital, através da central de regulação para o devido tratamento, sendo que tudo vai depender do estado de saúde do paciente.

A UPA de Ipiaú é mais Unidade de Pronto Atendimento do Estado e está sendo administrada pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH). Ela funciona como centro de triagem, possui nove leitos, sendo dois de urgência (área vermelha ), equipado com monitores e respiradores, seis de observação e um de isolamento. (mais…)

Covid-19: Técnicos da Sesab estão em Ipiaú para agilizar funcionamento da UPA


Upa de Ipiaú atenderá pacientes com suspeitas de covid-19.

Em entrevista concedida a uma emissora de rádio da cidade, a prefeita Maria das Graças anunciou que técnicos da Secretaria Estadual de Saúde ( SESAB) se encontram em Ipiaú, desde o último domingo, 12, com o objetivo de aparelhar o prédio da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para o atendimento a pacientes com casos suspeitos de Covid-19.

Na unidade, que funcionará como centro de triagem, serão instalados respiradores artificiais, monitores, aspiradores, longarinas e aparelhos de ar condicionado, além de leitos, sendo dois semi-intensivos, e demais equipamentos necessários ao trabalho dos profissionais de saúde.

Dentre outros procedimentos que serão realizados na unidade constam consultas de enfermagem para acolhimento dos pacientes, consultas médicas, leitos de clinica médica para adultos e crianças, exames de imagem, eco cardiograma, serviço social e setor de coleta para exames laboratoriais.

Na entrevista, a prefeita agradeceu o empenho dos profissionais de saúde e demais servidores do município envolvidos na luta contra a pandemia, e voltou a pedir à população que atenda as orientações da Secretaria de Saúde e cumpram as determinações das autoridades.

“Faço um apelo a população para redobrar os cuidados. Infelizmente muitas pessoas ainda não entenderam a gravidade e a importância do isolamento social. Quem precisar sair use máscara. Sejam fiscais e cobrem de quem não esteja obedecendo. Nossa responsabilidade é com a vida de todos ”, acrescentou a gestora.

Nesta terça-feira (14), o governo do estado publicou, a contratação do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH) para a gestão e operacionalização da Unidade. A empresa que fará a gestão do Pronto Atendimento foi contratada por 180 dias e por R$ 1,92 milhão. (Giro/José Américo Castro)

Hospital Geral Prado Valadares tem nova diretora


Foto: Divulgação

No ápice da crise determinada pelo coronavírus, o Diário Oficial do Estado (DOE), traz na edição desta terça-feira (31), decreto simples assinado pelo governador Rui Costa, exonera a pedido Polliana Leandro Oliveira, do cargo de diretora geral do Hospital Geral Prado Valadares-HGPV, em Jequié, com a nomeação imediata para o cargo, de Deborah Martins Rocha Andrade. A escolha de profissionais para cargos de comando na unidade pública de saúde estadual, passam por avaliação e indicação da primeira dama do estado, a jequieense Aline Peixoto.

A enfermeira Polliana Leandro, exercia a direção do HGPV, desde março de 2017, quando foi nomeada em substituição ao enfermeiro Bráulio José Ferreira Neto, que estava na direção do hospital havia dois anos. A ex-diretora geral compartilhou em sua página pessoal no Instagram sua despedida e agradecimento aos profissionais que estiveram ao seu lado durante o período em que esteve no cargo, com o título: “Todo ciclo, tem começo, meio e fim…”; *Com informações do Jequié Repórter

Sesab confirma 108 casos de coronavírus na Bahia


A Bahia registra 108 casos confirmados com coronavírus (Covid-19), 1.082 casos descartados e não há óbitos. Este número contabiliza todos os casos de janeiro até as 17 horas desta quinta-feira (26). A boa notícia é que, do total de casos, 16 estão curados, sendo dois no dia de hoje. Entre eles, uma mulher de 95 anos, que estava hospitalizada.

