Caminhão com estudantes capota na zona rural de Camamu e deixa vários feridos


Foto: Ubatã Notícias

Ao menos 17 estudantes ficaram feridos depois que o caminhão pau-de-arara em que estavam capotar na zona rural de Camamu, na manhã desta terça-feira (3). Segundo a 61ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Ubaitaba), que prestou atendimento aos feridos, o acidente aconteceu na região conhecida como Novo Horizonte. Informações preliminares apontam que houve um problema na barra de direção do veículo. O motorista perdeu o controle da direção, o caminhão capotou e, em seguida, caiu de uma pequena ponte.

A polícia não soube estimar a altura da queda, nem se o transporte era cedido pela prefeitura da cidade. De acordo com pais das vítimas, os estudantes saíram da zona rural de Tararanga, que fica também em Camamu, na carroceria (pau-de-arara) do caminhão. Eles seguiam para Copa 70, outra comunidade da cidade, onde iriam pegar um ônibus com destino ao colégio, em Travessão.

Ainda segundo a PM, cerca de 30 adolescentes, entre 15 e 17 anos, estavam no veículo. Após atendimento, nove pessoas foram levadas para o Hospital de Base, uma foi para a Maternidade Ester Gomes e uma para o Hospital Manoel Novais. As outras seis vítimas receberam atendimento em Ibirapitanga. Não há informações sobre o estado de saúde delas.

Ioná Queiroz desiste da candidatura à prefeita de Camamu; eleição acontece neste domingo (01)


Ioná Queiroz é ex-prefeita do município.

A ex-prefeita de Camamu, Ioná Queiroz (PT), desistiu de recorrer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a decisão da última terça-feira (27) do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) que manteve o indeferimento da candidatura dela à eleição suplementar do município. Por meio de nota, Ioná disse que a decisão foi tomada após reunião com seu grupo político, ocorrida nesta quarta-feira (27). Nenhum nome foi definido para participar da disputa que acontece neste domingo (1º). “Estamos muito surpresos com o que aconteceu ontem no TRE. Aquela foi uma decisão pautada na insegurança jurídica que assola o país. O Ministério Público e a relatora do processo votaram ao nosso favor, deixando bem claro que nossa candidatura é legal, porém, a maioria dos membros decidiram o contrário”, justificou.

Velejadora é agredida e roubada por ‘piratas’ na Baía de Camamu


Foto: Reprodução

Uma velejadora denunciou um ataque pirata que sofreu na baía de Camamu, nas proximidades das ilhas do Sapinho e Goió, na Península de Maraú, no litoral sul baiano. O caso, segundo a vítima, Guta Favarato, ocorreu por volta das 09h de quarta-feira, 24. A bordo de uma canoa, dois homens se aproximaram do catamarã de 54 pés que estava ancorado. Um deles subiu na embarcação e com uma faca rendeu Guta que foi amarrada numa cadeira com fita adesiva encontrada no próprio catamarã e depois agredida a murros e tapas. Na hora, ela estava sozinha. Os bandidos levaram R$ 1.200.  Nas redes sociais, a vítima relatou o caso:

“Fui dominada, amordaçada, presa pelos pés em uma cadeira e as mãos nas costas. Eles perguntavam por dinheiro, só dinheiro, que estava em uma mochila, mas amordaçada, eu não tinha como responder e por isso apanhei. No rosto, nas pernas, nas costelas e estômago. Quando encontraram a bolsa, levaram o dinheiro que tínhamos a bordo e mais nada”, afirmou.

Guta segue a denúncia afirmando que conseguiu pedir ajuda pelo rádio após os homens saírem do local. “Minha pressão caiu e desmaiei. Quando acordei, meus pés estavam roxos pelo aperto da fita na cadeira. Tive que me machucar mais ainda para conseguir pedir ajuda pelo rádio VHF. Estou toda dolorida e com machucados bem feios que não vale a pena compartilhar”, relatou. Maria Augusta e o marido, Fausto Favarato, saíram do Rio de Janeiro no Guruçá em junho deste ano rumo à uma competição de regata na cidade do Recife, em Pernambuco, programada para acontecer em outubro. O catamarã seguia viagem junto com outras 10 embarcações. Leia mais no CORREIO

TSE cassa mandato da prefeita de Camamu e determina novas eleições


O mandato da prefeita de Camamu, no Baixo Sul da Bahia, Ioná Queiroz Nascimento (PT), eleita em 2016, foi cassado em julgamento da sessão plenária jurisdicional do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desta terça-feira (4). Com a decisão, a cidade passará por um novo processo eleitoral. Segundo o Tribunal, o julgamento, marcado para às 19h, se debruçou sobre o recurso interposto pela coligação Trabalho e Compromisso que pleiteava a cassação do registro de candidatura da prefeita. O argumento da coligação é de que Ioná ainda estaria inelegível na data do pleito, com base na Lei da Ficha Limpa, em virtude de sua condenação por abuso de poder econômico na campanha eleitoral de 2008. O julgamento do caso pelo Plenário do TSE foi retomado na sessão desta terça com o voto-vista do ministro Og Fernandes, que acompanhou a conclusão do relator do recurso, o então ministro Admar Gonzaga, pelo indeferimento do registro de candidatura de Ioná. O placar final foi de 6 votos a 1 pelo indeferimento do registro de candidatura da prefeita de Camamu e a consequente realização de um novo pleito no município.

Batida entre carro e caminhonete deixa 4 feridos na BR-101, no distrito de Travessão


Fotos: Reprodução/TV Santa Cruz

Quatro pessoas ficaram feridas depois que o carro onde viajavam se envolveu em uma batida com uma caminhonete, na tarde desta segunda-feira (20), no KM-100 da BR-101, no distrito de Travessão, em Camamu. O veículo menor ficou destruído. De acordo com a Polícia Militar, entre as vítimas, estão um sargento da reserva da PM, identificado como Carlos Maurício Emidio dos Santos, de 53 anos, e o filho dele, de 24 anos. Os outros feridos, que não tiveram os nomes divulgados, são amigos deles. As vítima foram socorridas e levadas para o Hospital de Base de Itabuna, no sul do estado. Conforme a PM, o estado do sargento é grave e ele passará por cirurgia. O estado de saúde dos outros feridos não foi detalhado.

Comerciante é morto a tiros no distrito de Travessão, município de Camamu


Foto: Ubatã Notícias

Um homem identificado até o momento apenas pelo prenome de Raimundo ‘do boi’ foi morto a tiros na manhã desta segunda-feira (06) em Travessão, distrito de Camamu. Segundo informações apuradas pelo Blog Ubatã Notícias junto à Polícia Militar, Raimundo, que era produtor rural e atuava na compra e venda de bois, estava no seu veículo quando teria sido interceptado por bandidos que estavam a bordo de um Polo Hatck, cinza. A vítima ainda tentou fugir a pé, mas acabou sendo baleada e morreu no local do crime. Após o homicídio, os bandidos teriam fugido pela BR-101 sentido Itamarati, distrito de Ibirapitanga. Guarnições da Polícia Militar foram acionadas e realizaram diligências, mas até o presente momento nenhum suspeito foi preso. Conforme uma fonte policial, Raimundo já morou em Ubatã, no centro da cidade. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de execução, já que nada foi levada da vítima. *As informações são do Ubatã Notícias