Açougueiro mata filha e enteada depois de descobrir traição em SP


Meninas de 3 e 8 anos foram achadas abraçadas.

O açougueiro Clayton Almeida de Jesus, 34 anos, foi preso nesta quinta-feira (16), um dia depois de, segundo a polícia, matar a filha e a enteada em Guarulhos, em São Paulo. Ele fugiu depois do crime, mas foi preso dentro de uma igreja evangélica em Santos. O crime foi motivado por vingança – Clayton matou as meninas para se vingar da mãe delas, sua esposa, depois de descobrir uma traição, diz a polícia. As crianças foram achadas mortas dentro da casa da família, na manhã de ontem. Priscilla Beatriz Tavares Almeida, 3 anos, filha do suspeito, e a enteada dele, Edmilly Geovana Tavares da Silva, 8 anos, estavam abraçadas dentro de um quarto. A suspeita é que as duas já estavam mortas há mais de 12 horas.

Homem foi preso dentro de igreja.

Um bilhete do suspeito foi encontrado no local. Ele diz que matou as meninas depois de descobrir que tinha sido traído pela mãe delas. A causa da morte foi asfixia, acredita a polícia. Depois de fugir, o açougueiro mandou mensagens para o avô das meninas relatando o crime. “O domingo foi um dia especial, o (dia) das mães. Mas no fim do dia ela confessou que me traía com o encarregado dela. Porém, eu não vou fazer nada com ela e nem com ele, mas eles vão se lembrar pelo resto da vida do que fizeram”, diz uma das mensagens enviadas por Clayton. (mais…)