Os municípios com casos positivos são estes: Alagoinhas (01); Barreiras (01); Brumado (01); Camaçari (01); Canarana (01); Conceição do Jacuípe (01); Conde (01); Feira de Santana (09); Ilhéus (01); Itabuna (02); Jequié (01); Juazeiro (02); Lauro de Freitas (05); Porto Seguro (10); Prado (02); Salvador (63 casos, sendo 60 residentes na capital, 1 residente em Mossoró RN, 1 São Paulo e 1 Miami); São Domingos (01); Teixeira de Freitas (01) e 4 estão em investigação sobre o local de residência e infecção. Estes números representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA) em conjunto com os Cievs municipais.

Além dos 16 casos curados, a Bahia possui 51 pacientes em isolamento domiciliar, adotando as medidas de precaução respiratória e de contato, sete pacientes encontram-se hospitalizados, sendo todos em Salvador, e 34 estão em investigação epidemiológica junto aos municípios.

Estudo sugere cura de segundo paciente com vírus HIV


Foto: Secom/Divulgação

Um estudo publicado nesta terça (10) na revista “The Lancet HIV” sugere que um paciente com o vírus HIV que foi submetido a um transplante de células-tronco não apresenta mais sinais de infecção. A pesquisa, feita por cientistas de Universidade de Cambridge, apontou que não há mais sinais do vírus nas amostras de sangue do paciente, 2 anos e meio (30 meses) depois de ele interromper o tratamento antirretroviral contra o HIV.

É o segundo caso desse tipo em todo o mundo. O primeiro ocorreu em 2011, quando o chamado “paciente de Berlim” se tornou o primeiro a reportar a cura da infecção por HIV. “Sugerimos que nossos resultados representam uma cura do HIV”, afirmam os autores, depois de testarem amostras de sangue, tecido e esperma.

“Testamos um número considerável de lugares onde o vírus gosta de se esconder e praticamente tudo deu negativo”, disse o professor Ravindra Gupta, um dos autores do estudo, à agência AFP. Os pesquisadores apontam que restos do DNA do vírus foram detectados em algumas amostras de tecido, mas que estes seriam resquícios “fósseis”, incapazes de reproduzir o vírus. “É difícil imaginar que todos os vestígios de um vírus que infecta bilhões de células foram eliminados”, comemorou Gupta. *Com informações do G1

2º caso de coronavírus na Bahia é confirmado pela Secretaria de Saúde


A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou, na tarde deste sábado (7), que está confirmado o segundo caso de novo coronavírus no estado da Bahia. A Sesab disse que a paciente é uma mulher de 42 anos, trabalhadora doméstica, moradora de Feira de Santana, que teve contato domiciliar com a primeira paciente do estado, quando ainda estava sintomática.

O 1° caso de novo coronavírus na Bahia foi confirmado na manhã de sexta-feira (6). A paciente é uma mulher de 34 anos, também moradora de Feira de Santana, que retornou da Itália em 25 de fevereiro. No país europeu, ela teve passagens pelas cidades de Milão e Roma.

Ainda de acordo com a secretaria, a mulher manifestou os sintomas depois de ter chegado ao Brasil. O primeiro atendimento e as amostras foram coletadas em um hospital particular da capital baiana, e enviadas para Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, onde o diagnóstico foi concluído nesta sexta.

Caminhada melhora a resistência física, o sono e protege seu coração


A caminhada rápida é um ótimo treino cárdio, que pode ser realizado em ambientes fechados ou ao ar livre, a qualquer hora do dia ou da noite e sem a necessidade de se associar necessariamente a um ambiente de academia ou equipamentos especiais. Cárdio é a abreviação de cardiovascular, o que significa que envolve o coração (cardio) e os vasos sanguíneos (vascular). Um bom treino cardio deixa o coração mais forte e eficiente, melhorando o transporte do sangue rico em oxigênio para todos os músculos, órgãos e tecidos do corpo.

Há muitos benefícios em caminhar, além de aumentar sua aptidão cardiovascular. Uma rotina regular de caminhada rápida pode ajudar a:

  • Reduzir o risco de doenças cardíacas, derrame e diabetes;
  • Melhorar o fluxo sanguíneo;
  • Controlar a pressão arterial, os níveis de colesterol e de açúcar no sangue;
  • Construir músculos e ossos mais fortes;
  • Melhorar o sono;
  • Aumentar os níveis de energia e Turbinar a função cerebral, o equilíbrio e a coordenação.

O recente estudo (2019) “Walking pace is inversely associated with risk of death and cardiovascular disease: The Physicians’ Health Study” — “O ritmo da caminhada está inversamente associado ao risco de morte e doenças cardiovasculares” —, publicado pela Atherosclerosis, avaliou cerca de 22.000 pessoas do gênero masculino entre 60 e 77 anos, com acompanhamento de mais de 9 anos, para determinar qual a intensidade e ritmo da caminhada que, quando reduzido, foi pontuado como um indicador de possíveis eventos cardiovasculares e risco de mortalidade, mesmo quando o tempo total da caminhada é mantido.

Acredita-se que o ritmo da marcha seja um marcador de vitalidade, pois requer a integração de múltiplos sistemas, incluindo os sistemas cardiovascular, pulmonar, nervoso e músculo-esquelético, além de apoio e equilíbrio. Dessa forma, um ritmo de caminhada mais lento pode refletir em um menor impacto no organismo — sendo menos eficiente quando falamos em prevenção —, afetando a longevidade. Da mesma forma, foi postulado que estresse oxidativo e inflamação significativa poderiam ser outro mecanismo associado a marcha mais lenta, contribuindo assim para uma possível doença cardiovascular.

Veja 6 dicas para ter um coração saudável


Você sabia que aqueles fatores de risco clássicos – hipertensão, colesterol alto, obesidade, sedentarismo, tabagismo, diabetes e histórico familiar – podem aumentar a probabilidade de desenvolver doenças cardiovasculares? A diretora da Sociedade Brasileira de Cardiologia Gláucia Moraes de Oliveira garante que, para cuidar deste importante órgão, o segredo está na rotina, com a adoção de hábitos saudáveis e preventivos. A especialista separou seis dicas para ter um coração mais saudável. Confira.

1 – Faça uma avaliação médica anual

Um evento cardiovascular pode ser infarto, acidente vascular cerebral (AVC) ou até a morte. Uma avaliação anual vai permitir que você saiba se tem maior predisposição a esse tipo de problema, o que permitirá a adoção de medidas de prevenção. É importante também, a cada 12 meses, uma avaliação de seus níveis de colesterol e triglicerídeos, além da análise médica da presença de diabetes ou de síndrome metabólica.

2 – Mantenha um peso adequado

A obesidade e o sobrepeso costumam estar entre os fatores principais de doenças cardiovasculares. Esses problemas aumentaram nas últimas décadas: o percentual mundial de homens acima do peso ideal cresceu de 28,8% para 36,9% entre 1980 e 2013. A situação das mulheres é ainda mais preocupante: nesse período, esse número subiu de 29,8% para 38%.

3 – Cheque sua pressão arterial com o médico anualmente

De acordo com a especialista, a hipertensäo arterial é a doença crônica mais prevalente em todo o mundo, afetando um terço da população adulta. Medir a pressão arterial com frequência é fundamental, porque a doença é assintomática. “Isso dificulta muito a adesão a cuidados”, explica.

4 – Mantenha uma dieta adequada

O consumo exagerado de sal e hábitos alimentares inadequados afetam diretamente a saúde do coração. Por isso, os médicos recomendam uma alimentação equilibrada como uma das principais receitas para uma manter uma boa saúde cardiovascular. “Diversos estudos observacionais encontraram forte associação entre o consumo de grãos, frutas e hortaliças, alimentos ricos em vitaminas e minerais e menor risco para doenças cardiovasculares, como infarto do miocárdio”, conta a especialista.

5 – Abandone o cigarro

Fumar provoca o aparecimento de doenças crônicas, que irão se manifestar em torno de 30 anos após o início de seu consumo regular. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, quase 6 milhões de pessoas morrem por ano em decorrência do tabaco. Pelo menos 600 mil são fumantes passivos, ou seja, convivem com fumantes. As perspectivas são de que esse número possa chegar a 8 milhões até 2030.

6 – Pratique exercícios físicos regularmente

De acordo com a especialista, o sedentarismo tem estreita ligação com mortes por doença venosa crônica (DVC). “O incremento da atividade física se relaciona com ganho de saúde, melhor qualidade de vida e maior expectativa de vida. É de fundamental importância priorizar um forte combate ao sedentarismo”, afirma Gláucia.

Brasileiro consome quase o dobro de sal recomendado pela OMS


Os brasileiros consomem, em média, 9,34 gramas de sal por dia, o que representa quase o dobro do recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), de 5 gramas. Esta é uma das conclusões de levantamento feito com a análise de sangue e de urina com cerca de 9 mil brasileiros. A coleta foi feita entre 2013 e 2014 em 8.952 domicílios, durante a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2013.

Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), essa foi a primeira vez que um inquérito com representatividade nacional coletou nos domicílios amostras biológicas para realização de exames complementares, viabilizando que se estabeleçam parâmetros nacionais para valores de referência laboratoriais.

O estudo, que é uma parceria entre o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Fiocruz, do Ministério da Saúde, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e o Hospital Sírio-Libanês, apontou também que os homens e os jovens são a maior parte dos que abusam do sal. Mas indica ainda que a utilização elevada é de forma generalizada na população brasileira, em todas as faixas etárias e níveis de escolaridade. (mais…)

Bahia registra 80 mortes suspeitas por dengue em 2019


Foto: Reprodução

Até a primeira semana de novembro a Bahia registrou 65.574 casos prováveis de dengue. No mesmo período de 2018, o número foi de 8.647 casos prováveis. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), os número representam um crescimento de 658,3%. No total, 385 municípios realizaram notificações para casos prováveis de dengue. Neste período, o número de mortes suspeitas de dengue chegou a 80, sendo que 31 foram confirmados: 29 laboratorialmente, um por critério clínico-laboratorial e um por critério clínico-epidemiológico.

Com 12 casos, Feira de Santana é o município com maior número de óbitos por dengue. Salvador registrou três, Paulo Afonso dois e Candeias, Rafael Jambeiro, Coração de Maria, Jacobina, Paripiranga, Presidente Dutra, Santo Antônio de Jesus, Simões Filho, Candiba, Camaçari, Mulungu do Morro e Euclides da Cunha, Muritiba e Cruz das Almas registraram um caso. A Sesab informou que das 80, 31 mortes foram descartadas e 18 permanecem em investigação.

Academias de Ipiaú são fiscalizadas por órgãos competentes


Foto: Reprodução

Em uma operação conjunta que teve início na terça-feira (05) e se estendeu até o final da tarde de quarta-feira (06), o Conselho Regional de Educação Física da Bahia (CREF13/BA) e a Vigilância Sanitária do Núcleo Regional de Saúde/Sul, realizaram fiscalizações em academias de ginásticas de Ipiaú. Entre os pontos observados pelos fiscais, constam a ausência de profissionais no acompanhamento dos alunos e problemas de estrutura, que, segundo os técnicos do conselho, podem causar problemas graves nas pessoas que frequentam os estabelecimentos. Somente na terça-feira foram interditadas duas academias, na cidade.

Equipe de fiscalização.

A tendência é de que a punição se estenda até outras academias que se encontram em situação irregular. Um prazo foi dado para a regularização. A ação se estenderá em 26 municípios da região. O coordenador da equipe do Conselho Regional de Educação Física da Bahia, Jailson São Pedro de Andrade, informou que uma academia ou estabelecimento de Cross Training, para funcionar legalmente precisa contar com a presença de um Bacharel em Educação Física, e não um profissional formado em licenciatura, o qual é habilitado para ensinar em estabelecimentos educacionais.

Em setembro, a fiscalização conjunta atuou nas cidades de Jequié, Planaltino, Maracás e Jaguaquara, o que resultou em 12 academias  fechadas e quatro pessoas flagradas no exercício ilegal da profissão. Em Jaguaquara foram fechadas praticamente todas as academias. Além do coordenador a equipe de fiscalização do Fiscalização do CREF13/BA, conta com as participações de Tiago Palma, Jean Morais e Paulo Henrique, enquanto o Núcleo Regional de Saúde/Sul, vem sendo representado pelos experientes Sebastião Eloy e José Carlos de Souza.( Giro/ José Américo Castro).